30 dezembro, 2008

Deslizamento provoca interdição parcial da BR 459

A Polícia Rodoviária Federal alerta os motoristas para a possibilidade de congestionamento na rodovia BR 459, que liga os municípios de Lorena (SP) e Itajubá (MG). Um deslizamento de terra provocou a interdição parcial da pista na altura do quilômetro 14, município de Lorena. O trânsito de veículos no local está sendo alternado entre as duas pistas e o Dnit não tem previsão para liberação total da pista. (Fonte)

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

China quer posições em câmbio divulgadas

Pela primeira vez, a China determinou que as empresas com ações em bolsa divulguem suas carteiras de moeda externa, por conta da volatilidade dos mercados. As empresas registradas nas duas bolsas da China têm de mostrar seus derivativos e ativos denominados em moeda estrangeira nos relatórios anuais, disse a Comissão Reguladora de Valores Mobiliários da China. As que não tiverem nenhuma exposição a esses investimentos também têm de mencionar isso em seus relatórios.

Apostas equivocadas em meio à turbulência cambial e dos mercados de derivativos prejudicaram os lucros das empresas chinesas. A China Railway Group., a maior construtora da Ásia, registrou um prejuízo de 550,47 milhões de iuan (US$ 80,4 milhões) no terceiro trimestre. A China Cosco Holdings, a maior operadora de navios de carga seca, previu que deverá contabilizar perda bilionárias decorrente de acordos futuros de frete. (Fonte)

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

A crise do etanol

Alguns meses atrás, as atividades vinculadas à cana-de-açúcar eram tidas como as mais atraentes da economia nacional. Hoje, atravessam grave crise, especialmente as unidades que se dedicam à produção de álcool. Alguns projetos em fase de implantação foram suspensos, muitas empresas estão inadimplentes e poderão pedir concordata e a cana-de-açúcar plantada em grandes áreas pode não ser colhida.

O setor sucroalcooleiro não foi vítima direta da crise financeira internacional. Dela não sofreu mais que efeitos marginais. Essa crise tem origem no excessivo otimismo com que os produtores de etanol encararam suas possibilidades de exportação, incentivados pelo presidente Lula, certo de que convenceria os países ricos a importar um combustível que reduz a poluição e permite substituir em parte o petróleo - cujo preço, no início de 2008 apresentava uma curva de alta que parecia projetar-se por vários anos à frente.

Tanto a campanha pró etanol brasileiro não teve o êxito almejado quanto o preço do petróleo entrou em declínio.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Balança do setor tem expansão de 25% no ano

A balança comercial do setor de papel e celulose teve uma expansão de 25% nas exportações em 2008, passando de US$ 4,7 bilhões para US$ 5,9 bilhões, ante um aumento de 29% das importações, que saltaram de US$ 1,3 bilhão para US$ 1,7 bilhão, totalizando alta de 23,2%. A participação do setor na balança comercial brasileira já chega a 17,4%. Entre os principais destinos da pasta estão Europa, com 52% de participação, América do Norte (19%), China (18%) e demais regiões da Ásia e Oceania (10%).

A divisão entre os destinos da matéria-prima dá ao País maior independência em relação aos compradores, segundo levantamento feito pela Associação Brasileira de Celulose e Papel (Bracelpa). Apesar disso, os produtores nacionais terão de enfrentar a queda da demanda global, o aumento dos estoques mundiais e a queda dos preços, que despencaram cerca de 20% entre setembro e meados de dezembro. O mercado estima que haja uma demanda reprimida em todo o mundo de cerca de 2 milhões de toneladas. O Brasil conseguiu reduzir a oferta em cerca de 140 mil toneladas com paradas de produção.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Chineses podem isentar importações

A China, maior consumidora mundial de metais, está perto de decidir se autorizará importações isentas de tarifas de concentrado de cobre e de alumínio primário para processamento em produtos voltados para exportação, a fim de expandir a produção industrial. O governo chinês deve tomar uma decisão em breve sobre a possibilidade de permitir as importações com tarifa zero, disse Wen Xianjun, vice-presidente da Associação Chinesa da Indústria de Metais Não-Ferrosos, em entrevista concedida hoje em Pequim.

A China restabeleceu os incentivos fiscais para as vendas externas de metais a fim de estimular as exportações, que caíram pela primeira vez em sete anos no mês passado, e de impulsionar a produção industrial, que registrou seu menor ritmo de crescimento em quase uma década.

"A medida se destina a ajudar as processadoras de metais a maximizarem o uso da capacidade instalada, numa época em que a desaceleração da economia mundial reduziu a demanda", disse Wen. A China aboliu a isenção de tarifas sobre as importações de algumas matérias-primas no ano passado, como parte de um esforço de coibir a expansão do setor, intensivo em utilização de energia elétrica e altamente poluente.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Petróleo puxa mais uma sessão de alta dos mercados europeus

As principais bolsas de valores da Europa operavam em alta na manhã desta terça-feira, caminhando para a segunda sessão consecutiva de ganhos no que deve ser o último dia de pregão completo de muitos mercados.

Às 7h55 (horário de Brasília), o índice FTSEurofirst 300, que acompanha as principais ações do continente, exibia valorização de 1,11 por cento, a 819 pontos.

As ações de empresas do ligadas ao setor petrolífero seguiam na dianteira dos ganhos, assim como na véspera.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Iata: tráfego aéreo no mundo cai 4,6% em novembro

A Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata) informou hoje que houve uma queda de 4,6% no tráfego aéreo de passageiros em novembro e uma redução de 13,5% no transporte aéreo de cargas no período. A capacidade internacional da indústria diminuiu 1%. Além disso, a taxa de ocupação foi de 72,7%, o que representa um declínio de três pontos porcentuais em relação ao mesmo mês de 2007.

O declínio de 4,6% no tráfego de passageiros é uma piora considerável tanto em comparação com a contração de 1,3% registrada em outubro quanto com a queda de 2,9% verificada em setembro.

O diretor-geral e executivo-chefe da Iata, Giovanni Bisignani, observou que o setor está agora se retraindo em todas as medidas. "Podemos esperar mais perdas no quarto trimestre", disse o executivo.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Mercado reduz projeção para juros e inflação em 2009

O mercado financeiro espera uma queda de 1,75 ponto percentual da taxa básica de juro do País para 2009, mostrou o Boletim Focus, divulgado ontem pelo Banco Central do Brasil. Analistas dizem que a redução da taxa Selic, hoje em 13,75%, ao patamar de 12% é certa, a dúvida é como o governo deverá fazê-la: se aos poucos, acompanhando o comportamento da economia ao longo do ano, ou se deve concluí-la no primeiro semestre de 2009, para mantê-la estável a partir do segundo semestre.

A projeção da Tendências Consultoria é de que já na primeira reunião do Comitê de Política Monetária ( Copom) em 2009, a queda na Selic poderá ser de 0,5 ponto percentual. De acordo com o Focus, a previsão da taxa de juros caiu de 12,25%, índice registrado na semana anterior, para 12%. "De todos os indicadores, o que temos que ficar atentos é o câmbio, porque ele influencia tanto a inflação, como a política de juros do governo", disse Andrew Storfer, diretor de economia da Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade. (Anefac).

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Infraero registra atraso em 10,2% dos vôos no país

A Infraero registrou atraso em 18 (10,2%) dos 177 vôos previstos entre meia-noite e 6h desta terça-feira, de acordo com boletim divulgado pela empresa. Foram cancelados três vôos (1,7%). No Aeroporto Internacional de Guarulhos (Cumbica), em São Paulo, dois (13,3%) dos 15 vôos previstos atrasaram mais de 30 minutos e um (6,7%) foi cancelado.

Até as 6h, o Aeroporto Internacional Antônio Carlos Jobim (Galeão), no Rio de Janeiro, registrava atraso em um (8,3%) dos 12 vôos previstos. Nenhum havia sido cancelado. No Aeroporto Santos Dumont, também no Rio, a única partida prevista até as 6h ocorreu dentro do horário.

A Gol apresentou atraso, entre meia-noite e 6h, em nove (14,1%) de 64 vôos programados. A OceanAir teve um (20%) de cinco vôos com atraso superior a 30 minutos. A TAM registrou atraso em cinco (6,7%) de seus 75 vôos previstos. Um (1,3%) foi cancelado. A Varig não havia registrado atrasos até as 6h, mas um (12,5%) de seus oito vôos foi cancelado. A Webjet não teve atraso em nenhum de seus quatro vôos programados, até as 6h. (Fonte)

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Santos Dumont opera por instrumentos

As operações de pousos e decolagens são feitas com o auxílio de instrumentos no Aeroporto Santos Dumont, no Centro do Rio, na manhã desta terça-feira, devido a nebulosidade. De acordo com a Infraero, no entanto, os vôos estão com as chegadas e partidas previstas para os horários.

Ainda segundo a empresa, o Aeroporto Internacional Tom Jobim opera sem o auxílio de instrumentos e a movimentação de passageiros é tranquila. (Fonte)

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

29 dezembro, 2008

Obama está "comprometido" com paz no Oriente Médio

O presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, está "comprometido" com conseguir a paz no Oriente Médio, garantiu neste domingo um de seus principais assessores, depois de um dos dias mais sangrentos nos combates entre palestinos e israelenses em 60 anos.

"Obviamente, essa situação se tornou mais complicada nos últimos dias e semanas. Quando o Hamas começou seus disparos (de mísseis), Israel respondeu, mas é algo com que (Obama) está comprometido", disse David Axelrod à imprensa local norte-americana.

Obama está "monitorando a situação", declarou Axelrod, em outra entrevista, acrescentando que o presidente eleito foi informado dos fatos pela secretária de Estado americana, Condoleezza Rice, no sábado.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

México suspende importação de carne dos EUA

A partir da próxima quarta-feira o México deixará de comprar carne processada por 30 frigoríficos dos Estados Unidos. Os frigoríficos embargados produzem carne bovina, de cordeiro, suína e de frango e pertencem às maiores companhias de carne do mundo, incluindo a Cargill, a Tyson Foods, a brasileira JBS, a Seaboard e a Smithfield Foods, de acordo com lista divulgada pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (Usda).

O México é o principal comprador da carne norte-americana e a suspensão já provocou quedas acentuadas dos preços futuros das carnes bovina e suína em Chicago.

Analistas acreditam que a medida é uma represália à implementação da lei que prevê a rotulagem dos produtos segundo o país de origem (Cool), aprovada nos EUA no início deste ano e que entra em vigor em janeiro de 2009. No entanto, a medida pode estar relacionada a algumas irregularidades nos embarques envolvendo os pontos de entrada dos produtos no México.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Governo injeta US$ 5 bi para expandir GNL

A Coréia do Sul vai injetar 6,9 trilhões de won (US$ 5,35 bilhões) ao longo dos próximos 14 anos para expandir a infra-estrutura de armazenamento e distribuição de gás natural no país, anunciou o governo nesta segunda-feira.

O plano do Ministério da Economia basea-se na utilização de um campo de gás submarino como uma instalação de armazenagem de gás natural liquefeito (GNL), juntamente com um aumento no comprimento total de dutos no país de 2.739 quilômetros para 3.893 quilômetros até 2013.

"O plano foi concebido para satisfazer as necessidades energéticas de longo prazo do país, que tem 32 milhões de toneladas de GNL que será utilizado para aquecer casas e gerar eletricidade em 2022, em comparação com os 26 milhões de toneladas este ano", disse o vice-ministro Lee Jae-Hoon.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Bovespa fecha o ano com a primeira perda desde 2002

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) já acumulou perdas de 42,3% este ano e terá a primeira desvalorização desde 2002. Em relação a maio, quando o Brasil recebeu o grau de investimento – e o Ibovespa alcançou sua cotação máxima, de 73.516 pontos –, a perda acumulada até sexta-feira era de 49,9%. Nos Estados Unidos, o Índice Dow Jones, o mais tradicional da Bolsa de Nova York, perdia 35,8% no período, e o principal indicador da bolsa eletrônica Nasdaq, 42,8%.

A maioria dos analistas está cautelosa em relação ao mercado acionário em 2009. Lika Takahashi, coordenadora de análise de investimento do Banco Fator, recomenda que o investidor mantenha o cinto de segurança afivelado. "Os sacolejos continuarão a ocorrer em 2009", diz ela, em um texto que abre o livro da instituição sobre as perspectivas para o ano que chega. A especialista projeta um Ibovespa em 51 mil pontos em dezembro de 2009.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Economia da França cresce 0,1% no terceiro trimestre

O Produto Interno Bruto (PIB) da França cresceu 0,1% no terceiro trimestre, segundo leitura final do dado divulgada nesta segunda-feira.

O crescimento confirma que a segunda maior economia da zona do euro escapou por pouco de entrar em recessão em 2008 - é definida por dois trimestres consecutivos de contração da economia.

A leitura final do PIB francês no terceiro trimestre do ano foi a mesma da leitura prévia, feita pela agência nacional de estatísticas INSEE. No segundo trimestre, foi registrada contração de 0,3%. (Fonte)

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Para presidente, 2008 foi um ano bom para o Brasil

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta manhã, em seu programa de rádio semanal "Café com o Presidente", que 2008 foi um ano bom para o Brasil, um ano bom para o brasileiro, "porque o Brasil cresceu economicamente, fortemente".

O presidente enfatizou que o Brasil se desenvolveu em vários outros setores da sociedade, o que promoveu uma maior distribuição de renda e crescimento do comércio. "E eu penso que foi um ano bom, um ano que me permite dizer ao povo brasileiro, sabe, que embora a gente tenha uma crise internacional, que é a mais forte de toda a história depois da industrialização, o fato concreto é que o Brasil é o país que está mais preparado".

Lula deixou claro que até o dia 20 de janeiro será apresentado outras propostas de incentivo ao crescimento econômico. "E eu acho importante todo mundo ter claro que nós não vamos ficar esperando a crise abalar o Brasil. Na verdade, nós vamos trabalhar para que essa crise não cause os efeitos perversos aqui no Brasil, que está causando no Japão ou que está causando nos Estados Unidos, com milhões de desempregados".

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Abaladas pela crise, usinas de álcool enfrentam inadimplência

Pelo menos 6% dos canaviais ou 29,8 milhões de toneladas de cana-de-açúcar deixaram de ser colhidas no Centro-Sul do País, a principal região produtora. A sobra de 330 mil hectares de cana em pé é um dos efeitos da desaceleração dos investimentos no setor provocada pela crise internacional. No interior de São Paulo, pelo menos 10 usinas que deveriam entrar em operação este ano não ficaram prontas. Em Mato Grosso do Sul, dos 43 projetos com operação prevista até 2018, cerca de 20 já sofreram corte de recursos.

A crise sucroalcooleira preocupa o secretário de Agricultura e Abastecimento de São Paulo, João de Almeida Sampaio. Ele se reuniu com representantes do setor para discutir a situação. "O desafio é garantir que as usinas cheguem à próxima safra em condições de moer", disse ao Estado. As usinas precisam de dinheiro para bancar as despesas da entressafra, que incluem a manutenção das máquinas, a renovação dos canaviais e o preparo das usinas para a nova safra.

Os chamados ACCs (Adiantamentos sobre Contratos de Câmbio) oferecidos por tradings ou bancos tornaram-se escassos e com juros altos. "O setor foi pego numa situação de baixo preço do açúcar no mercado internacional, baixa demanda para exportação de etanol e um nível de investimento altíssimo, feito com recurso de curto prazo", disse o secretário. Com a escassez de crédito, a usina ficou sem caixa para tocar os negócios.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Aeroporto de Cumbica opera por instrumentos

Por causa do nevoeiro, no Aeroporto Internacional Governador André Franco Montoro, em Cumbica, Guarulhos (SP), as operações de pousos e decolagens ocorrem por instrumentos na manhã desta segunda, 29, mas segundo a Empresa de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero) nenhum pouso havia sido desviado até o momento.

O Aeroporto de Congonhas, na zona sul da capital paulista, abriu às 6 horas e opera visualmente. Dos 192 vôos programados entre 0h e 6h desta segunda-feira em todo o País, apenas 12 (6,3%) saíram com atraso segundo informações da Infraero. Oito vôos, o que corresponde a 4,2%, foram cancelados. (Fonte)

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Infraero registra 12,7% de vôos com atraso

A Infraero registrou 12,7% de atraso de um total de 1.729 vôos no período entre à zero hora e meia-noite deste domingo. Outros 68 vôos foram cancelados durante esse período. As empresas com maiores problemas foram a Gol, com 20,1% dos vôos com atraso, e a Varig com 13,9% das partidas fora de horário.

O Aeroporto Internacional de Guarulhos teve 49 atrasos durante este domingo - 18,9% do total. Também se destaca o percentual de atrasos nos aeroportos de Porto Alegre - com 22,9% do total - e Salvador - com 18,9% de vôos fora do horário. (Fonte)

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Pista fechada na BR-356

O aumento de fluxo de carros nas rodovias estaduais e federais causou várias batidas, mas não houve mortes nas estradas até o início da noite de domingo. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulga, nesta segunda-feira, um balanço dos acidentes durante a Operação Fim de Ano, que começou no dia 20. Até o momento, são 49 mortes nas rodovias federais. “Muitas pessoas já estão de férias e emendaram o feriado do Natal com o ano-novo. Até o momento, houve um número maior de acidente nos dias que antecederam o Natal”, afirma o chefe do Núcleo de Comunicação Social da PRF, o inspetor Aristides Amaral Júnior.

A BR-356, que liga Muriaé a São João da Barra (RJ), está interditada ao tráfego no Km 125, em Cardoso Moreira (RJ). A rodovia é uma das principais ligações rodoviárias entre os dois estados. Técnicos do Dnit decidiram interromper o trecho da via na noite de sábado para realizar uma obra de escoamento da água da chuva, que atingiu o município nos últimos dias e alagou parte da rodovia.

Alguns veículos têm usado um desvio de quatro quilômetros por uma estrada vicinal, mas a alternativa não atende aos veículos pesados. Cerca de 20 mil veículos passam pela rodovia diariamente. O Dnit deve demorar um mês para restaurar a estrada e liberar o tráfego. (Fonte)

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

19 dezembro, 2008

Panasonic lançará proposta de compra da Sanyo

A gigante de eletrônica japonesa Panasonic anunciou nesta sexta-feira que pretende lançar uma Oferta Pública de Aquisição (OPA) sobre a concorrente Sanyo, também japonesa, num valor de até 9 bilhões de dólares.

A Panasonic informou em um comunicado que fará esta oferta para garantir o controle de pelo menos 70,5% da Sanyo, que nos últimos meses demitiu milhares de funcionários para tentar se recuperar dos prejuízos.

A Panasonic indicou ainda ter alcançado um acordo para comprar cada ação por 131 ienes, num total de 800 bilhões de ienes (cerca de 9 bilhões de dólares), depois que o banco americano Goldman Sachs e outros grandes acionistas se dispuseram a vender suas partes na empresa.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Obama promete fortalecer regulamentação financeira

O presidente-eleito dos EUA, Barack Obama, prometeu na quinta-feira fortalecer as agências reguladoras do setor financeiro e reprimir "a cobiça e as maquinações" para tentar devolver estabilidade ao combalido sistema econômico norte-americano.

Obama nomeou a experiente Mary Schapiro como presidente da SEC (Securities and Exchange Comission, órgão regulador dos mercados de capitais dos EUA), e Gary Gensler para dirigir a CFTC (Comissão de Mercado Futuro de Commodities). O presidente-eleito disse que irá encarregá-los de uma ampla reformulação do sistema regulatório financeiro.

"Esses indivíduos ajudarão a colocar em vigor novas regras, com bom-senso, para proteger investidores, consumidores e toda a nossa economia das fraudes e manipulações de alguns poucos irresponsáveis", disse Obama a jornalistas em Chicago.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Exportações de carne caem 33% em novembro

As exportações de carne bovina do Brasil registraram forte queda de 33% em novembro, reflexo da menor demanda de tradicionais compradores em meio à crise econômica global. A Abiec, entidade que reúne os exportadores do Brasil, maior vendedor global de carne bovina, informou que o volume embarcado em novembro ficou em 132,6 mil toneladas (equivalente carcaça), contra 197,1 mil em igual mês do ano passado. (Fonte)

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Infraero é contra volta de vôos interestaduais à Pampulha

A Infraero divulgou quinta-feira apoio ao governo de Minas para que os vôos interestaduais continuem sendo operados no Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, e não sejam transferidos para o aeroporto da Pampulha, como é de interesse de companhias aéreas como Gol e Azul. A TAM mudou de posição: antes, defendia a volta ao aeroporto da capital; agora, aceita vôos em Confins.

Em correspondência ao governador Aécio Neves, o presidente da Infraero, Sergio Gaudenzi, afirmou que a atual distribuição do tráfego aéreo na Região Metropolitana, em vigor desde 2004, “trouxe como resultado uma perfeita adequação entre os planejamentos estratégicos do governo de Minas Gerais e da Infraero”. Gaudenzi ainda ressaltou no documento que a atual destinação dos aeroportos da Pampulha, que concentra os vôos regionais, e Tancredo Neves “permitiu melhor aproveitamento dos dois, além de corrigir o desbalanceamento anteriormente existente”.

O posicionamento da Infraero é uma reação à forte campanha do governo do estado para que não ocorra a transferência dos vôos, já que isso representaria um retrocesso nos planos de investimento. Gaudenzi reconheceu os esforços estaduais para o desenvolvimento da aviação civil e a importância de manter as operações atuais nos aeroportos. “Conforme nosso entendimento, os vultosos investimentos mineiros no sentido do Vetor Norte vislumbram um vigoroso desenvolvimento da Grande BH”, afirma Gaudenzi.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Aeroporto opera sem restrições e com atrasos em vôos

O Aeroporto Internacional de Campo Grande opera sem restrições para pousos e decolagens pela manhã.

Segundo a Infraero foram registrados pelo menos seis atrasos em vôos das companhias aéreas GOL, Trip e TAM. Nos dois primeiros, os atrasos são os chamados de rota, que provocam pequenas alterações nos horários de pousos e decolagens.

O vôo 3590 da TAM com destino a Brasília com escala em Goiânia (GO), com previsão de saída às 5h da Capital, ainda não decolou. Técnicos da companhia aérea fazem manutenção na aeronave que não tem previsão de decolagem. O atraso já passa de uma hora. (Fonte)

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Secretário americano isenta etanol para E-85

Empresários brasileiros do departamento de comércio exterior da Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp) receberam a notícia, na noite de quarta-feira (dia 17), de que o etanol brasileiro a ser utilizado na mistura E-85, utilizada nos EUA, poderá entrar sem a cobrança de tarifa no mercado norte-americano. A notícia foi dada ontem pelo diretor do departamento da Fiesp, Roberto Gianetti da Fonseca, também dirigente da Abiec (entidade que reúne frigoríficos exportadores).

A comunicação foi feita à Fiesp pelo recém-nomeado secretário norte-americano de Agricultura, Tom Vilsack. Vilsack foi governador de Iowa, estado responsável por grande parte da produção agrícola dos EUA. Segundo Gianetti, a idéia da proposta é conquistar o nicho do E-85 (85% etanol e 15% gasolina), embora ainda seja um mercado pequeno. "Os brasileiros deixariam de exportar em janelas para gradualmente conquistar um nicho."

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Barril da Opep volta a ser negociado em baixa

O corte da produção de 2,2 milhões de barris decidido na quarta-feira pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) não serviu ainda para deter a forte baixa de seu barril de referência, que na quinta-feira caiu 3,5%, para US$ 39,48, segundo informou hoje em Viena o Secretariado da organização.

O corte aprovado pela Opep, o maior de sua história, entrará em vigor no dia 1º de janeiro, e pretende equilibrar o preço do petróleo, que caiu 70% de seu valor desde julho passado.

No entanto, a constatação de que a demanda da "commodity" está caindo devido à crise econômica falou mais alto até agora. (Fonte)

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Exportação de minas gerais é recorde e pib cresce 15%

Apesar da crise financeira mundial, o agronegócio de Minas Gerais apresentou vários números recordes em 2008. O balanço do setor foi divulgado nesta quinta-feira (18), durante entrevista coletiva concedida pelo secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Gilman Viana Rodrigues.

O Produto Interno Bruto (PIB) do agronegócio mineiro que representa 11,75% do PIB do agronegócio nacional - deve alcançar R$ 89,6 bilhões em 2008. O crescimento é de 14,8% na comparação com 2007, quando o PIB foi de R$ 78 bilhões.

De acordo com o secretário, a participação de Minas Gerais no agronegócio nacional é crescente e a competitividade será a arma para enfrentar os desafios no próximo ano. Será difícil continuar com recordes, mas Minas Gerais estará melhor que outros Estados. Haverá uma firme retração no primeiro semestre, que será geral em todo o mundo, e a situação vai exigir competência das pessoas. Não há sinal de queda e, sim, de crescimento num ritmo menor, afirma.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Trem da CPTM trava em trilho e deixa usuários sem transporte

Um trem travou nos trilhos e ficou parado entre as estações Granja Julieta e Santo Amaro da Linha 9 (Esmeralda) da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) no início da manhã desta sexta-feira (19).

De acordo com a CPTM, a composição fez com que a circulação ficasse restrita a apenas uma via por 20 minutos. Por volta das 7h30, segundo a empresa, a situação estava normalizada.

O trem apresentou um defeito e travou na linha às 6h15. Ele foi retirado da via e levado para a oficina às 6h35. Nesse período, a CPTM reduziu a entrada de passageiros nas estações para evitar que elas ficassem lotadas.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

18 dezembro, 2008

Yeda abre nova rota de exportação

Com o descerramento da placa inaugural e a remoção dos cones da pista, a governadora Yeda Crusius liberou ontem o tráfego de veículos no último trecho que ainda estava incompleto no eixo sul da RSC-471. A solenidade aconteceu ao lado do viaduto e da ponte sobre o Arroio Abranjo, na área conhecida como variante ambiental, no interior de Encruzilhada do Sul.

A conclusão das obras de arte no trecho de 700 metros abre definitivamente o novo corredor de exportação entre o Vale do Rio Pardo e o Porto de Rio Grande. O ato também marcou o término dos serviços de readequação nos 48,5 quilômetros da rodovia entre Pantano Grande e Encruzilhada do Sul, iniciados em 2002. Ainda houve a entrega oficial da pavimentação de 25,3 quilômetros entre a localidade de Boa Esperança e a ponte sobre o Rio Camaquã, que começou em 2001, com custo de R$ 49 milhões.

A construção da ponte e do viaduto no Arroio Abranjo teve início em outubro do ano passado, com o investimento de R$ 13 milhões, conforme valores atualizados pelo Daer. As obras de readequação, com a abertura de um contorno na área urbana de Pantano Grande, três novos trevos no município e outro em Encruzilhada do Sul, custaram ao Estado R$ 51,3 milhões. Com a conclusão da obra, o Daer estima que 400 caminhões utilizarão a rodovia por dia. O trajeto reduz em 110 quilômetros a distância entre os municípios da região e o Porto de Rio Grande, em comparação ao itinerário pela RSC-287, BR-386 e pela BR-116. Os serviços integram o Programa Estruturante Duplica RS.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Porto do Rio Grande terá área naval ampliada

O Porto do Rio Grande que atualmente abriga a construção do maior dique seco do Hemisfério Sul, obra realizada pela WTorre Engenharia, passa a contar com dois novos empreendimentos na área naval, que serão instalados no Superporto.

Trata-se da implantação do estaleiro do grupo Wilson, Sons e do Estaleiro Rio Grande 2 (ERG2). A confirmação da instalação dos empreendimentos foi dada nesta terça-feira (16), através da aprovação por unanimidade dos Projetos de Lei 313/2008 e 314/2008 na Assembléia Legislativa do Estado do RS, que autorizam a doação de áreas no Superporto para os dois investidores.

O processo para instalação dos dois empreendimentos foi iniciado pela Secretaria de Infra-Estrutura e Logística do RS (Seinfra), que diante do interesse dos investidores solicitou ao Conselho de Autoridade Portuária do Porto do Rio Grande (CAP/Rio Grande) a alteração do Plano de Zoneamento do Porto Organizado do Rio Grande. Com a aprovação da inclusão das áreas destinadas a construção e reparo naval no Zoneamento do Porto ficou no aguardo a aprovação da doação da área do Estado para os dois empreendedores que agora foi aprovada pelos deputados estaduais.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Chega a porto chinês o primeiro cargueiro de Taiwan em 59 anos

O primeiro navio de carga que partiu de Taiwan à China chegou ao porto de Xiamen, na província sudeste de Fujian, informou hoje a agência oficial "Xinhua".

Trata-se da primeira embarcação de mercadorias que completa o trajeto de maneira direta desde 1949, ano da ascensão do Partido Comunista da China (PCCh) e da separação da ilha.

O navio transportou 326 contêineres e uma carga total de 4,464 toneladas de produtos como laranjas, maquinaria, produtos eletrônicos e peças de automóveis procedentes de Taiwan.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

GM ignora crise e abre nova fábrica na China

A montadora americana General Motors (GM), que sofre com a crise financeira mundial, inaugurou uma nova fábrica na China, informou hoje seu escritório em Xangai.

A nova fábrica, que será um dos três pontos no mundo de produção de seu modelo Chevrolet Cruze, já funciona na cidade de Shenyang (província de Liaoning, nordeste) dentro da Xangai GM, a empresa mista que a companhia tem com a Corporação Industrial do Automóvel de Xangai (SAIC), o principal fabricante chinês.

A fábrica contou com um investimento conjunto de 2,67 bilhões de iuanes (US$ 390 milhões), e terá capacidade de produzir até 150 mil unidades por ano quando estiver em pleno funcionamento, no segundo trimestre de 2009.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Itaú eleva em 40% clientes pessoa jurídica

O setor de pessoa jurídica do Banco Itaú fecha 2008 com um crescimento de 40% em número de clientes, para aproximadamente 600 mil empresas, e projeta nova expansão em 2009, mesmo com o cenário de desaceleração econômica. Uma das apostas do Itaú para seguir ganhando espaço no segmento é o desenvolvimento de ferramentas que facilitem a vida das empresas. "Diferentemente da pessoa física, a empresa avalia todos os detalhes na hora de escolher um banco, preço, serviços, facilidade de acesso e atendimento. Por isso a importância de investir na inovação", diz Sandra Boteguin, diretora de produtos de pessoa jurídica do Itaú. "Nossa aposta é oferecer flexibilidade para o cliente e, com isso, crescer mais 30% em 2009."

Dentro desta estratégia, de facilitar a vida das empresas, foi lançado nesta semana um novo serviço, o atendimento "mobile" para o segmento pessoa jurídica. Desde segunda-feira, os clientes que já utilizam os serviços do banco via internet passaram a ter como opção o telefone celular como instrumento de gerenciamento das contas. Não é apenas um atendimento telefônico comum, como o que os bancos já oferecem ao público em geral, como explica Sandra.

"É diferente porque ele mesmo fará, sozinho pelo celular, todo tipo de operação disponível pela internet, como contratação de serviço, transferência de recurso ou autorização dos pagamentos de contas, tributos ou salários", diz a executiva. "Este é mais um produto, de outros lançados no ano, com o objetivo de facilitar a vida da empresa, tornar mais ágil os procedimentos bancários e, com isso, ganhar mercado no segmento."

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

RS pode ter terminal de GNL e termelétrica

A consultoria Gas Energy e o governo gaúcho assinaram ontem um protocolo de intenções para a construção de um terminal de regaseificação de Gás Natural Liquefeito (GNL) e de uma termelétrica no Porto de Rio Grande (RS), no sul do estado. O investimento total deve ser de US$ 1,25 bilhão, sendo US$ 450 milhões no terminal e US$ 800 milhões na termelétrica. O chamado Tergás terá capacidade para 6 milhões de metros cúbicos por dia, sendo que até 75% do volume produzido será utilizado pela usina batizada de UTE Rio Grande, programada para 1000 megawatts (MW), uma das maiores do País.

Marco Tavares, sócio-diretor da Gas Energy, especializada em consultoria empresarial nas áreas de gás natural e petroquímica, lembra que a viabilização do projeto depende dos leilões de energia nova programados para meados de 2009 para entrega em 2012 e 2014. Tavares também acredita que o governo federal terá de recontratar no ano que vem a energia vendida nos leilões para usinas a óleo combustível com entrega prevista para 2013, o que abriria uma nova janela de oportunidade para o projeto.

Tavares, entretanto, diz que os investidores, por questão estratégica, serão conhecidos apenas no leilão. Para tocar os projetos, foram formados por enquanto dois consórcios. O primeiro, para o terminal, é formado pela Gas Energy New Ventures, Avir Geração de Energia e pelo fundo de private equity InfraBrasil/Santander, criado para participação em projetos de energia. O segundo, para a usina, além da Gas Energy, conta com a Omega Engenharia e a General Eletric (GE) do Brasil. Uma das possíveis sócias na construção da usina é a estatal gaúcha Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE), confirmou ontem o presidente da empresa, Sérgio Camps de Morais. A estruturação financeira para a busca dos grupos que injetarão recursos está a cargo do Standard Bank, da África do Sul. A Gas Energy New Ventures foi constituída em associação com o grupo investidor Coradini & Santini Participações para integrar projetos de energia.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Exportação: Piracicaba ocupa a 19ª posição

Apesar de exportar mais, Piracicaba caiu da 15ª para a 19ª posição no ranking das cidades exportadoras do . País. Foram US$ 2,354 bilhões em vendas no exterior entre janeiro e novembro deste ano, de acordo com dados divulgados pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), na terça-feira (16). O número aponta um crescimento de 24,7% com relação ao mesmo período de 2007, quando foram registrados exportações no valor de US$ 1,887 bilhão.

Na comparação entre novembro de 2008, com US$ 220,2 milhões, e o mesmo mês do ano passado, com US$ 146,2 milhões, o crescimento na exportação é de 50,55%.

No entanto, a crise financeira mundial já começa a refletir nos dados divulgados pelo MDIC, quando comparado o desempenho da exportação piracicabana entre novembro e outubro deste ano. Houve queda de 2,53%. Em outubro foram comercializados US$ 225,9 milhões no mercado externo.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Novo pedágio começa a ser cobrado

O primeiro pedágio federal em rodovias que cortam o Paraná começa a ser cobrado amanhã. A concessionária Autopista Planalto Sul, do grupo OHL, anunciou o início das operações da praça de pedágio do município de Correia Pinto (SC), no quilômetro 235 da BR-116, no trecho que liga o Paraná à divisa de Santa Catarina com o Rio Grande do Sul.

O início da cobrança da tarifa será a partir da 0h de amanhã e o preço será de R$ 2,70 para carros de passeio. O preço inicial para estas praças era de R$ 2,54, de acordo com o leilão realizado em outubro de 2007, mas este valor sofreu um pequeno reajuste de acordo com a inflação do período, previsto no Programa de Exploração de Rodovias (PER).

Para ativar a primeira praça do trecho, a concessionária fez valer autorização dada no mês passado pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) para o início da cobrança do pedágio em praças que já estiverem prontas antes da conclusão das obras em todas as praças. A autorização foi um pedido da OHL devido a atrasos na desapropriação dos terrenos onde algumas das praças serão construídas.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Senado aprova criação do Fundo Soberano

O Senado aprovou na madrugada de hoje o projeto de lei que cria o Fundo Soberano do Brasil (FSB), que vai agora à sanção presidencial. Neste ano, deverão ser garantidos cerca de R$ 15 bilhões para constituir o fundo.

O objetivo, de acordo com o relator da matéria, senador Aloízio Mercadante (PT-SP), é que esses recursos sejam utilizados exclusivamente para investimentos da União. Com isso, o governo terá condições de garantir o andamento de projetos que podem ser afetados pela restrição de crédito causada pela crise financeira mundial.

Mercadante disse que os projetos prioritários para receber os recursos do Fundo Soberano são os que integram o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Juro para empresas fica nos 6,25%

O Conselho Monetário Nacional (CMN) manteve a taxa de juros de longo prazo (TJLP) em 6,25% ao ano para o período de janeiro a março de 2009, apesar de a fórmula usada para calculá-la recomendar elevação. A taxa atual, usada como referência nos empréstimos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) a empresas, resulta da combinação de uma meta de inflação de 4,5% e de uma taxa de risco país de 175 pontos.

Ocorre que, com o agravamento da crise, o risco elevou-se. Ontem, fechou em 460 pontos. Assim, o correto do ponto de vista técnico seria a elevação da TJLP. O diretor de Desestatização do Banco Central, Gustavo do Vale, explicou que o CMN considerou a recente alta do risco país um movimento transitório. Por isso, não alterou a taxa.

A manutenção da TJLP reforça as pressões para que o Comitê de Política Monetária (Copom) reduza a taxa básica de juros da economia, a Selic, atualmente em 13,75% ao ano. "Temos de conjugar bem as coisas", disse ao Estado o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo. "A Selic também vai cair, ou os custos de captação do BNDES ficam impraticáveis." O Copom vai reunir-se nos dias 20 e 21 de janeiro.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

17 dezembro, 2008

Fed tem pouca margem de manobra

Barack Obama, presidente eleito dos Estados Unidos, admitiu ontem que o Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA), tem agora pouca margem de manobra para combater a recessão.

"Estamos com pouca munição tradicional contra a recessão, que consiste em baixar as taxas de juros", declarou Obama durante uma entrevista coletiva em Chicago, pouco antes de o Fed reduzir sua taxa básica de juros para uma margem entre 0% e 0,25%.

Além do Fed, "é crucial que outros setores do governo intensifiquem sua ação", afirmou Obama, para quem "um plano para relançar a economia é absolutamente crucial".

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

BC discorrerá sobre crescimento na próxima semana

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) passa a ser dirigida pela senadora Kátia Abreu (DEM-TO), que tomou posse na noite de ontem em solenidade com a presença de autoridades do Executivo, Legislativo e Judiciário. Principalmente de senadores, deputados e representantes do setor agropecuário.

Convidado a participar da solenidade, o presidente do Banco Central (BC), Henrique Meirelles, falou rapidamente com a imprensa e disse que "qualquer previsão (do BC) sobre o crescimento econômico do país será divulgada só segunda-feira (22), no relatório trimestral de inflação".

Enquanto isso, o presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Armando Monteiro Neto, reafirmava a estimativa de 2,4% para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB, a soma de todas as riquezas do país) brasileiro em 2009; e o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, se juntava a Monteiro e dizia que o maior culpado para o fraco desempenho da economia doméstica, no ano que vem será a política de juros altos, mantida pela diretoria do BC.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Honda anuncia corte de 62% na previsão de lucro

A montadora japonesa Honda Motor anunciou hoje uma estimativa de lucro líquido no valor de 185 bilhões de ienes (US$ 2,08 bilhões) para o atual ano fiscal, com encerramento em março de 2009.

A nova previsão, que representa um recuo de 62% em relação à estimativa anterior, no valor de 485 bilhões de ienes, foi influenciada pela queda da demanda principalmente nos mercados norte-americano e europeu e valorização do iene ante o dólar.

De acordo com as informações divulgadas, a Honda também anunciou que seu lucro operacional deve atingir 180 bilhões de ienes entre abril de 2008 e março de 2009, ante previsão anterior que apontava para um lucro operacional no valor de 550 bilhões de ienes. (Fonte)

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Japonesa ANA registra queda de passageiros em novembro

A japonesa All Nippon Airways (ANA), segunda maior companhia aérea em vendas do país asiático, anunciou hoje um recuo de 17% no número de passageiros de vôos internacionais em novembro deste ano, para 316.243, em relação ao mesmo período de 2007.

De acordo com a aérea nipônica, que sofre o impacto da queda da demanda no segmento por conta da crise econômica mundial, o número de passageiros de vôos domésticos caiu 9% no último mês, para 3,59 milhões, em comparação a novembro de 2007. (Fonte)

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Anglo American anuncia corte de gastos para 2009

A Anglo American Plc, um dos maiores grupos de mineração e exploração de recursos naturais do mundo, anunciou hoje um corte superior a 50% nos investimentos programados para 2009, para US$ 4,5 bilhões.

A medida foi influenciada pela queda nos preços dos metais. "Tomamos uma ação decisiva, como resultado da rápida mudança no cenário econômico", declarou em comunicado Cynthia Carrol, chefe-executiva da companhia. (Fonte)

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Perdigão ajusta a produção e diz que vai investir R$ 600 mi em 2009

A Perdigão, que planeja investir R$ 600 milhões no próximo ano, vai realizar " paradas técnicas " no primeiro trimestre de 2009 para reduzir estoques de carnes destinados ao mercado externo. A medida é uma forma de enfrentar os três primeiros meses do ano, os quais a própria empresa avalia que serão difíceis por conta da crise financeira internacional. " O primeiro trimestre vai ser difícil. Vamos reduzir em 20% a produção de frango, suínos e peru " , afirmou Antônio Augusto de Toni, diretor da área internacional da Perdigão, durante almoço de fim de ano.

Segundo ele, os estoques se elevaram em razão das enchentes em Santa Catarina, que paralisaram o porto de Itajaí - 60% das exportações da Perdigão eram escoadas por esse porto. " Estamos com um caixa confortável, mas vamos fazer as paradas técnicas para baixar os estoques " , disse José Antônio do Prado Fay, que assumiu a presidência da Perdigão em outubro passado, substituindo Nildemar Secches, que ficou 13 anos no cargo.

Além de os atrasos em Itajaí terem elevado em 40% os estoques da Perdigão, os estoques também estão altos nos importadores como Europa e Japão, disse de Toni.

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Apesar da cobrança de Lula, obras do metrô continuam lentamente

Um dia depois de o presidente Luiz Inácio Lula da Silva ter cobrado, publicamente, ao prefeito João Henrique a conclusão das obras do metrô de Salvador, o gestor da Companhia de Transporte de Salvador (CTS), Pedro Dantas, disse que o projeto vai ficar pronto dentro do prazo do atual cronograma . “Eu não sei por que essa obra não sai. O que está havendo, João?”, questionou Lula, durante a inauguração das obras do Sistema Viário 2 de Julho, na região do aeroporto.

João Henrique não foi encontrado pela sua assessoria de imprensa para comentar a cobrança feita por Lula, publicamente, ante autoridades, populares e pessoas registradas pelos órgãos de imprensa. O prefeito não soube sequer responder há quanto tempo o projeto está parado. As obras do metrô já estão com 67 meses de atraso, deveriam ter sido concluídas em 40 meses, mas já duram 107.

Apesar de Dantas ter admitido que as obras do metrô não estão no ritmo desejado, o presidente da CTS acredita que irá cumprir o atual cronograma. “As obras não estão no ritmo desejado, mas estão andando”, explicou. O gestor disse ainda que os atrasos na obra foram em função das descontinuidades no repasse dos recursos pelo governo federal, segundo relatório da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU).

Clique aqui e veja a notícia na íntegra.

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Rússia descarta discussões sobre adesão à Opep

A reunião de cúpula da Opep desta quarta-feira na Argélia não discutirá a questão de uma eventual adesão da Rússia ao cartel petroleiro, informou o vice-ministro russo da Energia, Anatoli Yanovski.

O presidente russo, Dmitri Medvedev, não descartou semana passada a possibilidade da Rússia aderir à Organização de Países Exportadores de Petróleo (Opep), que se declarou favorável a esta perspectiva. (Fonte)

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Exportações de Cingapura caem 17,5% em novembro

As exportações de Cingapura recuaram 17,5% em novembro deste ano, em relação ao mesmo período de 2007, segundo dados divulgadas hoje pela agência de promoção comercial local. Os dados excluem embarques ligados ao setor petrolífero.

O resultado, que segue uma queda revisada de 15,4% em outubro e representa o maior recuo no indicador em mais de seis anos em Cingapura, foi influenciado, entre outros fatores, pela redução da demanda por produtos eletrônicos e farmacêuticos, devido à desaceleração econômica mundial. (Fonte)

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística

Governo da China investe US$ 190 milhões em três bancos

O governo da China comprou ações nos três principais bancos do país por 1,3 bilhão yuanes (US$ 190 milhões), com o objetivo de apoiar as cotações das instituições e estabilizar o mercado de valores, informa o jornal National Business Daily.

A entidade pública de investimentos Central Huijin Investment Co, presente nos grandes bancos públicos chineses, comprou ações nos últimos meses Industrial and Commercial Bank of China (860 milhões de yuanes), no China Construction Bank (277 milhões) e no Bank of China (185 milhões), acrescenta o jornal.

O Central Huijin foi protagonista na reforma do setor bancário chinês nos últimos anos, uma área que era marcada pela corrupção e por créditos duvidosos. (Fonte)

Postado por: NewsComex - Comércio Exterior e Logística