05 janeiro, 2009

Agência de transporte cria metas para as ferrovias da Vale

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) emitiu três resoluções para fixar as metas anuais de produção e de redução de acidentes para três ferrovias que estão sob concessão da Vale e que têm vigência para o período 2008-2012. Os índices foram publicados no Diário Oficial da União. A ANTT determinou em 4 bilhões de toneladas por quilômetro útil (TKU) a meta de produção para a Estrada de Ferro Carajás para 2008. Essa unidade mede o trabalho do transporte ferroviário de cargas e é representada pela quantidade de toneladas úteis transportadas, multiplicado pelas distâncias percorridas.

Este ano, a quantidade sobe a 4,10 bilhões e, em 2010, a 4,20 bilhões. Em 2011, a meta é de 4,31 bilhões e em 2012, de 4,42 bilhões de TKU. A meta anual de segurança é de 12,20 por milhão de trem-quilômetro para o quinquênio 2008/2012. O índice de 12,20 segue o padrão internacional praticado pelas ferrovias classe 1 do padrão americano, segundo a ANTT, na Resolução nº 2973.

A Ferrovia Centro-Atlântica tem meta de produção de 10,7 bilhões de TKU em 2008. Nos anos seguintes, os valores fixados pela ANTT são de 10,91 bilhões (2009), 11,24 bilhões (2010), 11,35 bilhões (2011) e 11,47 bilhões de TKU (2012). O índice de redução de acidentes em 2008 fixado é de 30%. Entre 2009 e 2012, a meta é de uma redução de 2%.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Nenhum comentário: