28 fevereiro, 2007

Toyota vai construir nova fábrica nos Estados Unidos, no Mississippi

A montadora japonesa Toyota anunciou hoje que vai construir uma nova fábrica nos Estados Unidos, no estado do Mississippi, no sul do país. Essa decisão é o mais recente sinal de que a empresa pretende aumentar sua capacidade nos EUA para atender a crescente demanda por seus veículos.

A nova fábrica deverá consumir investimentos de US$ 1,3 bilhão e terá capacidade para produzir 150 mil veículos por ano. O modelo que deve ser o primeiro fabricado no local deve ser o utilitário esportivo Highlander, com início de produção estimado para o início de 2010.

A nova fábrica deverá criar 2 mil empregos na região próxima à cidade de Tupelo. Essa será a oitava planta da empresa japonesa no país.

A Toyota vem se beneficiando de uma forte demanda nos EUA por seus veículos, mais eficientes e econômicos. Por causa disso, poderá ultrapassar neste ano a General Motors e se tornar a maior montadora de veículos do mundo.

Com um aumento de 13% nas vendas no ano passado, a Toyota tomou o segundo lugar no mercado dos EUA da Chrysler. Sua participação no país agora é de 15,4%, contra os 12,9% da norte-americana. Neste ano, a empresa deve superar a Ford, que encerrou o ano passado com participação apenas um ponto percentual maior que a da montadora japonesa.

Antes mesmo do início das operações da nova fábrica, a Toyota planeja aumentar sua capacidade anual nos EUA em 250 mil unidades. Para isso, ela deverá utilizar linhas de produção de sua afiliada, a Fuji Heavy Industries, em Indiana, e abrir uma nova fábrica no ano que vem, em construção no Canadá.

No fim do ano passado, a Toyota começou a produção em uma fábrica de picapes no Texas, que tem capacidade para 200 mil unidades por ano.

A Toyota está sob pressão para aumentar a produção na região da América do Norte e evitar problemas políticos com o aumento no número de veículos vendidos na região, mas produzidos no Japão. No ano passado, apenas metade dos veículos da empresa vendidos nos EUA foi produzida no continente.

Fonte: Valor Online

Postado por: www.newscomex.com.br

Nenhum comentário: