20 maio, 2011

Brasil pede transparência na escolha do FMI

O governo do Brasil deixou claro ontem que quer um processo aberto e transparente para selecionar o próximo dirigente do Fundo, enquanto o ex-gerente-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI) Dominique Strauss- Kahn recebia direito a liberdade sob fiança nos EUA. Para o presidente do Banco Central (BC), Alexandre Tombini, "é hora de abrir o processo". Ainda ontem, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou que atua para que os países emergentes tenham uma participação ativa na definição do FMI. A posição brasileira foi reforçada por China e Japão, que também pediram um processo aberto e transparente, "baseado no mérito".

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Nenhum comentário: