04 novembro, 2008

UE reduz previsão de crescimento do Brasil

A desaceleração da economia dos Estados Unidos e a concorrência chinesa farão a economia brasileira crescer 3,3% em 2009, nível menor que o previsto pelo Fundo Monetário Internacional (FMI), que reduziu sua projeção de alta do Produto Interno Bruto (PIB) do País de 4% para 3,5%. A afirmação é da União Européia (UE), feita ontem em seu relatório sobre a economia mundial. "As economias emergentes pareciam mais resistentes até agora. Mas a perspectiva é mais sombria", afirmou a Comissão Européia.

A UE também avalia que o ritmo de expansão das exportações vai cair pela metade e a América Latina passará em 2008 a ter seu primeiro déficit em sua balança de pagamentos em seis anos. Segundo a UE, o Brasil está sofrendo ao mesmo tempo uma desaceleração na economia americana e uma maior exposição à competição de produtos chineses em terceiros mercados. Outro país que sofre do mesmo problema é o México, que terá um crescimento de apenas 0,8% em 2009. A avaliação da Europa é de que o Brasil sofrerá com a queda na demanda nos Estados Unidos para suas exportações.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Nenhum comentário: