11 setembro, 2008

Petrobras usa nanotecnologia e economiza na perfuração

Ao lado de O Boticário e Companhia Vale do Rio Doce, (Vale) e a Quattor, a Petrobras é uma das poucas empresas brasileiras que já usufruem de resultados concretos obtidos com pesquisas em nanotecnologia - o ramo da ciência que trabalha com estruturas que medem entre um e cem bilionésimos de metro. Ou seja, medidas que compreendem estruturas de poucos átomos.
A empresa, que possui uma rede temática para estudar o assunto com cinco universidades no Brasil, tem desenvolvido soluções para, por exemplo, permitir aos fluídos que são usados na perfuração em águas profundas que atuem de forma diversa conforme a situação.

Quando a broca está em funcionamento, perfurando o poço, e a água está agitada, os fluídos com nanopartículas tornam-se de baixa viscosidade, facilitando o funcionamento da broca. Quando o trabalho é interrompido e a água se aquieta, o mesmo líquido com nanopartículas se torna altamente viscoso, impedindo que os resíduos da perfuração, que seriam escoados para fora, retornem e entupam o poço. Isso é possível porque as partículas que compõem os fluídos do processo foram concebidas para se dissociarem em ambientes agitados e se conglomerarem em ambientes com baixa agitação.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado Por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Nenhum comentário: