05 dezembro, 2008

Crise muda ranking de exportadores em MG

Afetadas pela crise financeira mundial, as vendas destinadas ao mercado internacional pelos produtores de minério de ferro, as usinas de ferro e aço, fábricas de automóveis e o café de Minas Gerais desenham mudanças no ranking dos 10 maiores municípios exportadores do estado, responsáveis por quase 63% do comércio de Minas com o exterior, entre janeiro e outubro deste ano. Embora os números disponíveis para as cidades que mais exportam – relativos aos primeiros 10 meses do ano – não mostrem, ainda, todo o impacto da redução da produção nesses setores, os novos contratos de exportação ou a ausência deles, ante a turbulência na economia, expõem as dificuldades enfrentadas por grandes empresas.

O time dos 10 principais municípios mineiros exportadores expõe a dependência que eles têm dos resultados da produção mineral, siderúrgica e do setor automotivo, observa a pesquisadora Elisa Maria Pinto da Rocha, da Fundação João Pinheiro. Junto à produção cafeeira do estado, esses bens representam 60% a 70% das vendas externas de Minas, conforme o período analisado. Até outubro, já houve alterações importantes no ranking. Nova Lima, na Grande Belo Horizonte, que em função das vendas de minério de ferro da Vale estava em segundo lugar no ano passado, saiu da relação dos 10 maiores entre janeiro e outubro últimos. Timóteo, no Vale do Aço, amargou queda de 28% do valor de suas exportações, influenciadas pelas atividades da ArcelorMittal Inox (antiga Acesita), o que também excluiu o município da lista.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Nenhum comentário: