07 julho, 2009

Carro flex será só um dos usos do etanol

O etanol ainda desponta como a principal fonte de energia renovável no mundo, mas ainda há impasses que impedem a viabilização do combustível como uma mercadoria global. Em 2009, as exportações brasileiras devem cair 20%, para 4 bilhões de litros. Como o país se preparou para um boom de exportações nesta década, há excesso de capacidade instalada, grandes usinas de cana-de-açúcar em dificuldade, atraso no pagamento de fornecedores e muitas fusões e aquisições à vista.

A expectativa para o etanol no mercado interno, entretanto, é bem melhor. A quebra da safra de açúcar na Índia deve elevar os preços. Com isso, os usineiros brasileiros aumentarão a produção de açúcar e reduzirão a de etanol - beneficiando também os preços do combustível. No longo prazo, porém, o setor aposta nas exportações e também no desenvolvimento de novos usos para o etanol no mercado interno.

O setor de transporte é o que mais apresenta possibilidades de inovação. Hoje o país conta com cerca de 37 mil postos de abastecimento com ao menos uma bomba de etanol e 97% dos automóveis produzidos permitem o uso desse combustível. Os modelos flex fluel somarão 75% da frota em 2020. Mas aos poucos outros segmentos se rendem ao uso do etanol. Veja abaixo cinco novos usos do combustível:

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Nenhum comentário: