18 fevereiro, 2009

Vendas despencam 50% em MT nos últimos 60 dias

As vendas de Gás Natural Veicular (GNV) nos cinco postos revendedores da Grande Cuiabá despencaram 50% em pouco mais de 60 dias, desde que o fornecimento foi restabelecido em Mato Grosso, no final do ano passado. Mercado desaquecido ainda emite alertas para novas demissões no setor em função das perdas com a venda de GNV e a demora no retorno dos investimentos. Os constantes embates com o governo boliviano, fornecedor do gás, fizeram com que o produto deixasse de ser uma alternativa mais econômica, para ser uma opção inviável e insegura.

Depois que a oferta foi retomada no Estado, em dezembro de 2008, o reajuste de 18,86% elevou o preço do metro cúbico de R$ 1,59 para R$ 1,89, atualmente o segundo mais caro, perdendo apenas para o preço em vigor no Rio Grande do Sul, R$ 1,98. Há algumas semanas, a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), deixou de monitorar o desempenho do GNV no Estado, mas pelo ranking em vigor é possível comprovar a posição estadual.

MERCADO - De acordo com informações dos proprietários dos postos, o alto custo da manutenção dos equipamentos, aliado às despesas de energia e de funcionários, já está levando as empresas a rever seus planos e à adoção de medidas de contenção.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Nenhum comentário: