05 janeiro, 2010

Balança comercial fecha 2009 com o pior saldo em sete anos


O impacto negativo da crise no comércio mundial derrubou as exportações brasileiras, que mostraram em 2009 o maior recuo em um único ano desde 1950, quando tem início a série histórica do Ministério do Desenvolvimento. As exportações recuaram 22,2% em relação a 2008, o que levou a balança a apresentar o menor saldo em sete anos: US$ 24,61 bilhões.

Em dezembro, o superávit foi de US$ 1,43 bilhão.

As exportações somaram US$ 152,25 bilhões, abaixo dos US$ 160 bilhões projetados pelo governo. Até agora, a maior queda das exportações tinha sido registrada em 1952 - 19,8%. O recuo do superávit comercial em 2009 só não foi maior porque o Brasil também importou menos com a retração da atividade. As compras de produtos fabricados no exterior fecharam o ano em R$ 127,63 bilhões, uma queda de 25,3%.

O resultado dessa combinação de fatores negativos foi a diminuição em 23,6% da corrente de comércio do Brasil, indicador que mostra a soma das exportações com as importações e representa o grau de internacionalização da economia. Em 2008, a corrente de comércio cresceu 31,95%. De 2006 - ano em que a balança apresentou o maior superávit da história, US$ 46,45 bilhões - até 2009, o saldo positivo caiu R$ 21,8 bilhões. Um recuo de 47%.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Nenhum comentário: