18 fevereiro, 2009

Governo cria estatal para projeto do trem-bala

O governo confirmou que irá criar uma estatal para coordenar toda a transferência de tecnologia do trem de alta velocidade que ligará o Rio de Janeiro a São Paulo e Campinas. A ideia é constituir uma estatal ou um instituto de pesquisa em ferrovias para absorver a tecnologia usada pela empresa ganhadora da licitação do trem-bala para que no futuro o Brasil possa começar a fabricar peças e componentes a partir desses estudos, disse o secretário-executivo do Ministério dos Transportes, Paulo Sérgio Passos. O secretário disse que o governo ainda não decidiu se será uma empresa estatal ou um instituto que vai coordenar o projeto. "A forma exata está sendo discutida, estamos concluindo os estudos", declarou. Passos também informou que a criação e instalação desse órgão está vinculado ao cronograma de licitação para o trem. Ele disse ainda que o governo não cogitou a hipótese de criar uma estatal para construir e operar o trem-bala.

A criação desse órgão já estava previsto no último balanço do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), onde o órgão é chamado, provisoriamente de Empresa de Pesquisas Ferroviárias (EPF). "Não basta ter uma empresa estrangeira fabricando peças no Brasil. É importante que se possa avançar no domínio do conhecimento de componentes importantes que hoje ainda estão incorporados no domínio tecnológico das empresas brasileiras. Isso é importante para que no futuro o Brasil não seja importador de produtos acabados", afirmou.

Esse órgão teria de fazer a interlocução com as universidades, com as concessionárias de transporte rodoviário e com as empresas fornecedoras e detentoras de tecnologia. A ideia é que a tecnologia desenvolvida para o trem bala seja incorporada por esse novo órgão. (Fonte)

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Nenhum comentário: