04 janeiro, 2010

O papel da China em 2010



Principal motor da economia mundial em 2009, a China poderá crescer 9% em 2010 e continuar sustentando o mercado de produtos básicos  uma bênção para os grandes exportadores de alimentos e minérios, como o Brasil. Mas a economia chinesa poderá ser também uma fonte de problemas para o resto do mundo. Já se fala abertamente numa bolha imobiliária e no risco de um estouro em 2010, se o governo demorar a intervir. Além disso, o yuan subvalorizado continuará garantindo uma importante  e desleal, na opinião de governos e empresários de outros países  vantagem competitiva aos exportadores chineses. A indústria brasileira será uma das prejudicadas, também no Mercosul e no mercado interno, por essa concorrência.

A China também foi afetada pela crise, mas entrou logo em recuperação. De janeiro a setembro seu PIB foi 7,7% maior que nos três primeiros trimestres de 2008. A recuperação acelerou-se nos meses seguintes. Em novembro, a produção industrial foi 19,2% superior à de um ano antes. O valor das exportações do país, até novembro, foi 18,8% menor que o de igual período de 2008, por causa da retração nas maiores economias, mas já há sinais de recuperação e perspectiva de maior dinamismo em 2010.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Nenhum comentário: