12 novembro, 2008

Banco prevê recuo do crédito e do PIB mas elogia reação do País

Com a divulgação de uma nova pesquisa de projeções de mercado, a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) espera que o pior da crise financeira já tenha passado. O estudo aponta um aumento na previsão de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2008, em relação à última pesquisa, realizada em setembro - de 5,15% para 5,23% -, e recuo na de 2009, de 3,75% para 3,13%. Já o crédito apresentou recuo em relação à pesquisa anterior, tanto nas projeções para 2008 como para 2009, de 25,62% para 24,94% e de 19,33% para 18,64%, respectivamente.

Segundo o economista-chefe da entidade, Rubens Sardenberg, com a passagem da fase mais aguda da crise, o período final de setembro até fim de outubro, a situação do crédito deve caminhar para uma normalização, porém em patamares mais baixos. "O Brasil já vinha com uma expectativa de desaceleração, devido a um crescimento muito forte que o Banco Central estava corrigindo." Para ele, a crise colaborou nesse sentido, "mas com muito ruído e insegurança, o que não é bom. Não há risco, porém, de uma crise sistêmica". Ainda segundo ele, eram esperados ajustes maiores nas perspectivas. "Foi uma surpresa positiva", disse.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Nenhum comentário: