08 setembro, 2008

Petróleo afeta indústria de plásticos flexíveis

O setor de embalagens plásticas flexíveis espera crescer este ano 5% em volume, se comparado a 2007. Essa é a previsão do segmento que tem passado por um momento sensível por causa do preço do barril do petróleo - que chegou ao recorde de US$ 147 no mercado internacional em julho -, sua principal matéria-prima, afirma o presidente da Abief (Associação Brasileira da Indústria de Embalagens Plásticas Flexíveis), Rogério Mani.

Segundo ele, a performance da indústria de embalagens flexíveis no primeiro semestre de 2008 apontou para um resultado menor das expectativas traçadas no início do ano. Se o mercado não reagir neste semestre é possível que o setor feche 2008 com aumento em torno de 3,5% em faturamento. Para Mani, o segundo semestre é sempre melhor, mas a primeira metade do ano tende a ser razoável, o que não ocorreu este ano.

O presidente da Abief acredita que a demanda fraca e os resultados devem ficar bastante próximos aos do mesmo período em 2007, e as razões para esta estagnação residem no momento da própria indústria de alimentos, que juntamente com a de bebidas, continua sendo o principal cliente da indústria de embalagens em geral, respondendo por 55% a 60% do consumo total.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Nenhum comentário: