26 novembro, 2008

Modificações nas contas externas

As contas externas do mês de outubro vieram com uma profunda mudança: de um lado, a forte redução do déficit das transações correntes e, de outro, o déficit do balanço de pagamentos, que não acontecia nos dois últimos anos. O que se percebe já nessas mudanças são os efeitos da crise que a economia mundial está atravessando.

A desvalorização do real ante o dólar contribuiu para reduzir o déficit em transações correntes. A balança comercial teve superávit de US$ 1,207 bilhão, 56,1% menor do que no mês anterior, mostrando que a crise internacional superou o efeito positivo do câmbio, reduzindo as exportações enquanto as importações aumentavam ligeiramente. Mas o câmbio teve bom efeito no caso dos serviços e rendas: o déficit caiu, em um mês, de US$ 5,8 bilhões para US$ 3,2 bilhões. A queda do déficit dos serviços foi de 49,3%, particularmente com relação às viagens internacionais, enquanto o déficit das remessas de lucros e dividendos acusava queda de 47,2%. Com efeito, de um lado, os lucros caíram e, de outro, a desvalorização do real não estimulou as remessas.

Os resultados da conta financeira, que costumava compensar o déficit das transações correntes, foram totalmente diferentes em outubro, apresentando déficit de US$ 8,498 bilhões, ante superávit de US$ 3,102 bilhões no mês anterior, e média mensal de superávits de US$ 5,4 bilhões, de janeiro a setembro - dados que mostram claramente a profunda modificação registrada em outubro.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Nenhum comentário: