25 junho, 2009

Colapso nas exportações nacionais

É a redução muito acentuada das importações e do desequilíbrio das contas externas portuguesas que garante que, em 2009, Portugal consiga, num cenário de forte quebra da procura interna e das exportações, registar uma taxa de crescimento menos negativa que a média dos seus parceiros europeus.

De acordo com as previsões ontem apresentadas pela OCDE, Portugal irá registar este ano uma quebra do investimento de 18,7 por cento (na zona euro, apenas a Irlanda fará pior), uma descida do consumo privado de 2,4 por cento (a média da zona euro será de 1,3 por cento) e um corte nas exportações de 21,5 por cento (mesmo assim, melhor que Espanha, Finlândia e Grécia).

Assim, a contracção do PIB de 4,5 por cento, menos que os 4,8 por cento da zona euro, é explicada pelo facto de as importações poderem também cair a uma taxa de 21,1 por cento, o que faz com que o contributo líquido da procura externa para a variação do PIB (exportações menos importações) acabe por ser positivo, limitando as perdas provocadas pela descida muito forte da procura interna.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Nenhum comentário: