27 fevereiro, 2007

Vale quer ficar entre as dez maiores produtoras mundiais de carvão a partir de 2010

Com a aquisição da holding australiana AMCI, anunciada hoje, a Companhia Vale do Rio Doce (CVRD) pretende figurar entre as dez maiores produtoras de carvão do mundo a partir de 2010. "Com os ativos que temos de carvão, a Vale deve chegar em 2010 com 30 milhões de toneladas ao ano. Isso nos daria relevância em termos mundiais para ficarmos entre os dez primeiros, caminhando para se posicionar entre os cinco primeiros", disse hoje o diretor de Planejamento e Gestão da Vale, Gabriel Stoliar.

Segundo ele, com a compra da empresa australiana, a produção anual da Vale passará, já neste ano, de dois milhões de toneladas para dez milhões de toneladas. O diretor de Desenvolvimento de Novos Negócios, Pedro Rodrigues, complementou dizendo que a operação insere de forma definitiva a empresa brasileira no negócio de carvão, em linha com a estratégia já anunciada.

O carvão australiano será vendido, prioritariamente, para países do sul da Ásia, como Japão, Coréia e Índia. O diretor de Não-Ferrosos da Vale, José Blancaster, ressaltou que a importância do negócio deve-se especialmente à qualidade do carvão. "São as melhores bacias de carvão metalúrgico do mundo. São minas muito jovens e temos intuito de expandir a produção", afirmou.

O negócio anunciado hoje envolve a produção de 8 milhões de toneladas anuais de carvão, em quatro consórcios nos quais a AMCI tem participação, e ainda em outros 30 ativos que estão em fase de exploração, cujo potencial de recursos corresponde a 3 bilhões de toneladas de minério.

Hoje, a Vale anunciou a aquisição da AMDI por 835 milhões de dólares australianos, correspondente a US$ 650 milhões. A aquisição envolve ainda o pagamento da dívida líquida da AMCI, no valor 157 milhões de dólares australianos.

Fonte: Valor Online

Postado por: www.newscomex.com.br

Nenhum comentário: