27 fevereiro, 2009

Tilápia ganha mercado com alta do importado

Desde o meio desta semana o mar e o mercado estão para peixe. É na Quaresma que é comercializado o maior volume de pescados ao longo de um ano. E não é o dólar valorizado, tampouco a crise de crédito que vão frear as vendas em 2009. Só a rede Carrefour de supermercados deve vender no referente período cinco milhões de quilos de pescados, e a tilápia tem peso expressivo nessa estimativa.

O diretor de peixaria do Carrefour, Sandro Araújo Valgas, revela que o consumo do peixe, também conhecido como St. Peter, cresceu 25% no ano passado. Esse aumento nas vendas foi sustentado pelo Ceará. O maior produtor da variedade entregou ao mercado em 2008 cerca de 17 mil toneladas.Além da tilápia, outras espécies nacionais sustentam o aumento da demanda por pescados nessa época do ano e aliviam a alta do dólar refletida nos peixes importados. "A capacidade instalada de cultivo da tilápia é significativa. O peixe está entre as dez espécies mais vendidas", calcula um agente do mercado interno.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Metroviários de São Paulo podem parar na segunda-feira

Os metroviários ameaçam fazer uma paralisação na próxima segunda-feira, 2, segundo o sindicato da categoria. O motivo é o não pagamento da Participação dos Resultados (PR) para os funcionários.

Segundo o Sindicato dos Metroviários de São Paulo, a Secretaria da Fazenda do Governo do Estado não autorizou a liberação da verba para efetuar o pagamento da PR.

Uma assembleia será realizada às 18h30 desta sexta-feira, 27, na quadra do Sindicato, para avaliar formas de pressionar o governo do Estado a cumprir o acordo firmado com a categoria, não descartando a realização de uma greve a partir de segunda-feira.

A categoria metroviária deveria receber a sua PR até o dia 28 de fevereiro, conforme a cláusula 3ª do Acordo Coletivo dos metroviários, assinado no dia 7 de agosto de 2008, bem como correspondência enviada pela Cia. confirmando que os metroviários atingiram todas as metas estipuladas.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Chuva prejudica colheita da soja no Paraná

Uma frente fria está quase parada ao largo da costa do Sul e de São Paulo e as instabilidades associadas a este sistema são "alimentadas" pelo ar quente e úmido que chega do interior do continente.

O tempo fica chuvoso no centro-leste e no sul de Santa Catarina e no norte e nordeste do Rio Grande do Sul. Previsão de sol com muitas nuvens e pancadas de chuva principalmente a partir da tarde nas demais áreas do Sul, em São Paulo e em Mato Grosso do Sul. Até o fim de semana a previsão é de clima úmido no Paraná o que pode prejudicar a colheita da soja no centro-norte do Estado. Porém, a umidade provocada pela chuva beneficia o plantio da safrinha de milho que já iniciado.

Hoje, o sol aparece forte. Não chove no norte do Rio, no Espírito Santo, no centro-norte de Minas e no oeste da Bahia. O dia é de céu nublado e chuva do Acre ao litoral do Ceará. As demais áreas do Brasil têm um dia típico de verão, com sol, temperatura alta e pancadas de chuva a partir da tarde. (Fonte)

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Problemas no trevo de acesso a Içara

Um dos motivos de preocupação constante para quem trafega na BR-101, em Içara, está no acesso ao município, no sentido Sul. No trevo si-tuado um pouco antes do antigo viaduto da Vila Nova, uma carcaça de veículo sinaliza para o problema. A curva acentuada, conforme relato de motoristas, é a principal causadora de acidentes no local. Taxista há 43 anos, Salésio Vasconcelos, 63 anos, é usuário assíduo do trecho. Além dos passageiros, ele atende com frequência o chamado de seguradoras para buscar os clientes depois de se envolverem em acidentes naquele trevo. "Eu chamaria de armadi-lha mortal aquilo ali. Conheço boa parte do Brasil em rodovias e é o único do País que em vez de facilitar a saída te joga para dentro do buraco. A saída boa fecharam com blocos de concreto, parece até que têm raiva dos motoristas. Já teve dia que presenciei dois carros caídos ali", afirmou o taxista.

Problema existe há cerca de três meses

O problema, segundo ele, existe há uns três meses, desde que aconteceu a liberação do acesso. "Eu que já conheço a armadilha quase cai dia desses, imagina para quem não sabe. À noite mesmo, o perigo é bem maior", ressaltou. Comerciantes da redondeza também acionam com frequência os bombeiros para socorrer os veículos que capotam no local. "Motos e carros pequenos é todo dia. Faz um mês tombou um caminhão com os pneus todos para cima. É que quem está na BR-101 vem embalado, mas se passar acima de 40 quilômetros por hora ali, cai da pista. Quando escutamos pneu cantar, já sabemos que vão cair", diz o frentista Valmir Lima.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Dilma vai pedir a Estados apoio a plano habitacional

As medidas do governo federal de estímulo à construção civil deverão ser apresentadas na próxima terça-feira (dia 3) aos governadores de São Paulo, Minas Gerais, do Paraná e do Rio de Janeiro. Na reunião, a ser capitaneada pela ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, o governo pedirá a colaboração dos Estados para dar maior alcance às medidas.

Dilma deverá sugerir aos governadores, por exemplo, que reduzam o Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) - o principal tributo estadual - sobre o material de construção. O mesmo pedido foi feito na semana passada a um grupo de governadores do Nordeste. Eles se disseram dispostos a colaborar.

A ministra foi orientada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva a fazer os últimos ajustes no pacote da habitação após a conversa com os governadores. Assim, é possível que na semana que vem as medidas sejam, finalmente, anunciadas. O ponto central do pacote é a meta de contratar a construção de 1 milhão de moradias até 2010. Para a classe média, a principal medida deverá ser a elevação, de R$ 350 mil para R$ 500 mil, do valor do imóvel que pode ser pago usando recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). (Fonte)

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

26 fevereiro, 2009

Sinal de Alerta?

A história econômica é no mínimo curiosa e desafiadora. Muitos economistas dedicam parte do seu tempo analisando os países, as organizações e dados como o PIB, produção industrial, desemprego, inflação, exportações e importações, na tentativa de realização de projeções, das quais muitas vezes a propensão ao erro é elevada.

Muitas afirmações destes profissionais já viraram “chavões”, com a de que o mercado funciona em ciclos e de que o comportamento passado das nações pode ser um fiel balizador para análises futuras.

Neste sentido, por que a atual crise de crédito que assola todo o mundo não foi prevista por bancos de investimentos, grandes indústrias e por instituições governamentais que deveriam supervisionar o mercado e que hoje se preocupam em adotar planos de urgência, para evitar uma hecatombe geral? Os argumentos são vastos para justificar a não previsão do atual cenário pessimista das finanças globais.

Clique aqui e veja o artigo na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Plano de atendimento emergencial, sua empresa já possui?

É preciso deixar bem claro que é responsabilidade de todos que transportam, armazenam e manuseia produtos perigosos cuidar para que o mesmo não agrida o meio ambiente, e uma das formas de minimizar estes efeitos é estar preparado para as ações depois do fato ocorrido.

Mas o que é, por que devo ter e qual o objetivo do PAE (Plano de Atendimento Emergencial)? A melhor definição seria a de um documento onde o objetivo é fornecer um conjunto de diretrizes e informações para a adoção de procedimentos estruturados, de modo a proporcionar uma resposta rápida e eficiente em situações de emergência.

A importância do PAE está no fato de que o andamento das ações é proporcional à planificação, ou seja, o mesmo pode evitar que um acidente pequeno se transforme em um evento de grande impacto ambiental, pois aos olhos da lei, um balde de hidrocarboneto lançado em um rio, não difere de um tombamento de um caminhão tanque, ainda mais quando não se toma providencia alguma.

O mais critico e importante para a elaboração de um PAE é necessário conhecimento dos problemas que poderão existir, através de uma análise de risco, bem detalhada, um estudo da rota de transporte, o procedimento de manuseio etc.

Clique aqui e veja o artigo na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Solos contaminados / Passivo ambiental

Embora ainda considere o tratamento de esgotos, a coleta e tratamento de lixo e a preservação das áreas naturais como os temas centrais da agenda ambiental brasileira, já chegou ao Brasil um outro momento para a gestão ambiental: a recuperação de solos e lençóis de águas subterrâneas, contaminadas por produtos derivados de petróleo e por produtos químicos clorados, que denomina de substâncias persistentes, difíceis de serem degradadas pela natureza.

Ainda longe de ser uma realidade comparável á dos EUA, Os Órgãos Ambientais e a Promotoria Publica do Meio Ambiente no Brasil, estão exigindo a imediata recuperação do passivo ambiental, ou seja descontaminação ou remediação do solo e lençol freático se este foi atingindo.

Hoje, se paga um alto preço pela imprudência. Nossa realidade é que os nossos grandes problemas ambientais são ainda características de um país pobre, no momento existe uma forte tendência de mercado para o segmento da recuperação e remediação de solos e lençóis de água subterrânea contaminados.

Clique aqui e veja o artigo na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Passivo Ambiental, quem paga a conta?

O passivo ambiental corresponde ao investimento que uma empresa deve fazer para que possa corrigir os impactos ambientais adversos gerados em decorrência de suas atividades e que não tenham sido controlados ao longo dos anos de suas operações. No caso de uma indústria em processo de venda, o comprador certamente levará em conta o valor desse passivo, descontando-o no preço final de venda da indústria.

São inúmeros os possíveis tipos de passivos ambientais e eles podem estar presentes em quaisquer segmentos comerciais e industriais, bem como em ferrovias, aeroportos, rodovias, etc..

O exemplo mais comum de passivo ambiental é a contaminação de solos. Um caso recente de contaminação de solos e cursos d água, no interior de São Paulo, provocou danos a uma comunidade inteira, além de criar um passivo ambiental (contaminação de solos por agrotóxicos). Todos ainda aguardam um parecer final das autoridades indicando de quem é a responsabilidade final neste caso.

Clique aqui e veja o artigo na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Bolsa de Tóquio fecha estável

A Bolsa de Tóquio encerrou a sessão de quinta-feira com leve baixa de 0,04%, apoiada pela desvalorização do iene, uma boa notícia para os exportadores que compensou a queda de Wall Street na véspera.

O índice Nikkei 225 perdeu 3,29 pontos, a 7.457,93 unidades. (Fonte)

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Os impactos da crise global à área de TI

No início de outubro, quando o Fundo Monetário Internacional (FMI) apresentou projeções de crescimento mais lento na economia mundial em 2009, a International Data Corp.(IDC) revisou suas expectativas em relação ao mercado de TI. Diante de expectativa de aumento de apenas 3,2% do PIB latino-americano, a IDC baixou de 13,7% para 7,8% o crescimento esperado do mercado de TI na região. No estudo, as áreas de software e de serviços seriam as menos afetadas, com expansão de 9% e 8,6%. Os analistas avaliam que os investimentos e contratos em andamento dificilmente seriam interrompidos, mas novos projetos de aplicações e serviços podem ser adiados.

A pressão imediata da crise financeira sobre a área de TI é de redução orçamentária. "Fazer mais com menos" é a palavra de ordem do momento. A nova missão estaria focada em projetos que trouxessem menores custos operacionais, ou resolvessem gargalos de produtividade em curto prazo. Ram Charan, autor do livro "Leadership In The Era of Economic Uncertainty", adverte que os gestores de TI devem considerar no orçamento de tecnologia que é preciso rever a relevância dos projetos diante da mudança de conjuntura. Ele destaca que haverá mais regulamentação nos mercados e na gestão das empresas.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Linha 2 do Metrô para por 16 minutos

A Linha 2 do Metrô Rio ficou paralisada por 16 minutos nesta quinta-feira (26) por causa de um problema entre as estações de Engenho da Rainha e Tomás Coelho, no sentido Pavuna, subúrbio. Segundo a assessoria do Metrô, uma placa de trânsito foi arremessada naquele trecho e um trem passou por cima, o que danificou uma das peças da composição.

O fato aconteceu às 05h55 e o trem recebeu os reparos para continuar viagem até a próxima estação, Tomás Coelho, onde os passageiros desembarcaram.

Às 06h11, depois de retirada a placa dos trilhos, a Linha 2 voltou a operar com intervalos irregulares, chegando até a 10 minutos.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Crise reduz exportações de carne de frangos

A União Brasileira de Avicultura (UBA) já trabalha com a redução de 15% nos alojamentos de pintos em janeiro, podendo chegar a 20% em março. O ajuste é para o setor se adequar à redução das exportações de carne de frango provocada pela crise financeira internacional.

"A redução já está acontecendo desde outubro, no início da crise. Tradicionalmente o setor faz um ajuste no fim do ano devido a uma diminuição do consumo de frango que ocorre nos três primeiros meses. Mas, neste ano, por conta da crise, houve uma queda nas exportações, principalmente em novembro e dezembro, e tivemos que fazer um ajuste na produção”, afirmou o presidente da UBA, Ariel Antônio Mendes.

Ele disse ainda que o ajuste não afetou e nem vai afetar o preço ao consumidor, porque ele foi feito unicamente para adequar a produção em função de uma menor exportação.

O Brasil exportou US$ 7 bilhões com a carne de frango, no ano passado. É o quarto produto da pauta de exportação do país, e o segundo no agronegócio, só perdendo para a soja. Segundo o presidente da UBA, a diminuição na exportação levou também a uma queda na receita total.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Barril WTI opera cotado a US$ 42,84 em Nova York

O preço do barril de petróleo do tipo WTI, com vencimento em março, operava nesta manhã com alta de 0,80%, cotado a US$ 42,84 na Bolsa de Mercadorias de Nova York (NYMEX, sigla em inglês).

O avanço nos preços da commodity é incentivado pela queda nas reservas de gasolina nos Estados Unidos, uma vez que a demanda se fortaleceu e as refinarias cortaram a capacidade de operação.

Os estoques de gasolina registraram queda de 3,4 milhões de barris na semana encerrada no dia 20, para 215,3 milhões de barris, segundo informou o Departamento de Energia dos Estados Unidos (DOE).

Seguindo a tendência contrária, os estoques de petróleo cru dos Estados Unidos subiram em 700 mil barris, no mesmo período de pesquisa, para 351,3 milhões de barris. O resultado ficou abaixo das projeções dos analistas, que apostavam em alta de 1,25 milhão de barris.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

25 fevereiro, 2009

EUA burla barreiras comerciais europeias com biodiesel do Brasil

Produtores europeus já temem que exportadores americanos de biodiesel promovam uma triangulação de suas vendas por meio do Brasil para driblar as novas barreiras aduaneiras que a Europa adotará.

A UE anunciou que aplicará sobretaxas contra o biodiesel americano por estar entrando no mercado europeu com dumping. O maior contencioso em torno do comércio de biocombustíveis não ocorre por acaso. Americanos e europeus disputam, em pela crise mundial, um mercado avaliado em US$ 10 bilhões.

Raffaello Garofalo, o secretário-geral da principal entidade de produtores de biodiesel da Europa, a European Biodiesel Board, alerta que os produtores acompanharão com atenção qualquer tentativa de triangulação de comércio americano. O temor dos europeus é de que as usinas americanas enviem seu biodiesel ao Brasil e reexportem ao mercado europeu, fugindo das sobretaxas. "Não vamos tolerar isso. Temos meios de monitorar esse comércio e, se essa triangulação ocorrer, vamos abrir mais um processo", afirmou Garofalo.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Exportações em Sorriso crescem 164% no primeiro mês do ano

As exportações feitas por indústrias e empresas de Sorriso em janeiro cresceram 164,95% se comparadas com o mesmo período de 2008. Dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior indicam que as vendas de diferentes produtos passaram de US$4,2 milhões para US$11,3 milhões. Produtos do agronegócio foram responsáveis por boa parcela do desempenho.

Somente de milho em grão, exceto para semeadura, o município destinou para os países e blocos econômicos mais de US$10,5 milhões, ou 93,15% do total negociado mês passado. O algodão simplesmente debulhado, não cardado nem penteado correspondeu ao segundo melhor desempenho da balança, com US$264 mil, ou 2,30%.

Madeiras não coníferas absorveram a terceira maior fatia: US$212,2 mil (1,87%). Já as madeiras serradas/cortadas em folhas com espessura superior a seis milímetros, US$155 mil. De portas, caixilhos, alizares e soleiras de madeira, vendidos US$124,6 mil.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Tombo nas exportações gera queda recorde no PIB da Alemanha

Uma forte queda nas exportações gerou uma contração recorde no Produto Interno Bruto (PIB) da Alemanha no último trimestre de 2008 e a queda deve continuar este ano, diante da crise global.

O órgão federal de estatísticas do país informou na quarta-feira que a economia encolheu 2,1 por cento nos três últimos meses do ano passado, a pior performance trimestral desde a reunificação do país em 1990. O número ficou em linha com a estimativa preliminar publicada no início de fevereiro.

O período de outubro a dezembro foi o terceiro trimestre consecutivo de retração da economia alemã. A última vez que isso aconteceu foi no final de 2002 e início de 2003. Fontes do governo já tinham informado que uma nova contração deve ocorrer no primeiro trimestre deste ano.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Exportações do Japão despencam 45,7% em janeiro

As exportações do Japão caíram quase que pela metade em janeiro em relação ao mesmo mês do ano passado, com quedas recordes nos embarques aos Estados Unidos, Europa e para o resto da Ásia indicando um aprofundamento da recessão global.

As exportações de veículos do Japão caíram em dois terços na comparação com um ano antes, acelerando a queda ante o declínio anual de 45 por cento registrado em dezembro. Enquanto isso, o valor das exportações do país atingiu o menor patamar em 10 anos.

"Não vemos qualquer sinal de retomada na economia do Japão no curto prazo. A economia vai gradualmente piorar mais", afirmou Takeshi Minami, economista-chefe no Norinchukin Reasearch Institute.

"As exportações para a Ásia, particularmente para a China, estão tombando praticamente às mesmas taxas que os embarques para os Estados Unidos, sinalizando que mesmo a economia chinesa possa estar encolhendo", acrescentou.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Algumas obras ainda não saíram do papel

O Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), contempla obras em 25 aeroportos de todas as regiões do país. Porém, nem todos os projetos começaram a ser executados. Algumas obras como o terceiro aeroporto na Região Metropolitana de São Paulo e o novo aeroporto de Ilhéus, além dos terminais de passageiros de Confins, Teresina, Fortaleza, Foz do Iguaçu e Manaus ainda não saíram do papel. Do total previsto, dez ainda só são projetos do governo e apenas sete obras já foram concluídas.

Estão prontas as duas obras: a reforma da pista e do terminal de passageiros do Aeroporto de Congonhas (SP), a reforma do Terminal de Passageiros do Aeroporto Santos Dumont (RJ), o terminal de cargas do Aeroporto de Fortaleza (CE), o acesso viário do Aeroporto de Salvador (BA), o terminal de passageiros do Aeroporto de João Pessoa (PB) e a primeira fase da reforma da pista do Aeroporto do Galeão (RJ).

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

20 fevereiro, 2009

Seca nos EUA interrompe queda do trigo

Os preços do trigo subiram pela primeira vez em sete sessões devido ao clima seco no sul das Grandes Planícies que ameaça as plantações de inverno americanas. O bushel do grão para entrega em maio terminou a quinta-feira cotado a 531 centavos de dólar.

Pouca chuva caiu durante o inverno em partes do Kansas - maior produtor americano de trigo -, Oklahoma e Texas nos últimos 30 dias, mostraram os dados do Serviço Nacional de Clima. As chances de chuva são restritas e espera-se clima mais quente nos próximos 10 dias, informou a DTN Meteorlogix em seu relatório. "As pessoas ainda estão observando as plantações de trigo na região sudoeste, onde o clima seco é uma preocupação", defendeu Tom Leffler, proprietário da Leffler Commodities em Augusta, Kansas. "Ainda é cedo demais para entrar em pânico."

As cotações do milho também subiram depois de atingir seus piores níveis em dois meses, uma vez que agricultores na Argentina ameaçam fazer novas greves que podem prejudicar as exportações do país e forçar os compradores a procurar produtores nos Estados Unidos, maior produtor mundial.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Barril WTI opera cotado a US$ 38,59 em Nova York

O preço do barril de petróleo do tipo WTI, com vencimento em março, operava há instantes com queda de 2,25%, cotado a US$ 38,59 na Bolsa de Mercadorias de Nova York (NYMEX, sigla em inglês).

O recuo nos preços da commodity é incentivado pela especulação de que os cortes promovidos pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) não serão suficientes para evitar um aumento nos estoques.

Ontem, o barril WTI encerrou o dia com alta de 13%, cotado a US$ 39,15, beneficiado pela divulgação inesperada de queda nas reservas norte-americanas, em virtude do declínio das importações.

Os estoques de petróleo nos Estados Unidos caíram em 200 mil barris, para 350,6 milhões de barris, na semana passada, informou o Departamento de Energia dos Estados Unidos (DOE).

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Rodovia Rio-Santos registra lentidão nesta manhã

A Rodovia Rio-Santos registra na manhã desta sexta-feira (20) trânsito bastante lento e com pontos de retenção dos acessos até o km 401, na altura de Mazomba, segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

A rodovia é uma das vias que mais preocupam os patrulheiros da Polícia Rodoviária Federal. No período de carnaval, 15 mil veículos vão cruzar todos os dias os 210 quilômetros da rodovia no estado. No trecho entre Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio, e Itacuruçá, em Mangaratiba, na Região Metropolitana, são 26 km de obras inacabadas de duplicação. O asfalto não é dos melhores, há muitos remendos, caminhões: um transtorno para o motorista, que precisa de atenção e paciência para enfrentar os longos congestionamentos.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Coreia aposta nos recursos da América do Sul

A América do Sul está se convertendo em uma das grandes fontes de recursos energéticos para a Coreia do Sul, além de ser a região onde empresas sul-coreanas asseguraram a maior quantidade de petróleo e gás, informa hoje a agência de notícias Yonhap.

De acordo com um estudo do Ministério da Economia do Conhecimento e do setor de refinamento da Coreia do Sul, a região sul-americana é a que mais assegura recursos de energia para as empresas sul-coreanas de petróleo e gás. Entre os seis continentes, o Oriente Médio ficou na sexta posição, mesmo apesar de deter reservas até 10 vezes maiores que as demais áreas do mundo.

O estudo elaborado pelo governo da Coreia do Sul mostrou que a região do Oriente Médio, dominada por grandes empresas de petróleo do mundo, possuem uma barreira de entrada relativamente alta para as companhias sul-coreanas.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Licitação para ponte do rio Gravataí deve sair em março

Novas melhorias para a BR-116 anunciadas pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) para desafogar o fluxo da rodovia já têm data marcada. No dia 20 de março será aberta a licitação para a construção de duas novas faixas na ponte do rio Gravataí. “Passaremos de quatro para seis pistas, com custo estimado em R$ 14 milhões. O início das obras está previsto para o final de maio, com prazo de 10 meses”, afirma o diretor de Infraestrutura Rodoviária do Dnit, Hideraldo Caron.

Segundo ele, o alargamento da ponte auxiliará na diminuição dos congestionamentos no local. “Ali fica o principal ponto de estrangulamento do tráfego que desemboca na ponte. Assim, poderemos receber melhor o fluxo da BR-290 e da própria BR-116.”

Em outro trecho, no entroncamento com a BR-386, está em andamento a construção de três novos viadutos. “É um complexo, formado por três alças. O custo da obra gira em torno de R$ 50 milhões, com previsão de término em dezembro deste ano”, explica Caron. E há um projeto, em fase de estudo, de colocação de um viaduto próximo à Metrovel.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Chineses vão emprestar US$ 10 bi para a Petrobras

A China vai conceder US$ 10 bilhões de empréstimo para a Petrobras implementar seu plano de negócios para 2009. José Sergio Gabrielli, presidente da estatal, confirmou o financiamento a longo prazo vindo do Banco de Desenvolvimento da China, instituição equivalente ao BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

O memorando de entendimento entre a Petrobras e o banco chinês foi assinado ontem, durante a visita do vice-presidente da China, Xi Jinping, a Brasília. Os detalhes do financiamento serão anunciados na visita do presidente Lula a Pequim, marcada para maio.

A Folha antecipou em dezembro o financiamento, em entrevista com o ministro Edison Lobão (Minas e Energia).

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

19 fevereiro, 2009

Lula discute hoje pacote habitacional com governadores e prefeitos

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebe hoje um grupo de governadores e prefeitos para discutir o pacote da habitação. A informação foi dada pelo ministro de Relações Institucionais, José Múcio Monteiro. Lula pretende ouvir dos governadores e prefeitos sugestões sobre como combater o déficit habitacional em cada região.

Ontem, na reunião do Conselho Político, o presidente disse que as medidas ficarão prontas em 15 dias. O lançamento do pacote vem sendo adiado há várias semanas, porque Lula está insatisfeito com o valor das prestações a serem cobradas das famílias de menor renda. Uma das soluções será o Tesouro Nacional liberar recursos para subsidiar o seguro habitacional - um dos itens que encarece a prestação. O montante, segundo técnicos, poderá ser da ordem de R$ 500 milhões.

O pacote vai prever uma forte desoneração do setor habitacional, segundo informou um interlocutor do presidente Lula. Estimativas da área técnica apontavam para uma renúncia fiscal de R$ 1 bilhão com a redução a zero do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) sobre o material de construção e mais R$ 150 milhões com a redução de 7% para 6% da alíquota cobrada das construtoras que pagam impostos por um método chamado patrimônio de afetação. O corte nos tributos, porém, poderá ser bem maior.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Santa Catarina inicia o ano de 2009 com queda nas exportações

As exportações catarinenses de janeiro somaram US$ 440,3 milhões, com redução de 22% em relação ao mês anterior e de 14,2% na comparação com janeiro de 2008, divulgou a Federação das Indústrias (Fiesc) ontem. A queda no valor dos embarques catarinenses foi inferior à nacional, de 29,2% e de 26,3%, respectivamente, mas, apesar disso, o saldo da balança comercial do estado ficou negativo em 157,5 milhões. O valor das importações fechou o primeiro mês do ano em US$ 597,8 milhões. Na comparação com dezembro, as compras internacionais de Santa Catarina cresceram 13,6%, enquanto houve redução de 5,5% em relação a janeiro de 2008.

Queda mais expressiva foi a de blocos e cilindros para motores

Sete dos dez principais produtos da pauta de exportação catarinense registraram queda nos embarques no mês de janeiro. Fumo, motores e geradores, além de carne de frango, foram os itens que tiveram o valor dos embarques ampliado. A queda mais expressiva entre os produtos exportados foi a de blocos e cilindros para motores, com redução de 53,3% em relação a janeiro do ano passado. Já o destaque positivo foi a venda de fumo, que cresceu 57,4% e somou US$ 58 milhões.

As vendas para os Estados Unidos, principal destino dos embarques catarinenses, caiu 23,4%. Enquanto em janeiro de 2008 o país recebeu US$ 65,9 millhões em produtos catarinenses, em igual período deste ano o valor ficou em US$50,5 milhões. Entre os dez principais destinos da produção catarinense no exterior, Hong Kong foi o que registrou o maior crescimento, com compras de US$ 24,4 milhões, uma alta de 91,4%. Já a Angola, foi o país que teve o maior crescimento em termos percentuais (428%), passando de US$ 2,3 milhões em janeiro do ano passado para US$ 12 milhões em igual mês deste ano. (Fonte)

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Exportações catarinenses caem 14,2% em janeiro

As exportações catarinenses em janeiro caíram 14,2% em relação ao mesmo mês de 2008, segundo levantamento divulgado nesta quarta-feira pela Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc). O saldo da balança comercial do Estado fechou no vermelho, com US$ 175,5 milhões negativos.

Os embarques totalizaram US$ 440,3 milhões. As importações, por sua vez, cresceram 13,6% no mesmo período e somaram em US$ 597,8 milhões. No entanto, a queda no valor das exportações de Santa Catarina foi inferior à nacional, de 26,2%.

Sete dos 10 principais produtos do Estado registraram queda nos embarques em janeiro. Fumo, motores e geradores, além de carne de frango preparada foram os itens que tiveram o valor dos embarques ampliado.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Crise não justifica conter privatização de rodovias

No leilão das rodovias paulistas realizado em outubro do ano passado, as empresas vencedoras aceitaram o compromisso de aportes de R$ 3,5 bilhões em pagamento de outorgas, o valor cobrado pelo direito de operar as estradas, sendo 20% na assinatura do contrato e o restante em 18 parcelas. Apesar do financiamento de longo prazo acordado com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), os consórcios que venceram as licitações passaram a enfrentar grandes dificuldades para captar recursos para cumprir esses contratos, em especial o pagamento das outorgas. Motivo: o custo dos financiamentos bancários ou das emissões de títulos no mercado subiu muito, atingindo o preço final do investimento nas concessões de rodovias.

Antes do agravamento da crise, esses consórcios esperavam captar recursos para os primeiros investimentos utilizando empréstimos concedidos por conjunto de bancos. O custo desses empréstimos disparou desde setembro de 2008, com as instituições bancárias exercendo forte seletividade nessas concessões. Os consórcios enveredaram pelo caminho de complementar a operação no mercado de capitais. Algumas dessas operações foram bem-sucedidas, mas boa parte delas falhou e até fontes alternativas de crédito para operações foram tentadas, como buscar recursos em organismos multilaterais.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Oposição entra com ação contra Lula e Dilma

A oposição ingressou ontem no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) com representação contra o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) por propaganda eleitoral antecipada. Os partidos sustentam, na ação, que Lula e Dilma teriam usado o encontro nacional de prefeitos realizado em Brasília na semana passada para divulgar a pré-candidatura da petista ao Palácio do Planalto.

"Realizado o primeiro dia do evento, já se pôde constatar que, a rigor, o seu objetivo principal não era outro senão vincular a criação e a gestão de programas públicos a possíveis candidatos a cargos eletivos do próximo pleito eleitoral", diz a ação. Como o evento foi patrocinado pelo governo federal, o DEM sustenta que o ato assumiu viés "tipicamente eleitoreiro" - especialmente pelas sucessivas citações de Lula a Dilma. "O clima eleitoreiro do evento era tão evidente que os participantes dos encontro poderiam até mesmo levar de recordação fotografias com as "estrelas" do evento: o presidente da República e a sua candidata preferida à sucessão presidencial", diz a ação.

Os democratas afirmam que, como Lula e Dilma teriam infringido a lei eleitoral que proíbe a divulgação de propaganda antecipada, devem ser punidos pelo tribunal. O partido pede que os dois sejam notificados e penalizados com o pagamento de multa estipulada pela lei eleitoral.
Além da representação, o DEM também ingressou no TSE com consulta ao tribunal sobre a aplicação da lei eleitoral em eventos organizados pelo governo. O presidente da legenda, deputado Rodrigo Maia (RJ), questiona se constitui propaganda eleitoral extemporânea a "realização de eventos que, a pretexto de difundirem os feitos de gestões governamentais em andamento, buscam impulsionar a pré-candidatura de determinados agentes públicos". (Fonte)

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Serra reúne prefeitos e critica Lula

Em encontro que reuniu prefeitos e secretários de Saúde de 523 municípios de São Paulo, o governador José Serra (PSDB) criticou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o PT, principal adversário dos tucanos. Ao anunciar repasses de recursos estaduais para municípios reformarem UBSs (unidades básicas de saúde), Serra criticou o que chamou de "propaganda maciça" do governo federal que, segundo ele, deixa a impressão de que investe mais do que Estados e municípios. "70% dos investimentos [da administração pública] não são feitos pelo governo federal. São feitos pelos Estados e municípios. Às vezes não é o que parece, por causa de toda a propaganda", afirmou.

Segundo Serra, haveria casos de prefeituras do PT que "pirateiam" obras do Estado, escondendo sua autoria. "Aqui em São Paulo tem governo do PT que pega a obra e não põe que é do governo do Estado. Escondem", disse o governador, citando o caso de Hortolândia como exemplo. Procurado pela reportagem, o PT ainda não havia se posicionado ontem sobre as críticas de Serra.

O encontro de Serra com prefeitos contraria a posição do próprio PSDB, que ontem entrou com uma representação contra o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) por propaganda eleitoral antecipada. O PSDB e o DEM, que também assina a ação, sustentam que Lula e Dilma usaram o encontro nacional de prefeitos realizado em Brasília na semana passada para divulgar a pré-candidatura da petista ao Palácio do Planalto.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

18 fevereiro, 2009

Vendas despencam 50% em MT nos últimos 60 dias

As vendas de Gás Natural Veicular (GNV) nos cinco postos revendedores da Grande Cuiabá despencaram 50% em pouco mais de 60 dias, desde que o fornecimento foi restabelecido em Mato Grosso, no final do ano passado. Mercado desaquecido ainda emite alertas para novas demissões no setor em função das perdas com a venda de GNV e a demora no retorno dos investimentos. Os constantes embates com o governo boliviano, fornecedor do gás, fizeram com que o produto deixasse de ser uma alternativa mais econômica, para ser uma opção inviável e insegura.

Depois que a oferta foi retomada no Estado, em dezembro de 2008, o reajuste de 18,86% elevou o preço do metro cúbico de R$ 1,59 para R$ 1,89, atualmente o segundo mais caro, perdendo apenas para o preço em vigor no Rio Grande do Sul, R$ 1,98. Há algumas semanas, a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), deixou de monitorar o desempenho do GNV no Estado, mas pelo ranking em vigor é possível comprovar a posição estadual.

MERCADO - De acordo com informações dos proprietários dos postos, o alto custo da manutenção dos equipamentos, aliado às despesas de energia e de funcionários, já está levando as empresas a rever seus planos e à adoção de medidas de contenção.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Dnit admite fim das obras na BR-101 só em 2012

O atraso na construção de túneis, viadutos e pontes em Santa Catarina provocou novo adiamento na previsão do fim da duplicação da BR-101, uma das principais ligações do Rio Grande do Sul com o resto do país. O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) admite que parte das obras só ficará pronta a partir de 2012. Se o prazo for cumprido, a rodovia será reinaugurada quatro anos depois da primeira data prometida.

Das quatro construções com o maior atraso, duas sequer contam com processo de licitação: o túnel duplo do Morro dos Cavalos, em Palhoça, na Grande Florianópolis, e parte do elevado de Maracajá, no sul catarinense. O túnel do Morro do Formigão, em Tubarão, e a ponte sobre o Canal de Laranjeiras, em Laguna, têm previsão de conclusão para daqui três anos.

A demora não se resume aos túneis e viadutos. O prazo inicial do Dnit para a entrega dos nove lotes de pavimentação venceu há um ano, mas o órgão garante que todas as pistas estarão liberadas até o fim de 2009.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Investimentos em terminais portuários terão corte

Avaliações preliminares da Associação Brasileira dos Terminais Portuários (ABTP) indicam que as empresas ligadas à entidade vão cortar em 20% os investimentos previstos para os próximos cinco anos. Ano passado a entidade estimou em R$ 20 bilhões os aportes em novos projetos no período, mas o montante foi reduzido para R$ 16 bilhões. Segundo o presidente da ABTP, Wilen Manteli, a principal razão para o cancelamento ou o adiamento de novosterminais é a crise econômica mundial, aliada à indefinição de marcos regulatórios do setor.

Segundo a ABTP, pelo menos mais 13 R$ bilhões também devem ser investidos por empresas estrangeiras que estão ingressando no Brasil ou mesmo grupos nacionais que decidiram ter suas operações em terminais e por isso ainda não são associadas à entidade. A ABTP lembra ainda que outros três grandes projetos que somados chegavam a US$ 5 bilhões foram vetados pelo governo do Rio de Janeiro. Segundo a entidade, a Agência Nacional dos Transportes Aquaviários (ANTAq) tem sob análise 29 pedidos para a instalação de terminais privativos de uso exclusivo ou misto.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Governo cria estatal para projeto do trem-bala

O governo confirmou que irá criar uma estatal para coordenar toda a transferência de tecnologia do trem de alta velocidade que ligará o Rio de Janeiro a São Paulo e Campinas. A ideia é constituir uma estatal ou um instituto de pesquisa em ferrovias para absorver a tecnologia usada pela empresa ganhadora da licitação do trem-bala para que no futuro o Brasil possa começar a fabricar peças e componentes a partir desses estudos, disse o secretário-executivo do Ministério dos Transportes, Paulo Sérgio Passos. O secretário disse que o governo ainda não decidiu se será uma empresa estatal ou um instituto que vai coordenar o projeto. "A forma exata está sendo discutida, estamos concluindo os estudos", declarou. Passos também informou que a criação e instalação desse órgão está vinculado ao cronograma de licitação para o trem. Ele disse ainda que o governo não cogitou a hipótese de criar uma estatal para construir e operar o trem-bala.

A criação desse órgão já estava previsto no último balanço do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), onde o órgão é chamado, provisoriamente de Empresa de Pesquisas Ferroviárias (EPF). "Não basta ter uma empresa estrangeira fabricando peças no Brasil. É importante que se possa avançar no domínio do conhecimento de componentes importantes que hoje ainda estão incorporados no domínio tecnológico das empresas brasileiras. Isso é importante para que no futuro o Brasil não seja importador de produtos acabados", afirmou.

Esse órgão teria de fazer a interlocução com as universidades, com as concessionárias de transporte rodoviário e com as empresas fornecedoras e detentoras de tecnologia. A ideia é que a tecnologia desenvolvida para o trem bala seja incorporada por esse novo órgão. (Fonte)

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

EUA: os 30 maiores importadores de carne de frango de 2008

Enquanto um dos relatórios do Departamento de Agricultura dos EUA (USDA) coloca Hong Kong como o 10º maior importador de carne de frango do país (dados relativos a 2008), outro relatório, mais detalhado, revela que antes de Hong Kong (que no ano importou 59,5 mil toneladas) vêm o Iraque (com 66,1 mil toneladas) e o Vietnã (com 62,7 mil toneladas).

Entre os principais importadores do frango norte-americano também são encontrados, além de Hong Kong, outros destacados clientes do Brasil. Caso dos Emirados Árabes (em volume, o sexto maior comprador do frango brasileiro, em 2008) e o Japão (principal cliente do Brasil no ano que passou – em volume e em receita). Mas a participação dos EUA nesses dois mercados é significativamente menor que a do Brasil.

O relatório ainda mostra que em 2008 os EUA exportaram para 141 países - aí inclusa a Índia que, no demonstrativo do USDA, importou 19 toneladas de carne de frango. Apesar, porém, do mercado diversificado, os 30 maiores importadores responderam por 92% do total exportado. (Fonte)

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

13 fevereiro, 2009

União Europeia entra oficialmente em recessão

O Eurostat, escritório estatístico comunitário, confirmou hoje a entrada em recessão dos 27 países-membros da União Europeia, ao seu PIB cair pelo segundo trimestre seguido, se contraindo em 1,5% nos últimos três meses de 2008, após perder 0,2% no terceiro trimestre.

A queda do PIB entre outubro e dezembro foi a mesma entre os países específicos que usam o euro como moeda comum.

Desta maneira, os países que usam o euro acumulam três trimestres seguidos com queda da atividade econômica e se confirma a entrada em recessão da economia dos 27 países-membros, ao seu PIB cair por dois trimestres seguidos.

No acumulado de 2008, as economias ainda fecharam com pequeno crescimento, de 0,9% na UE e 0,7% nos países do euro. (Fonte)

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Receita com exportação de carne bovina cai 45%

As exportações brasileiras de carne bovina apresentaram redução abrupta no primeiro mês do ano. Balanço da Abiec, a associação de frigoríficos que vendem ao exterior, mostrou recuo de 45% na receita (que ficou em US$ 255,7 milhões), de 35% no volume (182,9 mil toneladas) e de 16% no preço médio (para US$ 3.125) em janeiro, na comparação com igual período do ano passado.

Nos cortes "in natura", segmento preferido pela indústria, as baixas foram ainda mais expressivas -54%, 38% e 25%, respectivamente.

A entidade, porém, prevê recuperação ao longo do ano, a ponto de repetir o faturamento recorde alcançado no ano passado, de US$ 5,3 bilhões. Analistas consultados pela Folha consideram difícil cumprir essa projeção e preveem redução de até 20% nessa receita.

Para o diretor-executivo da Abiec, Otávio Hermont Cançado, a baixa tão grande de embarques em janeiro se deveu ao impacto da restrição de crédito na economia mundial desde setembro e a um "efeito estatístico". As exportações do início do ano passado foram turbinadas pela iminência do embargo europeu, que fez os importadores anteciparem muitas compras.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Troca de cadeiras no comando da Infraero

Pela primeira vez, uma mulher ficará à frente da Regional Sul da Infraero. Lia Aparecida Segaglio será responsável pela visão estratégica e implementação de projetos na região, onde a Infraero administra 12 aeroportos. Há 26 anos na estatal, a executiva é graduada em administração de empresas e história e tem pós-graduação em gestão empresarial pela Universidade de São Paulo (USP). (Fonte)

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Aeroportos do Rio operam apenas por instrumentos

Os aeroportos do Rio operam apenas com auxílio de instrumentos na manhã desta sexta-feira (13). O motivo é uma forte chuva que atinge a cidade nesta manhã, de acordo com a Infraero.

No Aeroporto Santos Dumont, no Centro do Rio, o primeiro voo para São Paulo já decolou nesta manhã. Não há registro de atrasos e cancelamentos, segundo o site da Infraero. Na quinta (12), o aeroporto ficou mais de duas horas fechado para decolagens.

No Aeroporto Internacional Tom Jobim, na Ilha do Governador, no subúrbio, dois voos foram cancelados nesta manhã, sendo um de chegada e outro de partida. Não há registro de atrasos até as 6h20 desta sexta, segundo o site da Infraero. (Fonte)

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Calçadistas têm o pior janeiro em 10 anos

Atingida pela crise financeira e pela invasão chinesa, a indústria calçadista gaúcha enfrenta uma das mais graves situações: o número de vagas diminui e a expectativa de recuperação deverá ocorrer só a partir de abril.

O começo de ano nas exportações é um sintoma. As exportações gaúchas em janeiro foram as piores para o mês desde 1999 – em dólares recebidos. No mês passado, os calçadistas conseguiram vender apenas 4,12 milhões de pares e obter US$ 87,15 milhões (confira quadro).

Depois da demissão de mais de 8 mil trabalhadores no último trimestre, o segmento deposita as esperanças na retomada das exportações e na possível imposição de uma taxa sobre as importações chinesas, que pode chegar no segundo semestre.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Exportação de frango dos EUA cresceu quase 18% em 2008

Dados ontem divulgados pelo Departamento de Agricultura dos EUA mostram que as exportações norte-americanas de carne de frango alcançaram, em dezembro, um dos menores volumes de 2008: foram 234.239 toneladas, volume 9,5% inferior ao registrado no mês anterior, novembro de 2008.
Ainda assim, os embarques do último mês do ano que passou foram quase 24% superiores aos do mesmo mês de 2007, essencialmente porque, um ano antes, as exportações atingiram o menor volume daquele exercício.
Com o último resultado as exportações de carne de frango dos EUA em 2008 aproximaram-se dos 3,158 milhões de toneladas, aumentando 17,91% em relação ao ano anterior e atingindo um novo recorde na história do setor. (Fonte)

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

12 fevereiro, 2009

Porto privado de Santa Catarina supera público em 1 ano de atividade

O Porto de Navegantes (Portonave), da Triunfo Participações e Investimentos (TPI), superou a movimentação do Porto de Itajaí (do poder público) pouco mais de um ano depois da inauguração do empreendimento, perto do rio Itajaí-açu, em Santa Catarina. A performance positiva foi registrada entre setembro e outubro passados, antes do início da turbulência econômica e das enchentes que ocasionaram a paralisação dos dois portos. Em setembro, foram movimentados 15,2 mil contêineres em Itajaí, contra 16 mil do Portonave. No mês seguinte, a conta foi 282 mil toneladas no porto privado, enquanto o público ficou na casa das 269 mil toneladas.

"Estamos operando com 30% da capacidade, mas pretendemos retomar a movimentação assim que sejam concluídas as obras de aprofundamento no canal do rio", comentou Osmari de Castilho Ribas, diretor superintendente e administrativo do Portonave. Hoje, o canal que dá acesso à entrada dos navios para os dois portos tem 8 metros de calado (profundidade), mas a ideia, com a finalização da dragagem, é passar de 10 metros. A empresa chinesa vencedora da licitação de emergência para assorear a área danificada pelas chuvas comprometeu-se a terminar os trabalhos mês que vem. Serão dragados mais de dois milhões de metros cúbicos de entulho.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Exportações gaúchas recuam 39% em 2009

As exportações gaúchas apresentaram queda de 39% em janeiro, frente ao mesmo período de 2008, somando US$ 705 milhões. No setor industrial, que respondeu por 97% das vendas externas do Estado, o recuo chegou a 35%. Os resultados foram divulgados pelo presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (Fiergs), Paulo Tigre, ontem, 11. “Os impactos de uma queda nas exportações gaúchas são mais profundos do que no restante do País, pois a participação relativa do setor externo no nosso PIB é maior do que a média nacional. No caso gaúcho, as exportações servem como um termômetro para toda atividade econômica”, afirmou o industrial, destacando que este desempenho é o pior em três anos e ficou bem abaixo da média nacional, que registrou uma perda de 26%.

Todos os setores da indústria apresentaram retração na comparação com janeiro do ano passado. Os maiores desaquecimentos foram nos setores de Refino de Petróleo (-99%), Metalurgia Básica (-74%), Extrativa Mineral (-59%), Químico (-58%), Material de Transporte (-55%), Vestuário (-40%), Móveis (-34%), Couro e Calçados (-28%), Alimentos e Bebidas (-23%), Fumo (-20%) e Máquinas e Equipamentos (-9%). Destaca-se ainda a desaceleração de 82% nos embarques dos produtos básicos (minérios e oleaginosas), uma consequência direta das exportações de trigo e do complexo de soja, que obtiveram queda de 81% e 54%, respectivamente.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Dragagem no Porto Novo será retomada

Na manhã de ontem, o assoreamento existente em parte do canal do Porto Novo, próximo ao cais, foi discutido em reunião realizada na Capitania dos Portos, entre integrantes da Capitania, representantes da Superintendência do Porto do Rio Grande (SUPRG) e da Praticagem da Barra. Conforme o imediato da Capitania dos Portos, capitão-de-fragata Paulo Sérgio Chaves, foi analisada principalmente a questão do assoreamento na área do cabeço 42, onde atualmente o calado é de 7,7 metros, quando o calado oficial do Porto Novo é de 9,45 metros (31 pés). No espaço entre os cabeços 47 e 56, onde, sexta-feira passada, o navio Tortugas não pôde atracar, o calado está em torno de 9 metros. Na reunião, foi dito que o assoreamento existente começa a ser resolvido na próxima semana.

Posteriormente, a SUPRG informou que, como o superintendente do porto, Janir Branco, obteve autorização do secretário de Infraestrutura e Logística, Daniel Andrade, para compra emergencial de combustível (fuel oil) para a draga Governador Dornelles, a retomada da dragagem de manutenção próximo ao cais do Porto Novo será retomada em 15 dias. O serviço foi iniciado no ano passado e interrompido em novembro para manutenção da draga e por falta de combustível devido à necessidade de processo licitatório para a aquisição do fuel oil. Janir Branco disse que agora estão sendo adquiridas, diretamente pela SUPRG, 70 toneladas de combustível.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística