14 outubro, 2011

Viracopos deverá se tornar o maior aeroporto do país em 2023

Com a previsão de três novas pistas e um novo terminal de passageiros, o aeroporto de Viracopos, em Campinas, se tornará o maior do país em 2023, exigindo da empresa que assumir sua concessão investimentos de até R$ 11,4 bilhões nos 30 anos de vigência do contrato. No fim do período, passarão por Viracopos cerca de 90 milhões de passageiros todos os anos, 16 vezes mais que o fluxo observado em 2010.

Os dados constam dos estudos econômico-financeiros que o governo apresentou nesta quinta-feira ao Tribunal de Contas da União (TCU), passo necessário antes da publicação dos editais definitivos de concessão dos aeroportos de Viracopos, de Guarulhos e de Brasília. Nos estudos, foram apresentados projeções de demanda, exigências de obras de ampliação da infraestrutura, valores de investimentos e os lances mínimos de disputa entre os grupos interessados.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

China chama atenção do mercado global

Embora a crise na zona do euro e nos Estados Unidos ainda não tenha alcançado um desfecho, o foco de atenção do mundo começa a se voltar para a Ásia. Ontem, o Fundo Monetário Internacional (FMI) alertou do risco de uma bolha imobiliária na China se o governo não incentivar as instituições financeiras a oferecerem mais opções de poupança às pessoas físicas. Outro alerta veio do economista-chefe para a Ásia do HSBC, Frederic Neumann. Ele afirmou, em Tóquio, que o sentimento dos investidores em relação à China se deteriorou rapidamente.

Ao mesmo tempo o FMI afirmou que o Japão deve fazer mais para convencer os investidores de que tem um plano para pôr em ordem sua situação fiscal.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Receita da exportação do agronegócio cresce

A alta no dólar já começa a refletir no agronegócio brasileiro. Em setembro, a agricultura e a pecuária registraram o recorde de US$ 9,3 bilhões, num crescimento  de 27,4% em relação à igual período de 2010. As importações aumentaram 28,4% e chegaram ao US$ 1,5 bilhão. Como resultado, a balança comercial do agronegócio teve saldo positivo de US$ 7,8 bilhões no mês.

O incremento das exportações foi consequência da contribuição, principalmente, de quatro setores: complexo soja (+US$ 768 milhões em negócios de 2010 para 2011), café (+US$ 260 milhões), sucroalcooleiro (+US$ 250 milhões) e cereais, farinhas e preparações (+US$ 209 milhões). Juntos, eles responderam por 81,7% do aumento das vendas externas.

As exportações do agronegócio em setembro tiveram um crescimento expressivo de 66,6% para a Ásia, possibilitando ao continente aumentar a sua participação de 29,6% no total dos envios no ano passado para 38,7% em setembro recente. A soma da parcela da Ásia com a União Europeia (responsável por 22,3% da quota de mercado) correspondeu a 61% do total negociado para o mercado externo no mês.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Brasil poderá aumentar participação no FMI, diz Dilma

A presidente Dilma Rousseff disse nesta sexta-feira que o Brasil poderá aumentar sua participação no Fundo Monetário Internacional (FMI), cujos recursos poderão ser usados para conter a crise da dívida da Zona do Euro. "Hoje nós temos recursos aplicados no Fundo Monetário. Possivelmente, inclusive, nós iremos ter uma maior participação", disse Dilma, durante assinatura do pacto Brasil sem Miséria com governadores da Região Sul, em Porto Alegre.

Ministros das Finanças do G20 reunidos em Paris neste fim-de-semana discutem propostas para dobrar o capital do FMI como forma de ajudar a Europa. O plano, contudo, enfrenta resistência dos Estados Unidos, que afirmaram que os recursos já disponíveis no Fundo seriam suficientes. Os ministros preparam terreno para a reunião dos presidentes do grupo no mês que vem, que deverá ser dominada pela crise da zona do euro e como evitar um contágio maior.
Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Avianca anuncia a chegada de quatro novas aeronaves em 2011

A empresa aérea Avianca anunciou neta sexta-feira a chegada de quatro novas aeronaves ainda este ano, modelo Airbus A-320, com capacidade de até 162 passageiros. Para o próximo ano é aguardada a chegada de mais cinco. Até o final de 2011, a empresa vai operar com 26 aeronaves.

Com as aeronaves, a Avianca espera atingir um crescimento em 70% em passageiros transportados em janeiro de 2012, na comparação com o mesmo período deste ano. Além disso, um crescimento de 90% em oferta de assento por km.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

11 outubro, 2011

Exportações do Brasil atingiram em Setembro a média de mil milhões de dólares por dia útil

As exportações brasileiras atingiram, em Setembro passado, uma média de mil milhões de dólares por dia útil, de acordo com informações do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).

Dados divulgados pelo MDIC indicam que as exportações brasileiras atingiram 190 mil milhões de dólares em 189 dias úteis nos nove primeiros meses do ano, contra uma média de 992 milhões de dólares por dia útil até final de Agosto passado.

A série histórica da balança comercial, divulgada pelo MDIC, revela que o crescimento das exportações, pela média diária foi de 330% nos últimos dez anos, sendo que em 2001, a média diária de vendas externas brasileiras era de 233 milhões de dólares.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Banco Central Europeu diz que "recapitalização dos bancos" é urgente

O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Jean-Claude Trichet, afirmou nesta terça-feira (11) que a crise da dívida atingiu uma dimensão sistêmica, e pediu atuação rápida e coordenada da União Europeia para recapitalizar os bancos. "A crise é sistêmica e tem de ser abordada com determinação. Os governos e as autoridades nacionais, assim como as instâncias europeias, têm de estar à altura da situação e atuar com rapidez. Se houver mais demoras isso só agravará a situação", afirmou.

A "recapitalização" dos bancos está sendo considerada, pelos governos da França e da Alemanha, como a solução para evitar o que ocorreu em 2008, quando a paralisação dos empréstimos entre os bancos levou o mundo, principalmente os países desenvolvidos, para uma recessão de grandes proporções. No domingo, o presidente da França, Nicolas Sarkozy, e a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, afirmaram que a recapitalização será realizada, mas que ainda divergiam quanto à forma como isso deveria ocorrer.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Petrobras pode vender refinaria no Japão

O presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli, afirmou hoje que a refinaria Nansei Sekiyu, em Okinawa (Japão), poderá estar entre os ativos que serão vendidos pela companhia. 'Mas a decisão ainda não foi tomada', disse o executivo, em entrevista à imprensa, em Londres, após participar do evento Oil & Money, promovido pela Energy Intelligence e o International Herald Tribune.

A Petrobras anunciou neste ano a estratégia de fazer desinvestimentos no valor total de US$ 13 bilhões. Gabrielli reforçou que a maior parte estará fora do País e que o pré-sal não faz parte da lista. O executivo acredita que a estatal não terá dificuldades para encontrar compradores, mesmo em meio à crise financeira internacional. 'A crise não é de liquidez. Há grande montante de recursos à disposição. O que temos são compradores seletivos para os melhores projetos', disse.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

PIB agropecuário cresce 4,85% no 1º semestre puxado por grãos

O Produto Interno Bruto (PIB) da agropecuária cresceu 0,61% em junho, elevando para 4,85% a expansão do PIB do setor primário no primeiro semestre de 2011 na comparação com o mesmo período de 2010, de acordo com análise divulgada na última sexta-feira (7/10) pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). O estudo, elaborado em parceria com o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, da Universidade de São Paulo (Esalq/USP), mostra que o aumento do volume produzido e a elevação dos preços médios de alguns produtos agrícolas, como algodão, café, milho, laranja, soja e carne bovina, justificam o crescimento do PIB.

A avaliação da CNA e do Cepea aponta que o segmento agrícola vem impulsionando o bom desempenho do setor básico, enquanto as taxas de crescimento da pecuária, ainda que positivas, freiam o ritmo de crescimento da agropecuária. O crescimento agrícola foi de 0,90%, em junho, o que ampliou para 6,75% o desempenho positivo no ano. Na pecuária, o crescimento ao longo de 2011 foi menos expressivo, mas também positivo, com taxas de expansão de 0,22%, em junho, e de 2,43%, no acumulado dos seis primeiros meses do ano.
Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística