18 novembro, 2008

Grandes grupos da União Européia pedem socorro

O grupo formado por algumas das mais poderosas empresas do mundo alerta que as decisões tomadas pelo G-20 não serão suficientes para relançar a economia da zona do euro diante do que chama da "pior recessão em 25 anos". Ontem, as maiores empresas européias, como Nokia, Siemens, BP, Nestlé, Unilever e Rio Tinto emitiram um comunicado pedindo aos governos novas ações políticas para além do pacote do G-20. Entre as medidas estão a redução de impostos, corte nas taxas de juros, maior acesso a créditos e a conclusão da Rodada Doha da Organização Mundial do Comércio (OMC).

"A crise será longa. Não será uma recessão da qual sairemos em seis ou nove meses", alertou o presidente da Nokia, Jorma Ollila, em nome do grupo de empresas européias. Para o grupo, o risco de que a crise tenha conseqüências sociais aumenta a cada dia. "Os efeitos da crise vão se mostrar cada vez mais presentes", disseram as empresas em comunicado enviado aos governos europeus. "Em 2009, a produção vai encolher e vemos uma situação cada vez mais sombria", alertam.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Nenhum comentário: