03 dezembro, 2008

Logística se organiza para escoar cargas no Sul

O nó logístico originado pelas fortes chuvas que se abateram sobre Santa Catarina nos últimos dias, que chegaram a provocar em um raio de 200 quilômetros a parada de mais de 6 mil caminhões, começa a ser desatado pelas empresas responsáveis pelo escoamento de carga na região. Grandes terminais como os da Santos Brasil já registram o recebimento de cargas que deveriam ser movimentadas pelo Porto de Itajaí, enquanto docas como as da Administração Portuária de Paranaguá e Antonina (Appa) oficializaram a abertura de espaço para receber contêineres e auxiliar na operação.

Profissionais do setor crêem que a movimentação de cargas volte se regularizar em pouco mais de duas semanas na região, e, enquanto isso não acontece, operadores logísticos como o Grupo Columbia reorganizam sua malha para atender à demanda dos clientes. Nas estradas, os caminhões começam a circular e transportadoras como a Transportadora Plimor fazem as primeiras entregas ne região.

"Estamos voltando gradativamente, na região que vai de Joinville a Florianópolis, onde parte dos terminais de cargas foi destruída ao longo do caminho", disse Pedro Lopes, presidente da Federação das Empresas de Transporte de Carga e Logística de SC e membro da Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística (NTC & Logística).

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Nenhum comentário: