25 junho, 2009

Lula deixará de defender Sarney publicamente

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva não vai mais defender publicamente o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP). Na avaliação de auxiliares próximos do presidente Lula, esta fase, motivada por dívidas de gratidão e necessidade de manutenção da aliança com o PMDB, já passou. "Se o problema persistir, corre-se o risco de o Legislativo transferir para o colo do presidente uma crise que não é dele, o que não é nada bom para o governo".

Por duas vezes, Lula veio a público defender um dos seus principais aliados no PMDB. Durante viagem à Europa para encontro dos Bric (Brasil-Rússia-Índia e China), o presidente disse que Sarney não podia ser tratado como "uma pessoa comum". Na terça-feira, em São Paulo, ele atacou o clima de denuncismo na imprensa e repetiu o apoio ao presidente do Senado. "Minha solidariedade é porque o Sarney já foi presidente, tem responsabilidades, tem passado que lhe garante muitas coisas. Está fazendo uma investigação e, se for provado que houve erro, pune-se quem errou e a vida continua", afirmou o presidente.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Nenhum comentário: