30 dezembro, 2008

Chineses podem isentar importações

A China, maior consumidora mundial de metais, está perto de decidir se autorizará importações isentas de tarifas de concentrado de cobre e de alumínio primário para processamento em produtos voltados para exportação, a fim de expandir a produção industrial. O governo chinês deve tomar uma decisão em breve sobre a possibilidade de permitir as importações com tarifa zero, disse Wen Xianjun, vice-presidente da Associação Chinesa da Indústria de Metais Não-Ferrosos, em entrevista concedida hoje em Pequim.

A China restabeleceu os incentivos fiscais para as vendas externas de metais a fim de estimular as exportações, que caíram pela primeira vez em sete anos no mês passado, e de impulsionar a produção industrial, que registrou seu menor ritmo de crescimento em quase uma década.

"A medida se destina a ajudar as processadoras de metais a maximizarem o uso da capacidade instalada, numa época em que a desaceleração da economia mundial reduziu a demanda", disse Wen. A China aboliu a isenção de tarifas sobre as importações de algumas matérias-primas no ano passado, como parte de um esforço de coibir a expansão do setor, intensivo em utilização de energia elétrica e altamente poluente.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Nenhum comentário: