14 dezembro, 2009

Poupança encolhe e traz mais incertezas para o PIB de 2010


A taxa de poupança bruta registrou uma queda acentuada no terceiro trimestre deste ano. De acordo com os dados divulgados, pelo IBGE, o índice atingiu, de julho a setembro, 15,9% do Produto Interno Bruto (PIB), enquanto no mesmo período do ano passado, a taxa estava em 19,7%. O menor dado observado foi em 2000, quando a taxa chegou a 14,4%, e em 2001, 15,1%. Nos anos seguintes o valor se mantinha entre 17,2% (2002) e 20,1% (2006). Para os especialistas a explicação é de que a queda é resultado do aumento do consumo das famílias.

Segundo o IBGE, a despesa de consumo das famílias (3,9%, chegando a R$ 507,3 bilhões do PIB) mostrou o vigésimo quarto crescimento consecutivo entre o terceiro trimestre de 2009, na comparação com o período anterior. O documento aponta como um dos fatores para o resultado, a elevação de 2,5% da massa salarial real, com aumento de ocupação e do rendimento médio real do trabalho. Além disso, apesar da pequena desaceleração da taxa de crescimento trimestral em relação ao segundo, houve um crescimento, em termos nominais, de 17,9% do saldo de operações de crédito do sistema financeiro com recursos livres para as pessoas físicas.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Nenhum comentário: