05 novembro, 2008

Capitania investiga origem do vazamento do óleo

Da beira do cais do Porto do Mucuripe, ainda dava para ver uma mancha preta no mar, ontem de manhã. No local, dois homens em uma lancha trabalhavam na retirada do que ainda restava dos cerca de 50 litros de óleo combustível que vazaram de uma das embarcações que estavam atracadas no porto, no último dia 3. "Ainda não se sabe a origem do combustível", resume Mário Jorge Moreira, coordenador de Gestão Portuária da Companhia Docas do Ceará, responsável pelo Porto do Mucuripe.

De acordo com Mário Jorge, quando o óleo foi encontrado no mar, por volta das 7 horas da última segunda-feira, havia cerca de 10 embarcações atracadas, entre navios, rebocadores e lanchas. Como o combustível se espalha rapidamente na água, não foi possível saber de onde ele vazou. "A gente abriu um inquérito administrativo na Capitania dos Portos. Levaram uma amostra do óleo que estava no mar e em cada embarcação (para comparar)", explica.

Assim que o óleo vazado foi visto, a equipe do Centro de Defesa Ambiental (CDA) da Companhia dos Portos isolou uma área de cerca de mil metros quadrados do mar com uma barreira de contenção. A medida foi para evitar que o combustível chegasse até a praia. Em seguida, foi iniciado o trabalho de remoção. Foram jogadas no mar placas que absorvem o óleo - chamadas de mantas absorventes - e utilizado um equipamento que suga a parte da água onde tem mancha.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Nenhum comentário: