16 setembro, 2008

Queda de exportações pode atingir economia

Quem acompanha os números da bolsa e as cotações dos ativos financeiros não tem mais dúvidas: a crise internacional veio para ficar e seus reflexos serão sentidos inclusive no Brasil. Resta saber agora se as perdas enfrentadas pelos investidores ficarão restritas ao mercado financeiro ou cruzarão as portas da BM&F Bovespa em direção à chamada economia real.

Na análise de especialistas consultados pela Gazeta Mercantil existem boas e más notícias envolvendo a economia brasileira. A ruim é que o País realmente apresentará uma taxa de crescimento inferior no ano que vem. A boa é que essa desaceleração pouco ou nada tem a ver com a crise externa, e sim com o processo de aumento da taxa básica de juros (Selic) conduzido pelo Banco Central para conter a inflação. Os analistas destacam, no entanto, que existe, sim, uma chance de contágio da crise no desempenho da economia brasileira.

As exportações são as mais vulneráveis a uma piora das condições internacionais, segundo o economista Cristiano Souza, do Banco Real. “Uma redução do crescimento mundial pode diminuir tanto a quantidade quanto o valor dos produtos vendidos pelo País”, afirma. Nesse movimento, a evolução dos preços das commodities, responsáveis por 40% da pauta nacional de exportações, será fundamental para avaliar esse impacto, observa.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado Por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Nenhum comentário: