29 janeiro, 2010

Crescimento está de volta

O ano de 2010 reserva um novo rumo ao Porto de Itajaí. Em 2009, as transações comerciais caíram 14% em relação a 2008 e havia muitas incertezas. Porém, antes mesmo de sentir esta queda, o porto começou 2009 destruído pela força da enchente, o calado foi comprometido, só entravam navios com pouca carga, trabalhadores e empresas de comércio exterior passavam por apertos financeiros.

Hoje, final de janeiro de 2010, o calado foi restabelecido aos níveis pré-enchente, a obra de reconstrução dos berços 1 e 2 segue um ritmo programado de trabalho e as cargas estão voltando ao antigo volume. Apesar dos transtornos, o Porto de Itajaí ainda consegue competir em pé de igualdade com os portos de Rio Grande e Paranaguá, concorrentes imediatos.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Ministros vão à Argentina cobrar prazos e promessas

Representantes do governo brasileiro estão a caminho da Argentina para mais uma reunião conciliadora. Segundo Roberto Segatto, presidente da Associação Brasileira de Comércio Exterior (Abracex), o comércio bilateral teve um recuo de US$ 31 bilhões em 2008, e as trocas comerciais (exportações mais importações) cairam US$ 24 bilhões em 2009.

A reunião bilateral acontece de quarta-feira a sexta da próxima semana. Os temas discutidos serão os prazos das licenças não automáticas, as barreiras comerciais impostas a alguns produtos brasileiros e os acordos firmados na última reunião que não estão sendo cumpridos conforme prometido pela Argentina.

O governo da Argentina está realizando um levantamento da situação de cada um dos setores envolvidos no comércio com o Brasil para desenhar sua estratégia de negociação.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Interior fará aportes em modernização

De olho no crescimento dos segmentos de Petróleo e Gás e Construção, os empresários do interior paulista afirmam que investirão mais em modernização em 2010, aponta pesquisa realizada pela Deloitte, com 112 empresas do interior de São Paulo, em outubro e novembro de 2009.

Com isso, esperam elevar as receitas em 10%, segundo 90% dos entrevistados. A receita líquida do conjunto das organizações pesquisadas que divulgaram seus resultados totalizou R$ 93 bilhões, o correspondente a 16% do Produto Interno Bruto (PIB) do interior do Estado de São Paulo.

"O empresariado do interior do Estado apresenta um otimismo importante para o ano de 2010. Eles estão muito bem estruturados para os novos investimentos e desafios", declarou Edgar Jabbour, sócio da Deloitte.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Empresários do Nordeste estão otimistas para 2010

Em uma região que vem ganhando cada vez mais espaço no cenário econômico do país, os empresários nordestinos estão otimistas para este ano. Este é o resultado da Pesquisa Panorama Empresarial 2010, elaborada pela Deloitte, uma das maiores organizações do mundo na prestação de serviços de consultoria e auditoria.

Segundo os executivos entrevistados que compõem a amostra regional da edição 2010 da pesquisa, entre os principais atrativos da manutenção da atividade econômica na região, está o crescimento das indústrias, indicado por dois terços dos respondentes.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Hu Jintao prepara visita ao Brasil

O presidente da China, Hu Jintao, poderá fazer sua segunda visita oficial ao Brasil em abril, no momento em que o comércio bilateral aumenta e os chineses elevam seus investimentos no País. A viagem, ainda não confirmada, deverá coincidir com a segunda cúpula dos países que formam o Bric (Brasil, Rússia, Índia e China), da qual o presidente Luiz Inácio Lula da Silva será o anfitrião.

Na segunda-feira, o subsecretário para Assuntos Políticos do Itamaraty, Roberto Jaguaribe, chegará a Pequim para negociar com as autoridades locais a realização da cúpula. O diplomata terá encontros semelhantes na Índia e na Rússia.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Por um novo aeroporto

A salutar ampliação do Aeroporto Internacional Pinto Martins, depois de dez anos de construído o terminal de passageiros, começa a provocar polêmica, diante das perspectivas de crescimento do principal aeródromo do Ceará e as dimensões previstas para seu crescimento. Falta ao debate um terceiro e providencial argumento: a necessidade da construção de um aeroporto moderno no entorno de Fortaleza, onde há disponibilidades de espaço físico e de condições seguras para embarque e desembarque.

Quando demarcou, na década de 30, as terras do antigo Alto da Balança, a 10 quilômetros da Praça do Ferreira, para instalar a Base Aérea de Fortaleza, o brigadeiro José Macedo jamais imaginou que, em poucas décadas, a unidade do Ministério da Aeronáutica, acrescida depois pelo Aeroporto Internacional, viesse a ocupar exatamente o centro geográfico da Capital. Hoje, quando se abre um mapa espacial do sítio urbano, essa posição estratégica está exposta, contrariando todas as recomendações técnicas da aviação civil.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Vale pode aumentar participação na Fosfertil

Além das aquisições anunciadas na quarta-feira, a Vale deverá ampliar ainda mais o seu controle na Fosfertil.

A Yara Brasil Fertilizantes informou ontem que pretende vender para a mineradora a sua participação direta e indireta de 15,5% na Fosfertil por US$ 785 milhões.

A concretização do negócio depende do fechamento da compra dos ativos de fertilizantes da Bunge no Brasil pela Vale, em uma transação que envolve uma participação, direta e indireta, de 42,3% no capital total da Fosfertil, que produz insumos para a indústria de fertilizantes.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

País sai da crise com indústria mais fraca nas exportações

Com a crise no ano passado, o Brasil aumentou a concentração das exportações em produtos primários e a indústria perdeu espaço.

Apenas seis produtos básicos (soja, minério de ferro, petróleo, açúcar, frango e farelo de soja) respondem por um terço das vendas externas, contra 27,7% em 2008. Pela primeira vez em 20 anos, os bens primários são mais de 40% das exportações. Já a fatia dos manufaturados caiu de 46,8% para 44%.

Analistas alertam para os riscos de enfraquecimento da indústria e o comércio exterior depender da China. Do total exportado ao mercado chinês, 76% são produtos básicos e 98% dos importados são industriais, que geram empregos no país asiático. Página 23 l O superávit primário do país caiu 40% em 2009, levando o governo a abater investimentos para cumprir a meta fiscal. Já o desemprego recuou para 6,8% em dezembro, mas a taxa média no ano subiu para 8,1%.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Investimento ficou em 16,9% do PIB

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho, apresentou ontem estudo que mapeia investimentos de R$ 762 bilhões em setores da indústria e da infraestrutura entre 2010 e 2013. Desse total, R$ 488 bilhões referem-se ao primeiro segmento e R$ 274 bilhões ao segundo.

Coutinho disse que o levantamento de projetos em planejamento representa metade do investimento total do País nos próximos quatro anos e indica crescimento de 40,3% em relação ao quadriênio anterior, o equivalente a 7% ao ano.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Petrobras inaugura gasoduto para abastecer indústrias do Sul de Minas

A Petrobras inaugura nesta sexta-feira o gasoduto Paulínia-Jacutinga, que permitirá que pela primeira vez o gás natural chegue, por meio de um gasoduto, aos municípios do sul de Minas Gerais – onde se concentram indústrias dos setores de alumínio, cerâmica e alimentos.

O gasoduto tem origem na cidade paulista de Paulínia, onde está instalado um terminal de gás natural e se interligam os gasodutos Paulínia-Jacutinga, Campinas-Rio (Gascar) e os trechos Sul, Norte e Replan-Guararema do gasoduto Bolívia-Brasil (Gasbol), bem como o Ponto de Entrega para a Replan (Refinaria do Planalto Paulista).

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

28 janeiro, 2010

Artigo: Dia do Comércio Exterior



Hoje, 28 de janeiro, é dia do comércio exterior.

Nada mais justo do que prestar uma singela homenagem ao setor. Iniciamos uma “corrente” de blogs e twitter’s para falar um pouco sobre o assunto. Meu convite veio através do Blog Brascomex, colega e parceiro do mundo virtual na logística.

Vou tratar da balança comercial, que depende fortemente da força das exportações e do comércio exterior.

Em 2009, a Balança Comercial Brasileira fechou em superávit de pouco mais de US$ 24,5 bilhões. Exportamos em torno de US$ 152 bilhões e importamos aproximadamente US$ 127 bilhões.

Clique aqui e veja o artigo na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Finanças equilibradas sem cortes são um mundo impossível


Os rombos nas contas dos governos representam problemas para os países desenvolvidos e trazem incertezas para a recuperação externa. Essa é a opinião de especialistas reunidos em Davos, na Suíça, no Fórum Econômico Mundial. O ex-ministro do Japão Heizo Takenaka acredita que a retomada atual não é sustentável e prevê um novo mergulho, na forma de W, em razão dos déficits elevados. Os déficits fiscais se tornaram uma das maiores preocupações no cenário atual. Depois do default do governo de Dubai, a Grécia tem turbulência financeira e tenta amenizar o problema nas contas públicas. Agências de classificação de riscos já emitiram alertas para o Japão e o Reino Unido.

O economista Nouriel Roubini, que previu a crise financeira, acredita que a União Europeia enfrenta déficits crescentes e a queda da competitividade provocada pela valorização do euro. “Saímos de um período de incerteza econômica para a incerteza política”, afirmou o ex-economista-chefe do FMI Raghuram Rajan. Por isso devemos festejar o déficit zero no ano passado anunciado pelo governo do Estado.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

EUA tentam evitar retaliação do Brasil


O chanceler Celso Amorim afirma que o governo dos Estados Unidos está buscando uma saída pacífica para a guerra do algodão, evitando a retaliação do Brasil. A Organização Mundial do Comércio (OMC) já autorizou o País a retaliar em mais de US$ 820 milhões os subsídios ilegais americanos para aos produtores de algodão.

Mas, numa disputa que já dura sete anos, o Itamaraty até agora não aplicou a sanção. Ontem, Amorim reconheceu que os americanos "estão tentando conversar". O chanceler evitou entrar em detalhes sobre o que poderia ser a solução, alegando que "existem muitos interesses envolvidos".

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Economia brasileira incentiva investimentos


A boa fase da economia brasileira incentivou que o grupo Sonae investisse no Brasil. Na Europa, no entanto, o Sonae Sierra reduziu o ritmo de investimento. "Está diminuído o ritmo de investimento na Europa. Lá uma das características que nós tínhamos, antes da crise financeira era o crédito muito facilitado à longo prazo e com juros muito baixos. O que aconteceu é que este crédito nessa altura acabou. Nós acreditamos que isso irá alterar a médio prazo. No nosso caso os investimentos que estavam em curso na Europa continuam, mas não está ocorrendo investimento em shoppings novos", diz Pessoa Jorge. A Sonae Sierra Brasil é uma empresa especialista em shopping centers com expertise de sócios internacionais: a européia Sonae Sierra e a americana DDR (Developers Diversified Realty).

A Sonae Sierra é uma empresa internacional especialista em shopping centers e proprietária de 52 empreendimentos em Portugal, Espanha, Itália, Alemanha, Grécia, Romênia e Brasil com um total de Área Bruta Locável (ABL) de mais de 2 milhões de m². Atualmente, a Sonae Sierra tem 2 projetos em desenvolvimento e outros 10 novos projetos em diferentes fases de desenvolvimento em Portugal, Espanha, Itália, Alemanha, Grécia, Romênia e Brasil.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Federação privilegia a expansão no exterior e no nordeste


A expansão das empresas brasileiras no exterior e o crescimento do mercado interno nas Regiões Norte e Nordeste do Brasil ganha força nas ações da Federação Nacional das Associações dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil (Fenadvb), que reuniu ontem em sua sede em São Paulo os presidentes das entidades estaduais.

As experiências adotadas nas entidades mais antigas, como a de São Paulo e Paraná, serão reforçadas nas localidades em que a entidade está presente mais recentemente, tais como premiações e feiras de negócios. "Em 2009, tivemos eventos de destaque. A ADVB de Minas Gerais, por exemplo, se consolidou, em seu segundo ano de atividade, em conexão com aquelas que estão há mais tempo em operação. Temos 249 mil associados diretos e indiretos, entre todas as ADVBs, com 19 posições entre o Brasil e o exterior", disse Agostinho Turbian, presidente da Fenadvb.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Caos em terminais pode parar transporte ferroviário


Representantes da América Latina Logística (ALL), concessionária responsável pela administração do porto ferroviário das cidades de Alto Taquari e Alto Araguaia (Sul de MT) virão ao Estado, no próximo dia 5 de março, para uma reunião, em Rondonópolis (212 km ao Sul de Cuiabá), com diretores da Federação dos Trabalhadores em Transporte Terrestre de Mato Grosso e do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Terrestres de Rondonópolis e Região (STTRR).

O encontro vai discutir soluções para os problemas relacionados à infraestrutura, condições ambientais e sanitárias nos locais de trabalho. As linhas ferroviárias das duas cidades ligam Mato Grosso ao Porto de Santos (SP), no escoamento da produção de grãos. Atualmente, em média, de 300 a 1.000 caminhões de todo o Estado são descarregados no local, diariamente.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Demanda por frete aéreo cresceu 25% em dezembro


O cenário de crise financeira internacional, ano passado, não impactou negativamente a demanda por tráfego aéreo de carga, que subiu quase 25% em dezembro. Entretanto, a Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata) prevê que as empresas aéreas terão US$ 5,6 bilhões em prejuízos este ano, depois de perdas de US$ 11 bilhões em 2009. Mesmo assim, a instituição acredita que 2009 teve um final positivo, "levando em consideração que este foi o pior ano da industria de aviação".

A entidade divulgou ainda que o setor de aviação enfrentará um duro cenário em 2010 para compensar a demanda perdida em 2009 e lidar com novas exigências de segurança, "A indústria começa em 2010 com enormes desafios. O pior está atrás de nós, mas não é tempo de comemorar", afirmou o diretor-geral da Iata, Giovanni Bisignani.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Governo usa PAC para sustentar superávit


Mesmo lançando mão de artifícios contábeis da ordem de R$ 26,4 bilhões para aumentar as receitas, o governo só conseguiu cumprir a meta de superávit primário  economia para pagar juros da dívida  em 2009 recorrendo à dedução de parte dos investimentos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Isso só ocorreu uma vez, em 2006.

De acordo com dados divulgados ontem pelo Tesouro Nacional, o superávit primário do governo central (Tesouro, Previdência e Banco Central) em 2009 foi de R$ 39,2 bilhões, 45% menor que o de 2008. A queda reflete o estrago da crise na arrecadação federal e as ações do governo para estimular a economia, que implicaram aumento de gastos de 15%.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Aeroporto de Confins já opera com saturação


Os grandes aeroportos brasileiros vão enfrentar sérias dificuldades de operação antes mesmo da Copa do Mundo 2014. O alerta é do Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias (Snea), que fez um levantamento dos principais problemas de 16 aeroportos localizados nas 12 cidades-sede dos jogos do Mundial. Segundo o Snea, o passageiro já enfrenta aeroportos com volume de passageiros acima da capacidade, filas nos check-in, salas de embarque lotadas, falta de estacionamento para aeronaves e veículos e pátios com impossibilidade de pernoitar os aviões.

“Esses problemas tendem a se agravar nos próximos anos. Todo o cronograma de investimento dos aeroportos está previsto até 2013. Mas o que vai acontecer até lá, se os aeroportos já estão lotados, operando acima da capacidade? Não queremos que as empresas aéreas sejam responsabilizadas pelos problemas de infraestrutura”, afirma José Márcio Mollo, presidente do Snea.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Bancos centrais interrompem troca de dólares com o Fed


Os principais bancos centrais do mundo, entre eles o brasileiro, decidiram ontem parar de oferecer liquidez aos bancos em dólares por meio de acordos de swap de câmbio com o Federal Reserve (Fed, banco central norte-americano). Estas operações vão expirar em 1º de fevereiro, segundo comunicados divulgados por diversos grandes BCs, entre eles o Fed, o Banco Central Europeu, o Banco do Japão, o Banco da Inglaterra e o Banco Nacional Suíço.

"Estas linhas, que foram estabelecidas para conter pressões nos mercados globais de funding, não são mais necessárias considerando-se a melhora verificada no funcionamento dos mercados financeiros no último ano", afirmou o Banco Central Europeu. "Os BCs vão continuar cooperando conforme o necessário".

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Petrobrás e Chevron investem US$ 5,2 bi


Petrobrás e Chevron vão investir US$ 5,2 bilhões no desenvolvimento do campo petrolífero de Papa-Terra, na Bacia de Campos (RJ). O anúncio foi feito ontem pela Chevron, que em comunicado disse ter tomado a decisão de seguir com o projeto. Com início de produção previsto para 2013, o campo Papa-Terra terá capacidade para extrair 140 mil barris de petróleo por dia. Até o fim da concessão, diz o texto, serão recuperados 380 milhões de barris.

A revelação do volume de investimentos desagradou à Petrobrás, operadora do projeto, que divulgou comunicado no fim da noite informando que cobrou da Chevron o "cumprimento das regras estabelecidas no Contrato de Operações Conjuntas" ? que delega ao operador o papel de porta-voz do consórcio. A estatal confirmou o valor, mas frisou que não é sua política fornecer estimativas de investimento por projeto.

A Chevron tem uma participação de 37,5% no projeto. "Essa decisão confirma nosso comprometimento no desenvolvimento de novas oportunidades em uma importante bacia e amplia nossa lista de projetos de grande porte", disse, no documento, o vice-presidente da Chevron, George Kirkland.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

27 janeiro, 2010

Brasil de olho no mercado árabe


Os produtos agrícolas tiveram grande representatividade nas exportações brasileiras para o mundo árabe, segundo informa a Câmara de Comércio Árabe Brasileira.

Ao todo, de acordo com a entidade, dos US$ 9,4 bilhões em exportações brasileiras para os 22 países que compõem a Liga dos Estados Árabes, em 2009, as carnes bovina e de frango e o açúcar corresponderam por quase 60% do total exportado. Juntas, as duas commodities representaram US$ 5,22 bilhões. Enquanto o volume de carne exportado teve uma pequena retração, de 2%, o volume de açúcar exportado cresceu 44,7%, em 2009, segundo a câmara.

"A queda da produção de açúcar na Índia, um dos principais fornecedores do produto para o mercado árabe, favoreceu o produto nacional, tanto no que diz respeito ao volume exportado quanto no preço do produto, que subiu muito no último ano", analisa o presidente da câmara, Salim Taufic Schahin.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

ZPE do Pecém opera em 2011


A Zona de Processamento de Exportação (ZPE) de Suape, no município de Jaboatão dos Guararapes, Região Metropolitana do Recife, será criada hoje, com assinatura de decreto pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Em dezembro passado, foi criada a ZPE de Assú, no município de mesmo nome, no Rio Grande do Norte. Enquanto isso, a aprovação da transferência da ZPE do Ceará, que sairá de Maracanaú para o Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP) continua como uma promessa.

O presidente da Agência de Desenvolvimento do Ceará (Adece), Antônio Balhmann, garante que o novo projeto da ZPE do Estado é o único na pauta de março de 2010 do Conselho Nacional das ZPEs (CZPE), quando deve ter a aprovação assegurada. "No mesmo mês já iniciaremos as discussões a respeito do modelo da empresa operadora da ZPE cearense. Falta definir se será uma administração pública ou privada, mas acredito que conseguiremos resolver essa questão e criar a empresa ainda em março", adiantou.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Governo federal trabalha no projeto de extensão da Ferrosul até o Porto do Rio Grande


O Ministério dos Transportes confirmou que está concluído e encontra-se em fase de aprovação um ensaio de diretriz de traçado para estender a ferrovia Norte-Sul – compreendida entre o estado de São Paulo e o Porto do Rio Grande, de acordo com a reivindicação dos governadores do Conselho de Desenvolvimento e Integração Sul (Codesul), em Campo Grande, no dia 18 de novembro de 2009. Esta solicitação também foi apresentada ao ministro Alfredo Nascimento em audiência realizada no dia 9 de dezembro, em Brasília, quando na ocasião, o deputado Jerônimo Goergen (PP) entregou ao ministro o relatório final da Comissão de Representação Externa para criação da Ferrosul que por 30 dias realizou 20 audiências públicas no RS colhendo sugestões para criar uma empresa ferroviária pública na região sul. O ministro Alfredo Nascimento, durante a reunião em Brasília, determinou à sua assessoria técnica a inclusão dos projetos da Ferroeste, apoiados pelo Codesul, no sistema nacional de bitola larga.

A partir dos encaminhamentos elaborados pela Comissão da AL-RS para a criação da Ferrosul, os governadores do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul em reunião do Codesul realizada em 18 de novembro de 2009, em Campo Grande, ratificaram documento para criação da nova empresa férrea.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Votorantim vai investir 15% a mais até 2011


O grupo Votorantim resolveu ampliar em 15,4% seu programa de investimentos até 2011, aproveitando o bom momento da economia brasileira. Os segmentos de cimento e aços longos serão as prioridades do grupo, disse Carlos Ermírio de Moraes, presidente do conselho de administração da Votorantim Participações. Com a mudança, os desembolsos do grupo serão ampliados para R$ 30 bilhões. Para este ano, o investimento chega a R$ 4,5 bilhões.

A decisão de aumentar o volume de investimentos do programa definido para o período de 2007 a 2011 foi anunciada ontem ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, durante audiência no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), sede provisória do governo. Segundo Carlos Ermírio de Moraes, nos últimos três anos o grupo investiu R$ 20 bilhões dos R$ 26 bilhões que estavam inicialmente previstos para serem aplicados durante os cincos anos do programa.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Porto público do país pode ser em Ilhéus


O ministro dos Portos, Pedro Brito, e o governador Jaques Wagner tiveram uma audiência em que ficou garantida a publicação de uma portaria com as diretrizes que permitirão à Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) realizar o leilão de concessão de um porto público no país, a ser sediado em Ilhéus.

O chefe do Executivo disse que as condicionantes para a liberação da licitação estão em encaminhamento e os elementos técnicos apresentados pelo Estado da Bahia estão de acordo com as exigências do governo federal.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Valor do frete para a safra de grãos deve subir


O setor de transportes paranaense está otimista em relação ao impacto da safra 2009/2010 em suas atividades, nos próximos dois meses. A expectativa é que as colheitas de grãos, que estão em seu início no Estado, ajudem o segmento a recuperar as perdas da safra passada, quando o valor dos fretes foi reduzido em cerca de 10% em relação ao período imediatamente anterior.

Os preços, no entanto, devem ficar mais salgados: empresários chegam a estimar que o valor dos serviços aumente em até 60%. Em Paranaguá, a administração do porto informa estar preparada para um movimento 30% maior no embarque de soja.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

BNB aplicou R$ 20,8 bi na economia em 2009


No crédito comercial e câmbio, os valores contratados no BNB saltaram 79,4% de um exercício para outro

Puxado pelos resultados do crédito comercial e do câmbio, o Banco do Nordeste (BNB) aplicou R$ 20,841 bilhões na economia regional em 2009. A cifra representa um incremento de 50,9% em relação a 2008, no volume de contratações globais da instituição financeira, que já ocupa a 8ª posição entre os bancos públicos e privados do País. "Chegamos a esta posição depois de uma reestruturação. Hoje, contamos com carteiras segmentadas", disse o presidente do BNB, Roberto Smith.

O resultado operacional do BNB aponta crescimento das operações em todos os segmentos de atuação. No caso do crédito comercial e câmbio - que sempre foi encarada como uma área de elevado potencial por Smith -, os valores contratados evoluíram 79,4% de um exercício para outro.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Lula dá explicações para o Fórum


Ao participar da edição que marca os 10 anos do Fórum Social Mundial em tom de despedida, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva respondeu cobranças dos organizadores do evento, exaltou as conquistas sociais do seu governo, e tentou reaproximar-se definitivamente dos movimentos sociais que sustentam o maior encontro da esquerda mundial.

No seu último Fórum Social Mundial em Porto Alegre como presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva se preparou para fazer um discurso de despedida e defender a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) como sua sucessora. Mas, num palanque despido de seu séquito político, acabou também enfrentando questões levantadas pela organização do evento.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

PetroChina é a maior empresa de energia do mundo


A estatal chinesa PetroChina destronou a norte-americana ExxonMobil e ascendeu ao primeiro lugar da lista relativa a 2009 das 50 maiores empresas mundiais de energia anualmente publicada pela empresa norte-americana de consultoria PFC Energy.

A lista, em que as empresas são ordenadas de acordo com a sua capitalização bolsista, é liderada pela PetroChina (2ª em 2008) com um valor de 353,1 mil milhões de dólares, a que se segue a ExxonMobil (1ª em 2008) com 323,7 mil milhões de dólares e em terceiro lugar a australiana BHP Billiton (7ª em 2008) com 201,1 mil milhões de dólares.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Movimento de capitais emergentes vai crescer 66% este ano


A economia global está experimentando o momento mais propício dos últimos 50 anos para fluxo internacional de capitais em direção a mercados emergentes, e os protagonistas do fenômeno são Brasil, China e Índia. As considerações foram apresentadas ontem, em Zurique, na Suíça, pelo Instituto de Finanças Internacionais (IIF, na sigla em inglês), entidade conhecida como "clube dos bancos", que se reuniu na véspera da abertura do Fórum Econômico Mundial, em Davos.

De acordo com os experts, embora 2009 tenha sido ano de recessão também no movimento de capitais, a retomada do crescimento já ocorreu e este ano US$ 722 bilhões devem flutuar de um mercado a outro - ou 66% a mais em um ano.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

26 janeiro, 2010

São Paulo faz mapeamento para investimentos do pré-sal


O governo paulista está preparando estudos ambientais no litoral do Estado para facilitar a instalação de empresas ligadas ao setor de petróleo nos próximos anos. A área de interesse está dentro de um raio de 15 quilômetros a partir da Base Aérea de Santos, na cidade do Guarujá, onde a Petrobras estuda implementar a sua base de apoio marítimo para a exploração do pré-sal na Bacia de Santos.

Ao fazer o mapeamento das áreas que têm vocação para cada tipo de empreendimento, e deixar um estudo ambiental prévio pronto, o governo espera reduzir em cerca de 50% o tempo necessário para a preparação do EIA-Rima pelo empreendedor e da concessão da licença pelo órgão ambiental, no caso, a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb).

O trabalho, que deve ser finalizado em fevereiro, está sendo realizado em conjunto pelas secretarias estaduais de Meio Ambiente, Planejamento, Desenvolvimento e pelas prefeituras. " As empresas interessadas em investir estão procurando o Estado para saber das possibilidades de negócio na região e perguntam se há áreas para se instalar. Não só vamos poder indicar as áreas, como vamos fornecer um estudo ambiental sobre o local " , diz José Roberto dos Santos, secretário-executivo da Comissão Especial de Petróleo e Gás (Cespeg).

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Atividade econômica cresceu 4,5% em novembro


A economia brasileira registrou avanço de 4,5% no mês de novembro do ano passado em comparação ao mesmo mês do ano anterior, taxa superior ao 1,7% de crescimento que havia ocorrido na comparação anual outubro de 2009 frente a outubro de 2008. Os dados são do Indicador Serasa Experian de Atividade Econômica divulgado nesta terça-feira.

Segundo a Serasa, o crescimento foi provocado principalmente pela alta dos investimentos e do consumo das famílias.

Já as Exportações de Bens e Serviços, que recuaram 5,4% frente a novembro de 2008 e as Importações de Bens e Serviços, com alta de 4,2% neste mesmo critério de comparação, pesaram negativamente sobre a taxa final de crescimento da economia brasileira em novembro de 2009.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Participação do Brasil não muda muito este ano


Apesar da premiação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de uma comitiva um pouco maior, a participação brasileira no Fórum Econômico Mundial não muda muito em relação aos anos anteriores, com apenas um debate específico sobre o País, na sexta-feira.

Participarão desse painel o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, o ex-ministro do Desenvolvimento e cochairman do Conselho de Diretores da Brasil Foods, Luiz Fernando Furlan (outra presença constante). O debate será moderado pelo economista venezuelano Ricardo Hausmann, de Harvard.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Brasil e FMI concluem acordo


O Ministro da Fazenda, Guido Mantega, o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, e o diretor-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Dominique Strauss-Kahn, assinaram o Acordo de Compra de Notas (ACN) que estabelece os termos em que o Brasil contribuirá para a ampliação da capacidade de empréstimo do Fundo no montante equivalente a até US$ 10 bilhões.

Conforme o acordo, o Brasil, no prazo de dois anos, poderá comprar notas emitidas pelo Fundo. A compra de notas, que será operacionalizada pelo Banco Central, envolverá a aquisição de ativos emitidos pelo FMI e imediatamente conversíveis em moedas de liquidez internacional, se necessário. As Notas serão denominadas em direitos especiais de saque (DES). Assim, a operação apenas alterará a composição das reservas internacionais do país, contribuindo para sua diversificação.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Passageiros sofrem com falta de estrutura no RN


Em plena alta estação, período em que Natal recebe maior número de turistas, os visitantes que passam pelo Aeroporto Augusto Severo encontram um local com infraestrutura insuficiente para recebê-los de maneira satisfatória. De acordo com o secretário municipal de turismo, Francisco Soares Júnior, é comum a secretaria receber queixas, tanto de turistas quanto de potiguares, a respeito da pequena variedade de lojas e lanchonetes, além de equipamentos quebrados, como o ar-condicionado e escada rolante. A reportagem esteve no aeroporto durante a tarde de ontem e constatou que uma das escadas rolantes não estava funcionando e, mesmo ligado, o ar-condicionado não era suficiente para amenizar o calor no local. A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) revela existir um projeto para uma nova reforma do prédio, prevista para ser iniciada no final deste ano, com a finalidade de adequar o terminal ao crescente fluxo de passageiros.

Dados da Infraero demonstram esse aumento, uma vez que foram contabilizados 1,9 milhão de passageiros chegando Augusto Severo no ano passado, enquanto em 2008 esse total tinha sido de aproximadamente 1,6 milhão. O gerente de operações da Infraero em Natal, Fernando Menezes, confirma que a estrutura do Aeroporto Internacional Augusto Severo é inadequada para a atual demanda, mas garante que uma ampliação deverá ser iniciada no final de 2010. “A reforma realizada no ano 2000 fez com que a capacidade do aeroporto ficasse em torno de 1,5 milhão de passageiros anualmente e estamos com o projeto licitado para novas modificações”, garante.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Greenergy leva etanol sustentável à Europa


A fornecedora britânica de biocombustíveis Greenergy International divulgou ontem que formará uma joint-venture com o grupo francês de açúcar e etanol Bauche para fornecer e vender etanol brasileiro sustentável no mercado europeu. A Greenergy, principal importadora de bioetanol brasileiro para a Grã-Bretanha, terá uma participação de 70% na Greenergy Brasil, sediada em São Paulo, e a Bauche terá os 30% restantes.

O novo empreendimento foi realizado visando as novas regras que serão impostas ao final de 2010 ou início de 2011, sob as quais produtores de biocombustíveis sofrerão uma penalidade se não conseguirem demonstrar que seu combustível está cumprindo com os normas sociais e ambientais. "Como empresa precisamos estar totalmente em cima das condições de rastreabilidade e desempenho ambiental e é por isso que criamos esta empresa com a Bauche", disse David Rees, diretor da Greenergy International e presidente da Greenergy Brasil. Rees afirmou que a empresa estaria enviando bioetanol principalmente à Grã-Bretanha, pelo menos inicialmente.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Balança comercial tem primeiro superávit do ano


A balança comercial obteve superávit de US$ 71 milhões na terceira semana de janeiro (18 a 24), o primeiro resultado positivo do ano. As exportações somaram US$ 3,105 bilhões e as importações, US$ 3,034 bilhões.

Segundo os dados divulgados ontem pelo Ministério do Desenvolvimento, houve melhora no desempenho médio das exportações na terceira semana do mês ante o acumulado até a semana anterior.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Argentina demonstra otimismo com economia e comércio com China


O ministro de Assuntos Exteriores da Argentina, Jorge Taiana, afirmou hoje que a economia argentina crescerá em 2010 em ritmo sustentável, a boa colheita permitirá aumentar as exportações e a visita econômico-empresarial que faz na China impulsionará o dinamismo comercial.

Taiana se reuniu hoje com o vice-ministro de Exteriores chinês, Wang Guangya, e conforme explicou, "concordamos que o diálogo político é muito positivo, há relações excelentes e muita convergência no âmbito multilateral. Temos muitas possibilidades de nos complementar e fazer coisas juntos".

Ao entregar a Wang uma carta da presidente argentina Cristina Kirchner explicando as razões internas que a obrigaram a adiar a viagem, teve a "compreensão" do Governo chinês, disse Taiana.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Estoque regulador de etanol para frear preços


Como forma de evitar a alta volatilidade do preço do álcool combustível, agravada nos últimos meses pela oferta apertada do produto, o país deve formar, este ano, um grande estoque regulador de etanol. Para financiar a formação desses estoques, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) deve disponibilizar cerca de R$ 2,5 bilhões, informou o ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes.

– A partir de abril ou maio o mercado deve se regularizar e acredita-se que venha a sobrar etanol, mesmo que a demanda de açúcar continue forte e que haja a possibilidade de fazer a estocagem, porque deve haver excesso de produção – afirmou o ministro.

Segundo Stephanes, as chuvas que prejudicaram a colheita e a qualidade da cana-de-açúcar no final de 2009 contribuirão para uma produção recorde este ano.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

BNDES espera que indústria invista até 20% mais neste ano


A resiliência do Brasil diante da crise econômica em 2009 permitirá que o País enfrente um eventual "segundo mergulho" com ainda mais facilidade. A análise foi feita ontem, em Paris, pelo presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho, a uma plateia de políticos europeus e sul-americanos, acadêmicos e investidores, reunidos para o 2º Fórum Econômico América Latina-Caribe.
Para o executivo, parte do otimismo ante uma eventual curva de crescimento em "W" se deve à confiança dos industriais, cujos investimentos, estima, crescerão entre 15% e 20% neste ano.

Coutinho foi uma das atrações do seminário, promovido pela Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE), com apoio do Ministério da Economia da França, que focou três temas: ajuda à reconstrução do Haiti, combate à crise e aumento dos investimentos em educação, pesquisa e desenvolvimento de produtos na América Latina.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

22 janeiro, 2010

Estudo aponta o Brasil como a 5ª economia em 2030


O Brasil será a quinta maior economia do mundo em 2030, pelos cálculos da PricewaterhouseCoopers, divulgados ontem, em Londres. Até lá, o País terá ultrapassado gigantes como Alemanha, Reino Unido e França. Os prognósticos econômicos indicam ainda que até 2020 o Produto Interno Bruto (PIB) do grupo de sete maiores emergentes - chamado E-7 e formado por China, Índia, Brasil, Rússia, México, Indonésia e Turquia - será maior do que o do G-7. Cinco das 10 maiores economias, até 2030, serão países hoje tidos como emergentes.

O relatório leva em consideração o ritmo de crescimento e a valorização média das moedas de cada país para traçar perspectivas de médio e longo prazos. Para a PricewaterhouseCoopers, E-7 e G-7 terão pesos equivalentes por volta de 2019. A diferença de riquezas vem caindo - em 2000, o PIB dos sete países mais ricos do mundo era o dobro dos países hoje considerados emergentes pela consultoria - e, este ano, deve sofrer sua maior redução: 35%. Após a ultrapassagem, a distância seguirá aumentando: em 2030, o E-7 será 30% mais rico que Estados Unidos, Canadá, Japão, Alemanha, França, Reino Unido e Itália (G-7).

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Bancos preparam regras para novas operações


Atenção micro e pequenos empreendedores que atuam no Estado ou pretendem se instalar em solo gaúcho: Banrisul e CaixaRS devem anunciar até maio as regras para comprar participação nos negócios ou adquirir cotas de fundos garantidores. Esta última ferramenta ampliará o acesso a financiamentos e poderá reduzir taxas de operações ante o menor risco. A diversificação da aplicação do capital das duas instituições passou a valer nesta quinta-feira com a publicação no Diário Oficial do Estado da Lei 13.384.

A legislação formalizou as condições autorizadas pela Assembleia Legislativa no final de 2009. As duas instituições precisam do aval legislativo para atuar nas modalidades. As novas condições igualam o Banrisul e a agência de fomento à atuação do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (Bndes), que reforçou nos últimos anos a injeção de patrimônio em companhias e setores em expansão. O diretor de crédito do Banrisul, Urbano Schmitt, adiantou que a meta é operar na compra de cotas de fundos garantidores. "Perdemos bons projetos pela falta de garantias dos empresários", cita Schmitt, que espera finalizar em 60 dias o funcionamento nesta área. "O acesso ao crédito melhorará e o risco cairá", relaciona o diretor. Com esse ambiente, taxas de juros poderão cair.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Supersafra americana barra exportação de milho brasileiro


A supersafra norte-americana de milho, a sobrevalorização do real e o mercado interno saturado está levando o produtor brasileiro a minimizar perdas com a diminuição de custos na safrinha.

Apesar dos problemas enfrentados com as geadas, os Estados Unidos bateram recorde este mês na colheita do milho. Ao todo, de acordo com a Cerealpar, foram colhidas 334 milhões de toneladas, ante as 328 milhões de toneladas de dezembro.

Segundo Steve Cachia, analista de commodities da corretora de cereais, o preço do milho no Brasil deve continuar pressionado. Indicador da Escola Superior de Agricultura (Esalq/BM&F Bovespa) apontou, entre os dias 11 e 18, queda de 2,8% no preço do milho. Fechando a R$ 19,62 a saca de 60 quilos. Ontem, o milho fechou em R$ 19,27 a saca de 60 quilos (-0,68%). Em dólar, o preço ficou em US$ 10,71 a saca (-1,13%).

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Governo eleva estimativa do PIB


Ministro traçou pano-rama da retomada da economia após a crise e destacou aspectos para sustentar a avaliação

Sem contrariar o consenso entre a maioria de economistas e analistas de mercado, o governo apresentou ontem a nova estimativa oficial para o crescimento do PIB brasileiro em 2010, que, segundo a equipe econômica, deve ser de 5,2%.

Durante a reunião ministerial com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o ministro Guido Mantega (Fazenda) traçou um panorama da retomada da economia do País após a crise financeira e destacou aspectos importantes como as vendas de automóveis e o consumo das famílias para sustentar a avaliação de que ritmo de expansão da atividade será um pouco superior aos 5%.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Direção da Petrobrás aprova acordo Braskem/Quattor


A diretoria da Petrobrás aprovou ontem os termos finais do acordo de incorporação da Quattor pela Braskem. A palavra final, no entanto, será dada pelo conselho de administração da estatal, que se reúne na manhã de hoje em São Paulo. A operação que envolve um aporte de capital na Braskem de cerca de R$ 3,5 bilhões, sendo mais da metade vindo da Petrobrás vai criar uma gigante petroquímica com monopólio sobre a produção de resinas plásticas no País.

Não há ainda muitos detalhes sobre o acordo, que pode ser divulgado ainda hoje, caso seja aprovado pelo conselho da Petrobrás. Observadores próximos indicam que a família Geyer controladora da Unipar, principal acionista da Quattor receberá um valor de cerca de R$ 800 milhões para sair do negócio. O controle da nova empresa, que está sendo chamada de Nova Braskem, será dividido entre a Petrobrás (49%) e a Braskem (51%). Essa configuração foi uma forma de evitar críticas a respeito de uma reestatização do setor.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Siderúrgicas mineiras retomam nível de produção


A indústria siderúrgica retornou este mês aos melhores níveis de produção desde o baque imposto às vendas do setor pelos efeitos da crise financeira mundial. As usinas do grupo ArcelorMittal em João Monlevade (Região Central do estado), Juiz de Fora (Zona da Mata) e a trefilaria de Sabará (Grande Belo Horizonte) voltaram a trabalhar ao ritmo de 95% de sua capacidade produtiva, portanto bem próximo da velocidade com que as máquinas operavam antes do estouro das bolsas de valores no mundo, em setembro de 2008. As operações da Usiminas, em Ipatinga, no Vale do Aço, que chegaram a baixar a 40% da sua capacidade entre fevereiro e abril no ano passado, estão agora em compasso de 85% a 90%. A reação fez estancar as demissões, que assustaram em 2009 não só nas fábricas mas nos cinturões de fornecedores também, e as empresas começaram a readmitir pessoal, embora ainda de forma tímida.

O grupo siderúrgico Gerdau não informa sobre o nível da produção na Gerdau Açominas, de Ouro Branco (na Região Central de Minas), mas os reflexos da recuperação já são sentidos no trabalho dos prestadores de serviços e no comércio do município, segundo o presidente do sindicato local dos metalúrgicos, Raimundo Nonato Roque de Carvalho. “As demissões cessaram por completo e alguns trabalhadores demitidos estão sendo recontratados”, afirma o sindicalista.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Caminhoneiros param Tecon por três horas


Centenas de caminhoneiros autônomos paralisaram na manhã de ontem, por quase três horas, a entrega e a recepção de contêineres no Tecon Suape. O movimento acabou gerando uma fila com mais de 400 caminhões que só começou a andar no fim da manhã, depois que uma comissão foi recebida por um diretor da empresa. Os caminhoneiros reivindicavam, entre outras coisas, mais celeridade no atendimento e tratamento igual ao que é dispensado aos motoristas de transportadoras.

Marco Aurélio de Medeiros, diretor do Sindicato dos Transportadores de Cargas Autônomos (Sintracap-PE), afirma que os motoristas chegavam a ficar até sete horas esperando a entrega ou a recepção de contêineres. "Em alguns casos, quando havia mudança de turno, os motoristas chegavam a perder 1h30 somente esperando que outro viesse render. A situação estava ficando insustentável", exemplificou.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

MDIC e Confaz iniciam tratativas para incluir ICMS no sistema drawback


O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) inicia tratativa com o Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) para o aperfeiçoamento da inclusão do Imposto de Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) no regime especial aduaneiro drawback. Durante a primeira reunião do Confaz do ano, em Brasília, nesta quarta-feira (20/1), o secretário de Comércio Exterior do MDIC, Welber Barral, assinará convênio com o órgão para a capacitação de técnicos estaduais na utilização dos softwares geridos pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex) para o controle das exportações que utilizam o drawback.

A intenção do MDIC é iniciar as discussões com os Estados sobre a necessidade de garantir a desoneração do ICMS de insumos que sejam incorporados a mercadorias exportadas sob o amparo de atos concessórios de drawback. Além disso, com a assinatura do convênio, a Secex passa a integrar o Grupo de Trabalho 54 de Comércio Exterior do Confaz para verificar as necessidades dos Estados e desenvolver novas funcionalidades nos sistemas geridos pela secretaria para facilitar a fiscalização estadual e da própria Secex no que se refere às operações de drawback.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Atritos comerciais entre EUA e China vão aumentar


Os atritos comerciais entre os EUA e a China vão aumentar nos próximo anos à medida que os dois país – os maiores importadores e exportadores do mundo – intensificarem o comércio entre si. A previsão é o do diretor-geral da Organização Mundial do Comércio, Pascal Lamy.

EUA e China já estão envolvidos em uma série de desacordos sobre aço, frango, patentes e até sobre filmes produzidos por Hollywood.

A ameaça do Google de cancelar suas operações na China por conta de de censura e violão de e-mails poderia piorar o clima de disputa. Em entrevista à agência de notícias Associated Press, Lamy comparou as relações EUA-China com as disputas comerciais entre EUA e Japão nos anos 80 e entre EUA e Europa em diferentes décadas. No caso da China, disse, a “questão não é se há atritos, a questão é se estão sendo bem administrados”

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística