14 dezembro, 2009

Economistas querem mais regulação


O tombo sofrido por empresas como Sadia e Aracruz no ano passado, por causa do uso indevido de instrumentos de proteção contra variações da taxa de câmbio, deveria levar o governo a aprofundar a regulamentação do uso desses mecanismos por parte das empresas. A avaliação é de dois economistas da PUC do Rio de Janeiro.

Um ano após a revelação de que cerca de 200 exportadoras amargaram prejuízos de aproximadamente R$ 40 bilhões, os economistas Márcio Garcia e Werther Vervloet fizeram uma análise dos casos mais relevantes do fim de 2008 e concluíram que o debate sobre maior regulamentação dos mercados, que ganhou fôlego a partir do agravamento da crise mundial, não pode ficar centrado só nas instituições financeiras.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Nenhum comentário: