19 outubro, 2010

Para tentar conter o dólar, IOF vai a 6%

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou na segunda-feira, 18, mais duas medidas para tentar conter a valorização do real em relação ao dólar. Mais uma vez, o instrumento escolhido foi o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF). Só que agora o governo decidiu atuar não só no mercado à vista, mas também no mercado futuro. Nesta segunda, o dólar fechou cotado a R$ 1,66.

A primeira medida é no mercado à vista: o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) nos investimentos de estrangeiros em renda fixa subiu de 4% para 6%. O imposto cobrado nessas operações já havia sido elevado de 2% para 4%. O investimento em ações segue taxado em 2%.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Nenhum comentário: