19 novembro, 2008

Brasil e Argentina aumentam Tarifa Externa Comum de vários produtos

Foi insuficiente para alterar a rotina do Mercosul a decisão anunciada pelas 20 maiores economias mundiais, em Washington, no fim de semana, de evitar novas barreiras contra importações por um ano.

Embora tenham assinado o compromisso antiprotecionista, Brasil e Argentina decidiram, segunda-feira, aumentar a Tarifa Externa Comum (TEC) para produtos como vinhos, lácteos, têxteis, madeira e móveis, produtos de couro e pêssego. Mas o Brasil também decidiu acolher a reivindicação argentina de permitir àquele país manter por mais dois anos tarifas mais baixas que as do Mercosul para máquinas e equipamentos.

" Não é protecionismo, são decisões em discussão há meses e afetam uma parcela muito pequena do comércio " , disse o secretário de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Welber Barral. " Há alguns produtos em que a tarifa aumenta de 16% para 18%. " Há produtos na lista, porém, em que o aumento elevou a tarifa para o máximo permitido na Organização Mundial do Comércio, 35%, no caso de alguns produtos de uso industrial. As decisões de Brasil e Argentina ainda terão de ser submetidas aos sócios menores do Mercosul, Paraguai e Uruguai. Os uruguaios já se manifestaram contrários aos aumentos.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Nenhum comentário: