31 julho, 2009

Exportações elevam preços de soja e milho em Chicago

Relatório do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) que sinalizou forte demanda externa por soja e milho produzido no país impulsionou as cotações das duas commodities na quinta-feira na bolsa de Chicago.

Para a China, o USDA apontou que os exportadores americanos venderam 1,92 milhão de toneladas de soja para a China, sendo 1,8 milhão para embarques no an comercial que começa em 1º de setembro. Em outro informe, o USDA apontou que as exportações do país aumentaram 36%, para 954,5 mil toneladas, na semana encerrada em 23 de julho.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Governos brasileiro e chileno querem estreitar relações

Para o Presidente da República, Luis Inácio Lula da Silva, uma das saídas para as exportações brasileiras, duramente afetadas por conta da crise financeira internacional - os maiores compradores geralmente são países desenvolvidos, com excessão da China, que recentemente roubou o posto dos Estados Unidos como primeiro destino das mercadorias nacionais - é fortalecer acordos bilaterais com nações em desenvolvimento.

"Este é o momento de estreitar relações e de fazer novos parceiros. Antes, procurávamos somente países que compram pouco ou que possuem relações comerciais estáveis com o Brasil. Precisamos ousar e fazer alianças com blocos que comprem bastante da gente", afirmou Lula, se dirgindo aos empresários presentes em encontro realizado para a integração entre chilenos e brasileiros na Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo).

E o presidente prosseguiu: "Vamos vender máquinas e equipamentos em Paris, Na Alemanh,? Não. Mas vamos vender para a América Latina, para a África. Essa crise abre a oportunidade para o Chile e o Brasil estabelecerem complementaridade entre eles. Se isso for feito, a chance de ficarmos ricos assim é muito maior do que se só vendermos para eles".

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Logística disputa o setor de calçados

Apesar do baque sofrido pelos fabricantes de calçados com a crise econômica, o setor de logística confia na recuperação da atividade nos próximos meses e prepara uma série de estratégias para incrementar o atendimento do fluxo entre a indústria e os pontos de venda, especialmente no eixo sul-nordeste do País, conforme apurou o DCI.

Empresas como o Rapidão Cometa querem dobrar a participação do segmento nos negócios de transporte e logística, enquanto a Braspress crê que este se tornará o setor mais representativo dentro da companhia, nos próximos dois anos. Já o Expresso Araçatuba, recentemente adquirido pela TNT Mercurio, acaba de dobrar a capacidade de um centro de distribuição em Goiânia (GO), para atender esse setor.

"Os calçados têm sinergias com outras cargas, como as de confecções e os cosméticos", comentou Oswaldo Castro Jr., diretor geral do Expresso Araçatuba. Ele acrescentou ainda que o atendimento ao setor calçadista também complementa as operações da holandesa TNT - atual controladora do Expresso.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Cidade mineira aguarda primeira extração de gás natural no estado

A primeira extração de gás natural em Minas será feita nas proximidades do Rio Indaiá, no município de Morada Nova de Minas, Região Central do estado, a apenas 292 quilômetros de Belo Horizonte. É lá que será perfurado, em setembro, o primeiro poço de gás da parte mineira da Bacia do Rio São Francisco. A exploração comercial do produto, porém, só deverá ser iniciada em cinco anos, de acordo com a quantidade de gás encontrada. A informação é do geólogo Renato Fonseca, responsável pela área de petróleo e gás da Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemig). O bloco 132 da bacia, onde se localiza o poço, está sendo explorado em consórcio pela própria Codemig, além da Delp Engenharia, Orteng Equipamentos e Comp. “A expectativa é encontrar uma acumulação de grande porte”, revela Fonseca, sem detalhar a qual o volume se refere. No mercado de petróleo e gás, contudo, uma acumulação dessa magnitude tem acima de 50 milhões de barris de óleo equivalente.

No total, o primeiro poço de gás natural na região deverá consumir investimentos de R$ 17 milhões, incluindo R$ 7 milhões já aplicados em geoquímica de superfície, aerolevantamentos e estudos sísmicos. A descoberta e a exploração do combustível é aguardada na região do São Francisco como a redenção econômica de uma área formada por Morada Nova, Paineiras, Tiros e São Gonçalo do Abaeté, nas mediações da represa de Três Marias, além de Santa Fé de Minas, município de 4 mil habitantes no Noroeste do estado. A expectativa está aberta em duas frentes: a primeira é a chegada do dia em que a riqueza que dorme no subsolo da região será transformada em dinheiro depositado nos cofres municipais, por meio do recebimento de royalties pela exploração do produto. A outra diz respeito à chegada de fábricas de cerâmicas, de fertilizantes e indústrias siderúrgicas na bacia do rio, atraídas pela oferta de gás natural.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Rússia libera três unidades para exportar

Mais um frigorífico e dois entrepostos catarinenses estão habilitados a retomar a venda de carne suína para a Rússia.

O frigorífico Pamplona, de Rio do Sul, e os entrepostos DKN e Iceport, dos portos de Navegantes e Itajaí, juntam-se às outras duas plantas, da Seara Cargill e Pamplona, de Presidente Getúlio, na retomada da exportação do produto àquele país. O comunidado foi comemorado por entidades do setor.

A lista ampliada foi comunicada ao Ministério da Agricultura pelo governo russo na terça-feira. Segundo o chefe do Serviço Federal de Supervisão Veterinária e Fitossanitária da Rússia, Sergey Dankvert, a decisão se baseia nas garantias do serviço veterinário brasileiro em relação ao cumprimento das exigências do país euroasiático e nas condições vigentes para a exportação.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

30 julho, 2009

Aumenta a participação do frango na receita cambial brasileira

Dados da SECEX/MDIC apontam que a despeito da receita cambial da carne de frango ter recuado 20% no primeiro semestre de 2009, a participação do produto na receita cambial brasileira teve incremento de 3,76%, pois passou de 3,72% do total nos seis primeiros meses de 2008 para 3,86% neste ano. Além disso, os quatro diferentes itens negociados (cortes, frango inteiro, industrializados e carne de frango salgada) ficaram entre os 50 principais produtos exportados pelo País no período.

Mas se adquire importância cada vez maior para o País, as exportações de carne de frango têm importância fundamental para várias estados exportadores, caso, por exemplo, de Santa Catarina, onde os quatro itens se encontram entre os 10 principais produtos exportados pelo Estado e, em conjunto, respondem por mais de um quarto da receita cambial catarinense. A ressaltar, também, o Distrito Federal, onde as exportações de frango inteiro e de cortes de frango responderam por quase 78% da receita cambial local. (Fonte)

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Serra defende projeto de trem que liga capital a Cumbica

O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), saiu ontem em defesa do projeto do Expresso Aeroporto que, segundo ele, está muito bem feito do ponto de vista ambiental. Anteontem, a Justiça de Guarulhos, na Grande São Paulo, determinou a suspensão imediata de toda e qualquer obra relativa ao expresso e ao trem de Guarulhos. O magistrado acatou manifestação do Ministério Público Estadual (MPE), que viu falhas no Estudo e no Relatório de Impacto Ambiental (EIA-Rima) apresentados pela Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) para a obtenção da licença ambiental do projeto.

Vamos ganhar na Justiça, afirmou Serra. Não me preocupa muito porque ela (a decisão judicial) não tem sustentação, a meu ver. A preocupação agora é ter uma boa licitação, muitos concorrentes, o governo federal andar depressa no caso das obras do terminal 3. O governo do Estado considera a ligação férrea entre a capital e o Aeroporto Internacional de Cumbica estratégica para atender à crescente demanda de passageiros do setor aéreo e, principalmente, absorver o fluxo de turistas durante a Copa do Mundo de 2014.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Tráfego aéreo internacional de passageiros cai 7,2% em junho

O tráfego aéreo internacional de passageiros diminuiu 7,2% em junho em relação ao mesmo mês do ano anterior, enquanto o transporte de cargas e mercadorias caiu 16,5%, anunciou nesta quinta-feira a Associação Internacional do Transporte Aéreo (Iata, na sigla em inglês).

"A diminuição de 7,2% em junho representa uma ligeira melhora em comparação à queda de 9,3% de maio", destacou a Iata.

O ajuste da capacidade aérea, que reduziu em 4,3% a oferta, "não segue o ritmo da queda da demanda", e, por isso, a receita do setor em junho diminuiu entre 25% e 30%.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Cargas da China são 95% das apreensões no Porto de Santos

A Receita Federal divulgou na quarta-feira (29) o resultado das operações do primeiro semestre de 2009 para impedir a entrada de contrabando pelo Porto de Santos, no litoral de São Paulo. Segundo o órgão, 95% dos contêineres apreendidos vieram da China.

Produtos eletrônicos e de informática lideram o ranking, seguidos de óculos, relógios e tênis. A última grande apreensão foi de 56 toneladas de roupas de frio, produtos originais que segundo a Receita iriam abastecer o comércio das ruas 25 de Março e José Paulino, redutos de comércio popular na região central da capital paulista.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Governo quer nova estatal como sócia de todo pré-sal

O governo pretende impor a nova estatal que administrará os contratos da camada de pré-sal como sócia do grupo de empresas selecionadas para explorar as reservas de petróleo. Inspirado no sistema norueguês, o modelo tem o objetivo de controlar o custo de extração do pré-sal. Na prática, além de ter a Petrobras como operadora única, com direito de ser contratada diretamente nos campos mais produtivos, o governo quer uma espécie de olheiro para fiscalizar os negócios, controlar gastos e não ser enganado.

O plano é pôr a nova empresa pública nos consórcios para evitar desvios da produção e superfaturamentos. A justificativa do Planalto para apertar o cerco é que, se a companhia contratada para explorar os reservatórios achar petróleo, o custo será abatido na partilha da produção. O objeto dessa partilha é o excedente de óleo e as petroleiras serão remuneradas por um porcentual fixo.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Bovespa deve oscilar ao sabor de petróleo e commodities

A Bolsa de Valores de São Paulo promete oscilar hoje ao sabor das variações de preços do petróleo e outras matérias-primas (commodities) nos mercados internacionais. “Foi isso que derrubou a Bovespa nesta quarta-feira”, afirma o economista da Legan Asset Fausto Gouveia. O petróleo recuou na esteira do aumento – inesperado – dos estoques nos Estados Unidos, divulgado ontem. A reserva do combustível subiu 5,1 milhões de barris na última semana, ante previsão dos analistas de que caísse 1 milhão. Com isso, o contrato futuro do óleo caiu 5,77% em Nova York.

Também podem pesar os números do balanço do segundo trimestre da Vale, divulgados ontem depois de o fechamento do pregão. O lucro líquido divulgado pela companhia foi de US$ 790 milhões, de acordo com os padrões contábeis norte-americanos, 84,2% menor que o registrado no mesmo período do ano passado. O valor veio 50% abaixo da estimativa média de cinco instituições financeiras consultadas pela Agência Estado, que previam lucro de US$ 1,6 bilhão. “Com as projeções ruins, o mercado já penalizou a ação da mineradora nesta terça-feira”, diz Gouveia. Os papéis da Vale, que recuaram 1,70% durante o pregão regular, chegaram a ampliar a perda para até 3,50% durante o after market.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

29 julho, 2009

Estaleiro preocupa ambientalistas

A praia do Titanzinho é uma pequena bacia artificial. Fica entre a praia Mansa, formada depois da construção do espigão do Porto do Mucuripe, que avança 1,9 quilômetro no mar, e outro espigão, esse de 900 metros, que faz limite com a Praia do Futuro. Nesse pedaço da orla será construído o Estaleiro Ceará, preparado para produzir navios gaseiros e de cargas em geral. O primeiro orçamento anunciado tem contrapartida de R$ 60 milhões do Governo do Estado aplicados em infraestrutura. As obras incluem aterro e dragagem. Sem o projeto técnico fechado, ainda não dá para precisar o impacto ambiental, mas é certo que o estaleiro vai alterar, mais uma vez, a dinâmica do litoral cearense.

“As intervenções naquela área são muito complexas, cumulativas e tendem a incrementar o processo erosivo. Interfere no transporte de sedimentos e na direção e força das ondas. Será que vai modificar a entrada do vento na cidade? Vai alterar a qualidade da água?”, questiona Jeovah Meireles, professor do departamento de Geografia da Universidade Federal do Ceará (UFC). Para o diretor do Labomar - Instituto de Ciências do Mar, Luis Parente, “em termos de custo-benefício”, o local é apropriado. Já está protegido por dois espigões e tem boa profundidade. “O calado tem 13, 15 metros. Bastaria dobrar o espigão em L para aumentar a zona de abrigo”, diz.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Vantagem do álcool vai além do preço

Com o etanol a preço mais vantajoso que a gasolina em 21 estados do País, segundo levantamento da ANP (Agência Nacional do Petróleo), a variação do preço causa receio ao consumidor. No entanto, vale a pena observar outros aspectos técnicos que pode continuar a dar a primazia ao combustível feito da cana-de-açúcar.

Para Antonio Carlos Porto Araujo, consultor de energia renovável e sustentabilidade da Trevisan Consultoria, o etanol acaba se revelando um combustível mais "responsável" que a gasolina. "Alguém, em algum momento, fez a conta de que enquanto o álcool custar 70% do preço da gasolina, ainda vale a pena abastecer com o etanol. Mesmo com uma margem menor entre os preços, existem outras características que fazem com que a troca ainda compense."

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Trensurb volta a operar com normalidade

O Trensurb voltou a operar com normalidade desde o início da manhã desta quarta-feira. Ontem, o serviço era realizado com restrição por causa de um problema na rede de distribuição de água, na Estação Unisinos.

Desde a manhã de terça, a água atingia uma das vias por onde passa o trem. Durante a noite uma equipe de dez funcionários do Serviço Municipal de Água e Esgotos (Semae) trabalhava na recuperação da estrutura.

De acordo com a assessoria de imprensa da Trensurb, desde as 17h a empresa operou com um trem apenas que fazia o trajeto Unisinos-São Leopoldo, a cada oito minutos. Ou seja, os usuários que tinham São Leopoldo como destino eram obrigados a desembarcar na Estação Unisinos e pegar outro trem para completar o percurso no único trilho que estava liberado para o tráfego.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Brasil ampliará acordo comercial com o Chile

Ainda neste ano, produtos da Zona Franca de Manaus serão incluídos no acordo de livre comércio entre o Mercosul e Chile, e poderão se beneficiar da isenção de tarifas que alcança quase 90% dos produtos comercializados entre Brasil e Chile. Esse é um dos sinais da excelente relação entre os dois países, que deve ser comemorada pelos presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Michelle Bachelet, no encontro que terão hoje, em São Paulo. Mercadorias produzidas em zonas francas do Chile, a exceção de têxteis, também ganharão ingresso livre no mercado brasileiro.

Os presidentes assinarão um acordo sobre Previdência para garantir aos trabalhadores dos dois países a contagem dos dias de serviço em qualquer dos dois mercados para concessão de benefícios previdenciários. Bachelet deve insistir no convite a empresários brasileiros para investimentos no Chile, com o objetivo de facilitar a exportação a algum dos países com quem os chilenos têm acordos de livre comércio. Os industriais brasileiros já identificaram nichos, como a produção de alimentos industrializados voltados ao complexo mercado do Japão, que tem tradição de importar do Chile.

Com uma agenda em que são raros os conflitos e onde consta a sugestão chilena de estabelecer uma "parceira estratégica", Lula deve cobrar de Bachelet, porém, uma decisão sobre o aumento da adição de etanol à gasolina vendida no país - uma das sugestões brasileiras no programa de cooperação em biocombustíveis que não saiu do papel. Os chilenos, que adicionam apenas 5% de etanol à gasolina, mas também acrescentam aditivos produzidos no país, como subproduto do refino do petróleo bruto importado, devem seguir o exemplo dos Estados Unidos e sugerir ao Brasil que a cooperação sobre o tema se concentre nas pesquisas sobre etanol de segunda geração, extraído de celulose.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Chávez congela importações da Colômbia e retira embaixador

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, anunciou a retirada do embaixador de seu país na Colômbia e disse que congelará as importações vindas do vizinho. As medidas são uma reação às acusações de que armas suecas compradas pela Venezuela teriam sido capturadas em poder da guerrilha colombiana Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia).

O presidente venezuelano afirmou que o vice-presidente Ramón Carrizález fará uma revisão completa das relações com o país vizinho e anunciou que começará a substituir as importações que vêm da Colômbia. Para ele, as relações comerciais com os colombianos " não são imprescindíveis " para a Venezuela e o país poderá importar os produtos que necessita de outros países, como Brasil, Equador, Bolívia e da América Central.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Dólar abre com avanço de 0,63%, vendido a R$ 1,894

O dólar comercial opera com valorização na abertura dos negócios nesta quarta-feira. Há pouco, a moeda subia 0,63%, a R$ 1,892 na compra e a R$ 1,894 na venda.

No mercado futuro, os contratos de agosto negociados na BM & F registravam ganho de 0,58%, a R$ 1,8935.

Ontem, o dólar comercial teve elevação de 0,37%, para R$ 1,880 na compra e R$ 1,882 na venda. (Fonte)

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

28 julho, 2009

Mantega cobra explicações de Cartaxo

O secretário interino da Receita Federal, Otacílio Cartaxo, teve ontem de dar explicações ao ministro da Fazenda, Guido Mantega, sobre a investigação que a Corregedoria da própria Receita fez contra ele. Conforme revelou reportagem publicada no domingo pelo jornal O Estado de S. Paulo, a Corregedoria investigou indícios de que Cartaxo teria acumulado patrimônio incompatível com a renda. O secretário apresentou ao ministro, que retornou ontem ao trabalho, após 11 dias de férias, o relatório da auditoria interna que levou ao arquivamento do processo. Mas o Ministério Público Federal decidiu investigar o caso pois desconfia dos resultados da auditoria da Receita.

Mantega passou os últimos dias antes de sair de férias tentando conter as pressões políticas contra a demissão da ex-secretária Lina Maria Vieira. O ministro gostaria de nomear para o posto o presidente do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), Valdir Simão. Mas, para contornar uma rebelião dos superintendentes regionais, que apoiam Lina, foi obrigado a nomear interinamente Cartaxo, segundo homem na hierarquia do Fisco. A escolha apaziguou os ânimos num primeiro momento.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

PETRÓLEO: Commodity opera em queda em Nova York e sobe em Londres

Os contratos futuros do petróleo operam sem tendência definida na manhã desta terça-feira. Há pouco, o WTI, negociado em Nova York, para setembro descia 0,08%, a US$ 68,32 o barril. Em Londres, o Brent para o mesmo mês avançava 0,14%, a US$ 70,91 o barril. (Fonte)

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

ALL: Empresa amplia sua base de captação de cargas

A América Latina Logística (ALL) está ampliando os polos de captação de carga destinada à exportação, sobretudo carne frigorificada, no interior de Mato Grosso, Paraná e Rio Grande do Sul.

Segundo reportagem do jornal "Valor Econômico", assinada por Francisco Góes, o negócio, feito em parceria com operadores logísticos, consiste em instalar terminais intermodais que captam produtos de empresas como Sadia e Perdigão, mas também de clientes de outros setores, como papel e madeira. A carga é escoada em contêineres, via ferroviária, até os principais portos do País - Santos, Paranaguá e Rio Grande.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Lula quer anunciar o PAC 2 em 2010

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva quer divulgar em meados de 2010 - ano eleitoral - o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) 2, que se transformará numa janela de investimentos para os próximos anos. A intenção do governo é montar uma nova carteira de projetos que também serão oferecidos a investidores estrangeiros. O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) buscará investimentos para o Brasil em outros países e, para isso, vai montar os chamados Fundos Brasil com o setor privado e o mercado de capitais.

Vai ser uma febre de investimento, previu o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo. O Brasil virou o sonho de consumo das grandes empresas e grandes corporações. Assim como todas as empresas achavam que tinham de ter um pezinho na China, todo mundo vai achar que tem de ter um pé no Brasil. Paulo Bernardo antecipou algumas áreas de prioridade para o PAC 2 e informou que governo quer contratar a confecção de projetos, de relatórios ambientais e possibilitar que o próximo presidente tenha opções e não perca tempo nessas etapas, que duram em média um ano e meio. Quando se tem um leque de investimentos, significa ganhar dois anos.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Congonhas e Cumbica operam por instrumentos

O Aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, opera por instrumentos desde às 6 horas, horário de abertura, em razão da neblina. Até às 7 horas, três pousos foram desviados para Campinas, interior paulista, segundo a assessoria de imprensa da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero).

O Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos, também opera por instrumentos. Segundo a Infraero, as restrições para pousos e decolagens ocorreram durante toda a madrugada desta terça-feira, 28, mas, até às 6h15, não havia registro de cancelamentos de voos.

O Campo de Marte, na zona norte, está fechado tanto para aviões como para helicópteros e deve abrir às 8 horas, segundo informações da Rádio CBN. (Fonte)

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

27 julho, 2009

Obama pede à China mais cooperação na economia e na questão nuclear

O presidente dos EUA, Barack Obama, convidou nesta segunda-feira (27) a China a uma cooperação mútua mais ampla entre os dois países. Segundo ele, EUA e China têm "interesses em comum" em obter uma recuperação econômica sustentada.

As declarações foram feitas na abertura do Diálogo Econômico e Estratégico EUA-China, em Washington.

"A atual crise deixou claro que as escolhas feitas dentro de nossas fronteiras reverberam pela economia global -e isso vale não só para Nova York ou Seattle, mas para Xangai e Shenzhen", disse ele em discurso em Washington. "Por isso devemos nos comprometer com coordenações bilateral e multilateral fortes."

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Aeroporto sem restrições e registra dois atrasos em voos

Aeroporto opera sem restrições para pousos e decolagens nesta manhã de segunda-feira. De acordo com a Infraero, dois voos da Trip registraram atrasos nesta madrugada.

O 5432 vindo de Curitiba (PR) com pouso previsto para às 23h30, chegou à Capital à 0h25; e o 5453 de Belo Horizonte (MG) teve atraso de cerca de 3h. Com pouso programado para às 22h5, só foi desembarcar às 2h36. (Fonte)

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Dólar comercial abre em baixa de 0,40% a R$ 1,8895

O dólar comercial abriu em baixa de 0,40% hoje, negociado a R$ 1,8895 no mercado interbancário de câmbio. No pregão de sexta-feira, a moeda norte-americana fechou em alta de 0,42%, cotada a R$ 1,897. Na Bolsa de Mercadorias e Futuro (BM&F), o dólar com liquidação à vista abriu as negociações em queda de 0,43%, a R$ 1,888.

O mercado internacional sustenta o ânimo que gera ganhos em diferentes ativos há vários pregões. Como parte desse movimento, hoje, investidores internacionais estariam optando por se desfazer de dólares e comprar matérias-primas (commodities). No mercado internacional de moedas, o recuo do dólar é generalizado, criando expectativas de queda também na negociação no Brasil.

Além do cenário internacional, onde pesa a aposta na melhoria econômica, o mercado brasileiro de câmbio vem se pautando pelas expectativas de entradas de recursos. Na sexta-feira, enquanto os mercados internacionais realizavam lucros, gerando alta no dólar, houve comentários sobre chegada de recursos atrelados à operação de emissão de ações da BRF Brasil Foods, que aqueceram o mercado. Além disso, há a atuação dos exportadores. Retraídos nos últimos pregões, esses negociadores, segundo operadores, estão aproveitando os raros momentos de alta do dólar para operarem na venda.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Rodoviários anunciam paralisação de ônibus durante duas horas

O Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários de Manaus vão paralisar o sistema de transporte coletivo da cidade a partir das 9h de hoje (27), segundo informou o presidente da entidade, Josildo Oliveira.

Segundo ele, a paralisação foi acertada em assembleia realizada na tarde de ontem (26) e prevê a paralisação de cerca de 40% da frota da cidade, ou cerca de 900 ônibus. Os ônibus ficarão concentrados na avenida Epaminondas e na Praça da Matriz, no Centro de Manaus.

O presidente, Josildo Oliveira, disse que os empresários ainda não pagaram o reajuste salarial dos motoristas, cobradores e administradores de linha, de 7%. Segundo ele, os empresários da Transmanaus, empresa que administra o transporte coletivo na cidade, propuseram pagar o abono em seis parcelas, mas a proposta foi recusada pelos trabalhadores.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Brasil tem déficit em conta corrente de US$535 mi em junho

O Brasil registrou em junho déficit em transações correntes de 535 milhões de dólares, ante saldo negativo de 2,781 bilhões de dólares um ano atrás, informou o Banco Central nesta segunda-feira.

Em 12 meses até junho, o déficit em transações correntes correspondeu a 1,37 por cento do Produto Interno Bruto (PIB), ante 1,50 por cento do PIB em 12 meses até maio.

Os investimentos estrangeiros diretos no país caíram para 1,450 bilhão de dólares no mês passado. Em junho de 2008, esses investimentos foram de 2,726 bilhões de dólares. (Fonte)

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Ibovespa abre em alta

O Índice da Bolsa de Valores de São Paulo (Ibovespa) abriu a semana em alta e, nos primeiros movimentos do pregão de hoje, subia 0,54%, para 54.749 pontos.

O Ibovespa ganhava 242 pontos em relação ao fechamento da sexta-feira passada, quando subira 0,38%.

Entre as 51 ações em alta, as que mais subiam eram as ordinárias da Cyrela (1,83%).

Os papéis preferenciais das Lojas Americanas, com uma queda de 0,38%, lideravam as perdas entre as nove ações que abriram em baixa.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

24 julho, 2009

Uruguai planta mais trigo e vende ao Brasil

Segundo maior grupo de agronegócios da Argentina, o Los Grobo, de Gustavo Grobocopatel, aumentou as vendas de trigo uruguaio ao Brasil

A queda da produção argentina abriu caminho para que o Uruguai aumentasse os investimentos agropecuários, primeiramente em carne bovina e agora no trigo. O menor país do Mercosul mais do que duplicou a colheita do cereal na safra 2008/09. Muitos produtores da Argentina atravessaram o rio da Prata para plantar, já que o cultivo em seu país perdeu rentabilidade.

A Argentina sempre foi, de longe, o maior fornecedor de trigo para os brasileiros. Mas, neste ano, a safra argentina quebrou e o governo brasileiro já foi avisado de que não há excedentes exportáveis. Ou seja, o Brasil tem de comprar trigo de outros países. A produção uruguaia não supre as necessidades do Brasil, mas já é uma ajuda. Nos cinco primeiros meses de 2009, os uruguaios exportaram para o Brasil quase 200% a mais que em 2008. No Uruguai, sem retenções às exportações nem controle de preços, como na Argentina, os agricultores estão investindo em tecnologia e a produção só não cresceu mais porque o país também sofreu com a seca. (Fonte)

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

China anuncia plano de ação para os Direitos Humanos

No dia 13 de abril de 2009, a República Popular da China anunciou um ambicioso e importante plano de ação para os direitos humanos no país para 2009 e 2010, no sentido de estabelecer os objetivos do governo chinês para a área e aglutinar as forças sociais e organismos estatais para a sua consecução. Se é certo que a questão da proteção aos direitos humanos esteve no centro dos objetivos da fundação da República Popular da China em 1949, o estado lastimável em que se encontrava a situação do país na ocasião, causado por décadas de abusos da parte de potências imperialistas, impedia uma situação de fato compatível com os enunciados doutrinários e constitucionais.

De fato, a constituição chinesa dispõe que “O Estado respeita e protege os direitos humanos de seus cidadãos...” Todavia, a China, ainda hoje com todo o progresso econômico e social havido desde a abertura política de Deng Xiao Ping, em 1978, tem graves limitações e condicionantes que resultam da situação histórica, geográfica, e econômica do país. Assim, hoje a China tem graves assimetrias econômicas e sociais na sua população de 1.3 bilhão de habitantes.

Clique aqui e veja o artigo na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Ministro Visita Itapoá e Açu

O Diretor de Operações da Aliança Navegação e Logística, José Antônio Balau, acompanhará o Ministro-Chefe durante a visita ao canteiro de obras, em Santa Catarina

O Ministro-Chefe da Secretaria Especial de Portos (SEP), Pedro Brito, visitará, a convite, as obras do Porto de Itapoá e do Super Porto do Açu, em Santa Catarina e Rio de Janeiro, quinta e sexta-feira (23 e 24/07), respectivamente. O objetivo é conhecer o terminal portuário desenvolvido pela LLX, empresa do Grupo EBX, que utiliza modernas práticas de engenharia, construção e operação, a exemplo de Itapoá, que também dispõe de uma tecnologia de ponta em sua construção, para dar continuidade a encontros com empresários, trabalhadores e usuários do setor.

Com investimento total de mais de R$ 450 milhões, o Porto de Itapoá consolida-se como mais uma opção de escoamento de cargas conteinerizadas no Estado de Santa Catarina. Com capacidade instalada, em sua primeira fase, de movimentar mais de 300 mil contêineres/ano, terá condições adequadas para operação de navios de grande porte, em face de seu calado natural de 16 metros, e uma ampla área retroportuária com possibilidade de ampliações.

Clique aqui e veja o artigo na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

China versus Brasil – Fatores de Produtividade

A análise atual sobre a economia mundial e o processo de internacionalização dos países recai sobre o comportamento dos Estados Unidos, como potência mundial e inegavelmente, para a China, como potência emergente. Aliás, seria a China uma potência emergente? Basta observar, criticamente, os inúmeros estudos de empresas de grande porte, de bancos de investimentos e escolas de primeira linha sobre o fenômeno chinês.

Enquanto os Estados Unidos representam em torno de 30% da economia mundial, mas com o registro do aumento da dívida interna, externa e do número de desempregados, o que propagaria uma queda no fluxo financeiro interno, a China vem despontando com um crescimento inesperado do PIB, para o segundo bimestre deste ano, das suas reservas internacionais em dólar e nos investimentos diretos.

Pela primeira vez, pode-se dizer que a economia mundial está descolada da sua maior potência, com sinais de recuperação no longo prazo, respaldada por análises de economistas de respeito como Nouriel Roubini, diretor do RGE Monitor e professor da Universidade de Nova York.

Clique aqui e veja o artigo na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Porto de Santos: em obras

Enquanto o poder público perde muito tempo com burocracia e trabalha a passos paquidérmicos, a iniciativa privada não espera. Um exemplo é o que ocorre no Porto de Santos: enquanto as obras de construção das avenidas perimetrais se arrastam há pelo menos quatro anos e outros projetos nem saíram da gaveta, a iniciativa privada faz a sua parte sempre com maior rapidez. Até porque precisa recuperar investimentos e obter lucros com as concessões que recebe do poder público.

Nem mesmo a perspectiva de refluxo nos ganhos, provocado pela crise financeira mundial, tem levado as concessionárias a recuar em sua programação. A ideia é aproveitar a desaceleração econômica para investir em obras de expansão e melhorar os serviços com o objetivo de reorganizar a cadeia logística, incluindo porto e terminais.

Num rápido balanço, podemos relacionar pelo menos nove grandes empreendimentos do setor privado. Um deles é o Terminal Marítimo do Valongo (Teval), do Grupo Libra, que até o final do ano estará em funcionamento. Em fevereiro, foi inaugurada a primeira fase do Teval e, em seguida, iniciada a segunda (e última) etapa de um empreendimento que constitui uma parceria com a MRS Logística, que permitiu a exploração da área sob seu domínio. O empreendimento está avaliado em R$ 100 milhões, sem contar investimentos em equipamentos.

Clique aqui e veja o artigo na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Capacidade Hora Faixa

Diversos artigos vêm sendo publicados por especialistas em mobilidade urbana, compreendendo profissionais de instituições sérias e comprometidas com o desenvolvimento do setor de transportes no Brasil.

Porém, deve ser elucidada a necessidade por uma análise macro do setor de transportes nacional, a sua intermodalidade, as opções presentes para os gestores públicos e o que reserva o futuro.

O setor de transportes no Brasil teve o seu destino para o modal rodoviário, devido a fatores políticos, técnicos e econômicos, envolvendo estes, a presença das grandes indústrias do setor automobilístico no desenvolvimento econômico nacional. Logo, culpar o automóvel é uma injustiça, sendo analisados somente os efeitos de escolhas passadas, devendo sim, buscar soluções de longo prazo e alternativas viáveis para os transportes como um todo.

Clique aqui e veja o artigo na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Índia melhora governabilidade e perspectiva de crescimento econômico

Muito antes da criação do acrônimo BRIC (Brasil, Rússia, Índia e China), a Índia já era o principal aliado político do Brasil no foro multilateral do comércio, no qual ambos os países tradicionalmente defendem os interesses dos países em desenvolvimento contra o apetite rapace e predador dos interesses hegemônicos. Foi assim que, por exemplo, na Rodada Uruguai do Acordo Geral de Tarifas e Comércio (GATT), lançada em 1986, ambos os países cooperaram com agendas assemelhadas. Da mesma forma, a grande identidade de interesses comerciais assegurou a continuidade do trabalho conjunto no âmbito da Rodada Doha da Organização Mundial do Comércio (OMC), lançada em 2001.

Como grandes países em desenvolvimento e líderes naturais, Brasil e Índia têm, igualmente, colaborado estreitamente na esfera da Organização das Nações Unidas (ONU) e outros organismos internacionais, votando quase que sempre de maneira idêntica e buscando, em conjunto, assentos permanentes do Conselho de Segurança daquele organismo.

Clique aqui e veja o artigo na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Porto de Santos em 2011

Apesar da crise econômico-financeira mundial, que pode atrasar algumas obras em andamento ou apenas previstas, o porto de Santos está a ponto de dar um salto de qualidade nos próximos dois anos. Tudo isso graças aos investimentos públicos e privados que vêm sendo feito em sua infraestrutura.

Basta ver que estão em obras as avenidas perimetrais, que vão facilitar o acesso aos terminais das margens direita e esquerda. Quando concluído o trabalho de dragagem – provavelmente, ao final de 2010 –, o porto permitirá a entrada de navios de maior calado. Isso significará um considerável aumento em sua capacidade operacional.

Não é preciso dominar as artes da adivinhação para perceber que, a partir da conclusão desses empreendimentos, terá de ocorrer uma mudança na forma como as cargas chegam ao porto de Santos, sob o risco de o complexo portuário entrar em colapso. Portanto, em termos de logística, está claro que terá de haver uma distribuição mais equilibrada entre os modais de transporte, a fim de que não sejam criados problemas no sistema viário da Baixada Santista e tenhamos de enfrentar novos gargalos para o escoamento da produção nacional.

Clique aqui e veja o artigo na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

O que é uma boa Gestão Ambiental empresarial ?

A novíssima área de conhecimento e trabalho intitulada "Gestão Ambiental" vem causando muita confusão entre os especialistas em meio ambiente. A dúvida se inicia com a pergunta, mas afinal o que é Gestão Ambiental Empresarial ?

Para responder esta difícil pergunta, antes de tudo deve ser esclarecido que a Gestão Ambiental possui caráter multidisciplinar, profissionais dos mais diversos campos podem atuar na área, desde que devidamente habilitados.

Antigamente existia uma divisão nítida entre os defensores da natureza ( ecologistas) e os que pregavam a exploração irrestrita dos recursos naturais. Com o advento do termo "desenvolvimento sustentável" tornou-se necessária a formação de pessoas com um diferente perfil, profissionais que agregassem a visão ambientalista à exploração "racional" dos recursos naturais, aí surgiram os gestores ambientais.

Clique aqui e veja o artigo na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Um projeto para o Brasil

Um recente estudo preparado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) Projetos e pela consultoria Ernst & Young mostra um cenário para 2030 que merece ser analisado pelos técnicos do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) no sentido de se procurar soluções que possam revertê-lo enquanto é tempo. Não é que o cenário seja o pior dos mundos, mas é que mostra um desequilíbrio que pode se tornar desfavorável para a economia brasileira.

Segundo as projeções daquele estudo, as exportações de produtos manufaturados deverão crescer apenas 2,7% ao ano, em ritmo abaixo do aumento das importações mundiais (5,6%), o que significa que o Brasil, a médio e longo prazo, pode se tornar basicamente fornecedor de insumos, como no século XIX. De pronto, o que isso mostra é que haveria uma crescente deterioração do saldo comercial, com o País sendo obrigado a importar muito mais do que exportaria. Obviamente, esse cenário não seria confortável para as nossas contas.

Clique aqui e veja o artigo na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Banco Mundial alerta para efeitos da crise nos Países em desenvolvimento

O Banco Mundial anunciou, no dia 22 de junho de 2009, que os países em desenvolvimento sofrerão uma queda de US$ 1 trilhão nos fluxos financeiros de capitais privados, com relação ao volume havido em 2007. Em 2008, computou-se uma queda de aproximadamente US$ 500 bilhões. Como o valor total do PIB (Produto Interno Bruto) mundial é cerca de US$ 60 trilhões, a perda a ser sofrida pelos países em desenvolvimento é dramática.

A situação descrita ficará ainda pior se forem excluídos os fluxos para Brasil, Índia e China, que continuarão a receber aportes expressivos de capital, devido ao dinamismo de suas economias. Isso significa que a recessão continuará a atormentar os países em desenvolvimento durante, pelo menos, até o final deste ano e, possivelmente, também em 2010.

Excluídas as economias da China e da Índia, aquelas dos demais países em desenvolvimento, segundo o Banco Mundial, deverão retrair em aproximadamente 1,6%. À guisa de comparação, a economia internacional como um todo deverá se reduzir em 2.9% do PIB mundial, enquanto o comércio global deverá cair em 10%.

Clique aqui e veja o artigo na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Mercosul substitui dólar por moedas locais

O Conselho do Mercado Comum do Mercosul aprovou a substituição do dólar por moedas locais no intercâmbio comercial da região, modalidade introduzida por Brasil e Argentina desde 2008, informou oficialmente nesta quinta-feira a direção da Cúpula de Assunção.

"Com este acordo, toda atividade que implique o uso de dinheiro será realizada com moedas de nossos países, sem ter o dólar como referência", revelou à AFP o vice-ministro paraguaio das Relações Exteriores, Oscar Rodríguez.

Paraguai e Uruguai estarão incorporados ao novo sistema de intercâmbio a partir do final de 2010, após a conclusão de detalhes técnicos envolvendo os bancos centrais dos dois países.

Os detalhes do acordo serão divulgados nesta sexta-feira, após a aprovação oficial da medida pelos presidentes do Mercosul.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Importações chinesas, concorrência do Nordeste e dólar são as ameaças ao calçado gaúcho

O anúncio de que a líder brasileira na produção de calçados femininos Azaleia, hoje controlada pela Vulcabras, cortará 600 vagas, surpreendeu Parobé, cidade de 48 mil habitantes que cresceu apoiada nas linhas de produção da marca com nome de flor. Mas não é um caso isolado.

Em 12 meses terminados em junho, o setor fechou 14.877 vagas formais no Rio Grande do Sul, atingido pela dupla concorrência da China e dos Estados do Nordeste. Desde a metade de 2008, a disputa por mercado com a China se acentuou, estimulada pelos efeitos da crise financeira internacional, afirma Heitor Klein, diretor-executivo da Abicalçados, entidade que representa a indústria do setor.

Com mercado restrito por causa da recessão global, o produto chinês, mais barato, avançou no território brasileiro. É em parte por isso que os fabricantes brasileiros amargam uma queda de 26% na receita, enquanto o varejo nacional registra crescimento de 5% nas vendas.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Lula critica “julgamento antecipado”

Empenhado em manter o aliado político José Sarney (PMDB-AP) no comando do Senado, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a defendê-lo ontem. Lula comentou as gravações em que Sarney é flagrado tratando da contratação do namorado de uma neta – que foi efetivada por meio de ato secreto no Senado.

Depois de observar na posse do procurador-geral da República, Roberto Gurgel, que o Ministério Público Federal deve observar a biografia dos investigados ao apurar supostos crimes, na quarta-feira, Lula disse ontem que é preciso relativizar as suspeitas que recaem sobre o peemedebista.

– É preciso saber o tamanho do crime. Uma coisa é você matar, outra coisa é você roubar, outra coisa é você pedir emprego e outra é fazer lobby. Temos de fazer as investigações corretas – disse.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Tóquio sobe 1,6% com Nova queda do iene

A Bolsa de Tóquio fechou em alta pela oitava sessão consecutiva, com a continuidade da desvalorização do iene diante do dólar e mais um rali nas bolsas de Nova York. O avanço generalizado no mercado japonês foi liderado pelos setores de tecnologia, automóveis e transporte marítimo. O índice Nikkei 225 ganhou 151,61 pontos, ou 1,6%, e fechou aos 9.944,55 pontos, pouco abaixo de sua máxima intraday.

Exportadoras líderes, como Toyota e Canon, ganharam com a queda continuada do iene, que chegou a levar o dólar à cotação de 95,17 ienes no começo do dia. No fechamento de ontem, a moeda norte-americana era negociada a 94,28 ienes. No entanto, os analistas disseram que o avanço do Nikkei parou abaixo dos 10 mil pontos devido ao temor de que as bolsas de Nova York possam cair na próxima sessão, ante os resultados decepcionantes da Microsoft, da American Express e da Amazon.com. O mercado de Tóquio também espera a série de balanços de empresas japonesas a serem divulgados na semana que vem.

Segundo o estrategista Tsuyoshi Kawata, da corretora Nikko Cordial, o Nikkei pode ultrapassar os 10 mil pontos na próxima semana, dependendo dos balanços das grandes empresas, mas a resistência do índice pode ficar na máxima intraday de 2009, pouco acima dos 10.170 pontos. O rali recente do Nikkei produziu um ganho de 9,9% até agora, mas o índice ainda registra leve queda em julho. No ano, contabiliza alta de 12%. (Fonte)

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

PIB da Coreia do Sul tem alta de 2,3% no 2º trimestre

A economia sul-coreana se reanimou no segundo trimestre, quando cresceu 2,3% em relação aos primeiros três meses do ano, seu melhor desempenho trimestral em mais de cinco anos. O número levantou a expectativa de que a recuperação da quarta maior economia da Ásia seja sustentável. No primeiro trimestre, a expansão havia sido de apenas 0,1%.

O banco central avisou, porém, que a projeção para o segundo semestre é muito incerta, dada a dependência do país em relação às exportações, que respondem por metade do PIB de US$ 1 trilhão. Na comparação com o segundo trimestre do ano passado, houve uma contração de 2,5%, após uma queda de 4,2% no PIB sul-coreano durante o primeiro trimestre, comparado a igual período de 2008.

O desempenho ficou em linha com a estimativa divulgada pelo banco central no começo deste mês e também com a previsão apontada numa pesquisa da Dow Jones, de uma alta trimestral de 2,4% e declínio de 2,5% em relação ao segundo trimestre de 2008. (Fonte)

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Venezuela vai tentar substituir importações da Colômbia

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, disse na quinta-feira que vai substituir importações provenientes da Colômbia por compras em países "verdadeiramente amigos".

Segundo Chávez, essas compras poderão ser redirecionadas ao Brasil e Equador, com quem o líder de esquerda vem ampliando suas relações bilaterais.

A relação com a vizinha Colômbia, importante sócio comercial, está sob análise. Chávez decidiu revisar os laços com a Colômbia depois de o governo de Álvaro Uribe aceitar aumentar em suas bases a presença dos Estados Unidos, país considerado inimigo pelo presidente venezuelano.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

23 julho, 2009

Exportações de madeiras brasileiras caíram 43% depois da crise

As exportações brasileiras de produtos de madeira vêm diminuindo desde 2007, e a situação tornou-se ainda mais grave para o setor com a atual crise financeira. Segundo o presidente do Sindicato das Indústrias da Madeira do Estado do Paraná, Jorge Valentin Camilotti, nos seis primeiros meses deste ano houve uma queda de 43% no volume de exportação de produtos de madeira no país, em comparação com o ano passado.

No Paraná, a queda nas vendas nos últimos 20 meses foi de 54%, se for analisado o conjunto de itens como madeira serrada, pinus, compensando tropical, portas e batentes e outros segmentos. O Paraná emprega cerca de 600 mil trabalhadores no setor madeireiro, nas cerca de 1,2 mil empresas filiadas ao sindicato. “Com os ajustes devido à crise financeira, as empresas paranaenses demitiram 6% do quadro de funcionários, de janeiro a junho deste ano”, disse Camilotti.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Projeto eleitoral para 2010 aproxima Kassab e Alckmin

Quase um ano após a eleição municipal de 2008, o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), e o ex-governador paulista e atual secretário de Desenvolvimento, Geraldo Alckmin (PSDB), participaram ontem de evento público no qual tentaram mostrar união em torno do projeto eleitoral de ambos os partidos para 2010. O encontro, na vistoria de obras de uma escola na zona sul paulistana, foi o primeiro entre Kassab e Alckmin articulado pelas próprias assessorias, sem a presença do governador de São Paulo, José Serra. Desde a disputa pela prefeitura paulistana, da qual ambos participaram, a relação entre eles estava ruim. Kassab disputou com o apoio de Serra e venceu. Alckmin terminou em terceiro lugar e ainda teve de enfrentar um racha no partido, já que parte do PSDB apoiou o prefeito.

Tucanos já vinham sugerindo a Alckmin que se aproximasse de Kassab, de modo a fortalecer sua candidatura ao governo do Estado no ano que vem. O ex-governador tem a seu favor o bom desempenho nas pesquisas e uma razoável costura política no interior paulista. Mas ainda enfrenta resistência por parte do DEM, de Kassab. O prefeito, peça importante na articulação, trabalha no bastidores pela candidatura ao governo de Aloysio Nunes Ferreira, chefe da Casa Civil de Serra.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Ambientalistas condenam ampliação do aeroporto

A utilização de seis milhões de metros quadrados de terras de dunas e restingas da Área de Proteção Ambiental (APA) do Abaeté é o eixo central de um embate de arestas políticas, econômicas e socioambientais travado entre ambientalistas, Infraero, Prefeitura de Salvador e órgãos estaduais. Pelo novo capítulo nesta quarta-feira, 22, na audiência publica realizada pela manhã no Centro Cultural da Câmara Municipal, os impasses tendem a permanecer.

O entrave gira em torno da proposta de ampliação da Infraero do aeroporto de Salvador, segundo ambientalistas uma grave ameaça ao ecossistema do maciço norte da APA, considerado o maior manancial de restinga e dunas em área urbana do Brasil.

Em contraposição à ampliação, os ambientalistas aplaudem o projeto da Universidade Livre das Dunas (UniDunas), o Parque das Dunas, que a prefeitura aprovou em março do ano passado. A proposta é criar na área do parque um centro integrado de educação ambiental, meio ambiente e lazer.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística